Bancada do PMDB vai pedir a Richa fim do assédio tucano a prefeitos

Deputado Ademar Traiano (PSDB). Foto: Denis Ferreira Neto.

O jantar de hoje à  noite da bancada estadual do PMDB com o governador Beto Richa terá como prato principal, segundo o senador Roberto Requião, “o fígado dos eleitores peemedebistas”, mas a conversa não será tão amistosa assim.

Os parlamentares peemedebistas dizem que só se entregarão de corpo e alma, sem fazer charme, se Beto segurar um “aloprado” que estaria assediando seus prefeitos.

O “aloprado” neste caso, de acordo com um deputado que estará presente no encontro, chama-se Ademar Traiano (PSDB), líder do governador na Assembleia.

Os peemedebistas terão como prato principal “o fígado dos eleitores do PMDB”, mas querem que Richa leve a sobremesa de casa: a cabeça de Traiano.

Os mais entusiasmados com a possível adesão à  base governista tucana são os deputados Waldyr Pugliesi, Nereu Moura e Caíto Quintana.

Dos 12 parlamentares que compõem a bancada do PMDB, apenas um não quer cafuné de Richa: é o deputado Anibelli Neto, o Anibelinho.

Comentários encerrados.