Após derrota na Fiep, governo Beto Richa lambe as feridas

* Vitória de Campagnolo fortalece a ministra Gleisi Hoffmann

Governador Beto Richa é derrotado na Fiep.

O governo Beto Richa (PSDB) teve o primeiro e mais sério revés político, em sete meses de gestão, ao sofrer uma acachapante e estratégica derrota na Federação das Indústrias do Paraná (Fiep).

Os empresários rejeitaram a interferência do governo tucano na entidade quase septuagenária.

O candidato governista derrotado, Ricardo Barros, fez apenas 21 votos, apesar do empenho do Palácio das Araucárias.

O empresário Edson Campagnolo foi eleito por 69 votos. Uma verdadeira surra nas urnas.

Embora seja patente o empenho de Richa para derrotá-lo na Fiep, Campagnolo afirmou, após a confirmação da vitória, que manterá uma relação cordial com o governo.

Quem está rindo à  toa com essa derrota do governo tucano é a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, candidata ao governo em 2014. A petista torceu pela vitória de Campagnolo.

Ao governo Beto Richa resta lamber as feridas causadas pela humilhante derrota.

Quanto a Barros, se ele retornar à  Secretaria da Indústria e Comércio, ficará muito menor do que era.

14 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. E SE NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES OS CANDIDATOS DE VCS. PARA PREFEITO E GOVERNO, PERDEREM. QUAL SERÁ A DESCULPA ESFARAPADA QUE SAIRÁ NESTE BLOG. ESTOU DE OLHO!

  2. CONCORDO PLENAMENTE COM O COMENTÁRIO DO AMIGO ARTUR.

    PARABÉNS PELO COMENTÁRIO INTELIGENTE.

  3. Não se iludam. O Beto só perdeu porque quem votou nestas eleições foram pessoas inteligentes e esclarecidas (a maioria – 69 votos).
    No caso das eleições com a população em geral a coisa é diferente. Um povo que não procura se informar, uma imprensa que omite os desvios de conduta (ou fala pouco), mulheres que votam nele porque o acham bonito, analfabetos que odeiam política, e outros tantos tipos de irresponsabilidades, elegem um cara que mente e em 7 meses de governo não fez uma obra sequer. Isso é que é transparência.

  4. A coisa nao esta bonita pro lado do Governador dessa vez a turma da Gleisi levou a melhor foi uma amostra do que vem para 2014….

  5. Se for nesse mesmo compasso, a prefeitura de Curitiba também vai pro brejo. O candidato do Beto, o Ducci, também deve levar uma surra nas urnas em 2012.

  6. É O EFEITO CASCATA, ESPERADO E PREMATURO, 2011 CAIU O BARROS E EM BREVE SERÁ O DEROSSO, 2012 CAI O DUCCI E POR DERRADEIRO EM 2014 VAI-SE O RICHA. OHHH GLÓRIA !!!!!!!

  7. Foi a prepotência desse cidadão Ricardo Barros que causou a derrota do Gustavo Fruet ao Senado . Agora essa mesma prepotência vai causar a derrota do “time” do Beto na capital e se Deus quiser no governo na próxima eleição .

  8. Esmael, tem um blog “chapa branca” dizendo que a eleição da FIEP foi briga de cachorro grande, eu nao concordo , acho que foi Doberman x Poodle.

  9. Bom para o BETO QUE ABANDONOU OS AMIGOS E SE UNIU A ESTE POVO.

  10. Perfeita a sua análise Esmael.Resta sòmente dizer que o Beto pagou êste mico enorme devido a prepotência e arrogância do “sinhozinho”de Maringá.Espero que o governador se dê conta em tempo e se afaste dêste nefasto(sem trocadilho)…

  11. Ô dó!

  12. A dupla BB, Beto e Barros, levou uma lavada de votos na Fiep. Bom seria se tbm fossem varridos da política. Quem sabe o povão ainda acorda deste pesadelo real!

  13. os manifaturadores derrubaram no voto o feudo que mal começou:derrota 2012, 2014.pode ser , no mundo moderno não precisa a xerifage do governador do parana ,basta o governador gastar bém o dinheiro dos impostos: