Abertura da CPI na Câmara só depende dos vereadores do PDT

Vereadores do PDT Jairo Marcelino, Roberto Hinça e Tito Zeglin.

Está nas mãos dos três vereadores do PDT a abertura ou não da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), na Câmara Municipal de Curitiba, para investigar denúncias de irregularidades na gestão do presidente da Casa, João Cláudio Derosso (PSDB).

Os vereadores pedetistas Tito Zeglin, Roberto Hinça e Jairo Marcelino seriam o fiel da balança, pois, com a assinatura deles, a CPI contaria com 14 assinaturas hoje.

De acordo com o placar realizado pela Federação das Associações de Moradores de Curitiba (Femotiba), os vereadores favoráveis à  CPI para investigar Derosso seriam:

PT: Professora Josete, Jonny Stica e Pedro Paulo.
PMDB: Algaci Túlio e Noemia Rocha.
PPS: Renata Bueno e Zé Maria.
PP: Juliano Borghetti.
PSC: Julião da Caveira.
PV: Paulo Salamuni e Aladim.

“Com os três vereadores do PDT, com certeza, ultrapassaremos o número de assinaturas necessárias para a CPI”, diz Edson Feltrin, presidente da Femotiba.

Comentários encerrados.