27 de agosto de 2011
por esmael
11 Comentários

Escolha de Pedro Paulo para CPI abre crise no PT e no movimento “Fora Derosso”

Professora Josete (PT) tem a simpatia do movimento pela CPI.

Os petistas abriram guerra interna depois que a direção da legenda escolheu o vereador Pedro Paulo como membro da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar o presidente da Câmara, João Cláudio Derosso (PSDB), acusado de cometer irregularidades em contratos de publicidade e praticar nepotismo. Leia mais

27 de agosto de 2011
por esmael
1 Comentário

Partidos de oposição pedem instalação imediata de CPI e afastamento de Derosso do cargo

por Thea Tavares

Os partidos de oposição ao prefeito Luciano Ducci (PSB) na Câmara de Vereadores de Curitiba e lideranças dos movimentos sindicais, estudantis e organizações populares vão se reunir na próxima segunda-feira (29), na sede do PV !“ Partido Verde – para definir estratégias políticas e jurídicas para enfrentar o bloco da situação, que é de maioria esmagadora e que pretende minimizar os escândalos envolvendo o presidente da Casa, vereador João Cláudio Derosso (PSDB). Derosso é acusado de envolvimento em esquemas de irregularidades nas contratações de serviços de publicidade pelo Legislativo para beneficiar familiares e pessoas ligadas diretamente ao vereador.

A oposição exige a instalação imediata de uma Comissão Parlamentar de Investigação (CPI) para apurar todas as denúncias e indícios de improbidade administrativa, além do afastamento de Derosso da presidência da Câmara Municipal durante todo o processo de investigação. Com a instalação da CPI, a oposição também reivindica uma terceira vaga !“ PT e PDT já têm direito a uma cadeira !“ para os partidos do chamado grupo minoritário, que elegeram menos de três vereadores, como o PMDB, o PV, o PPS e o PP. A ideia é tentar equilibrar a correlação de forças na CPI, uma vez que dos noves membros, seis devem vir do grupo de apoio a Derosso.

Esse é o momento mais importante e significativo para aprofundar as investigações!, afirma a presidente do Diretório Municipal do PT, Roseli Isidoro.

Enquanto a Comissão de à‰tica promove um debate no plano moral, a CPI tem poderes para investigar com mais rigor e detalhes as denúncias, além de usar de expedientes como o pedido de quebra do sigilo bancário e fiscal dos acusados, capazes de tornar o trabalho de investigação mais transparente. A presidente do PT também acredita que a atuação sozinha dos vereadores de oposição, que são a minoria, não garante o equilíbrio.

à‰ preciso que essa atuação caminhe junto com a mobilização popular, cobrando o rigor na apuração dos fatos denunciados e das evidências