19 de agosto de 2011
por esmael
25 Comentários

Sem constrangimentos, bancada do PMDB se entrega ao governo tucano

* Requião e Pessuti ameaçam anular decisão no diretório

A bancada do PMDB na Assembleia Legislativa do Paraná divulgou uma nota oficial nesta sexta-feira (19) oficializando a sentada no colo do governo neoliberal de Beto Richa (PSDB).

No documento assinado pelo líder do partido, deputado Caito Quintana, a bancada nega que esteja praticando fisiologismo, ou seja, trocando o apoio ao governo tucano por cargos.

O deputado federal João Arruda, secretário-geral do PMDB, criticou a adesão. Segundo ele, os deputados estaduais estão cometendo um grande erro estratégico.

“Essa adesão da bancada estadual é sinônimo de traição vergonhosa aos eleitores do PMDB, que será castigada nas eleições de 2014. A conjuntura política vai mudar até lá”, prevê Arruda.

Outro peemedebista que reprova a adesão é o ex-governador Orlando Pessuti. Para ele, o diretório estadual do partido precisa anular essa capitulação vergonhosa.

Pessuti esteve ontem com Arruda em Telêmaco Borba numa reunião regional do PMDB.

O senador Roberto Requião, pelo Twitter, assim classificou a adesão da bancada ao governo tucano:

“O apoio dos deputados do PMDB ao Beto é fisiologia da mais elementar, visceral, intestinal, escatológica. Tem mau cheiro.”

O único deputado peemedebista que não tucanou é Anibelli Neto, o Anibelinho.

A seguir, a íntegra da nota oficial do PMDB:

NOTA A IMPRENSA

A bancada do PMDB na Assembleia Legislativa do Paraná esteve reunida com o governador Beto Richa, onde foi selado um acordo de atuação de ambas as partes, tendo como causa maior o interesse do Paraná.

A bancada estará votando matérias do Governo e o Governo comprometeu-se em discutir matérias polêmicas com a bancada, antes de qualquer votação. Um exemplo do resultado positivo desta ação, foi a retirada da mensagem que incluía na Agência Reguladora, a Copel e a Sanepar, entre outras empresas públicas.

A bancada peemedebista não cobra cargos nem benef

19 de agosto de 2011
por esmael
Comentários desativados em Gleisi invade a praia de Arns

Gleisi invade a praia de Arns

Ministras Gleisi (Casa Civil) e Maria do Rosário (Direitos Humanos) e José Alcides Marton da Silva (Unisert). Foto: PH Carvalho / Casa Civil .

Ministras Gleisi (Casa Civil) e Maria do Rosário (Direitos Humanos) e José Alcides Marton da Silva (Unisert). Foto: PH Carvalho / Casa Civil .

A ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, aos poucos, vai fincando os pés numa praia que antes “pertencia” exclusivamente ao vice-governador Flávio Arns (PSDB). Leia mais

19 de agosto de 2011
por admin
Comentários desativados em Bancada do PV abandona bloquinho com PPS para aderir ao governo Dilma

Bancada do PV abandona bloquinho com PPS para aderir ao governo Dilma

da Folha

A bancada do PV na Câmara dos Deputados deve romper com o bloco formado com o PPS e estuda apoiar o governo da presidente Dilma Rousseff, disse nesta sexta-feira o deputado federal Ricardo Izar (PV), pré-candidato à  Prefeitura de São Paulo. O PPS, junto do PSDB, PSOL e DEM, é um dos principais partidos de oposição.

“Não vamos mais ficar no bloco porque divergimos em muitos pontos do PPS, como a votação do Código Florestal e da MP (medida provisória) dos Correios. Foi decidido em reunião que é melhor sair para ter postura mais livre”, afirmou o parlamentar, que participou de evento de filiação de vereadores em São Paulo.

O bloco, liderado pelo deputado federal Sarney Filho (PV), tem 26 parlamentares –14 do PV e 12 do PPS.

19 de agosto de 2011
por esmael
5 Comentários

2,4 mil pessoas confirmaram presença neste sábado no “Churras do Derosso”

As redes sociais estão fervilhando em torno das denúncias contra o presidente da Câmara de Curitiba, vereador João Cláudio Derosso (PSDB), acusado de cometer irregularidades em contratos de publicidade e praticar nepotismo.

Pelo Facebook, o movimento “Fora Derosso” conseguiu confirmar a presença de 2,4 mil pessoas no “Churras do Derosso – Tua batata está assando”, que acontecerá neste sábado, à s 14 horas, no estacionamento da Câmara (Praça Eufrásio Correia – em frente ao Shopping Estação).

A previsão do tempo, segundo os organizadores do “churras”, a chuva vai dar uma trégua amanhã.

Veja o texto na página do Facebook convocando para o “Churras do Derosso”:

Há 16 anos João Cláudio Derosso é presidente da Câmara de Vereadores de Curitiba. Transformou a Casa do Povo na Casa dos Amigos do Rei. Legislou em causa própria e distribuiu dinheiro público a seus parentes sob o grosseiro disfarce das verbas publicitárias!. à‰ hora de reagir – à  moda festiva. Com grelhas, sal grosso e um batuque, vamos botar a batata dele pra assar. Vegetarianos também são bem-vindos. Leve o que você quiser. E não esqueça a cerveja!

O Efeito Facebook reuniu milhares de pessoas para o Ano Novo Fora de à‰poca. Com a devida divulgação e mobil

19 de agosto de 2011
por esmael
5 Comentários

UPE e UPES planejam levar 5 mil à s ruas em apoio à  “CPI do Derossoduto”

A União Paranaense dos Estudantes (UPE) e a União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES) divulgaram uma nota oficial em conjunto, nesta sexta-feira (19), em apoio à  CPI que vai investigar o presidente da Câmara Municipal de Curitiba, João Cláudio Derosso (PSDB), e convocando uma grande mobilização para o próximo dia 31 de agosto.

Segundo o presidente da UPE, Rafael Bogoni, os estudantes se concentrarão a partir das 9 horas na Praça Santos Andrade (UFPR) — tradicional ponto de encontro dos caras-pintadas — de onde seguirão em marcha até o prédio da Câmara.

As entidades estudantis dizem na nota que vão repetir as mobilizações que fizeram no “Fora Collor”, contra a venda da Copel e no movimento dos caça-fantasmas (Assembleia Legislativa do Paraná).

A UPE e UPES planejam levar à s ruas 5 mil estudantes no próximo dia 31.

Leia a íntegra da nota oficial da UPE e UPES:

NOTA OFICIAL DE CONVOCAà‡àƒO ESTUDANTIL EM REPÚDIO AO PRESIDENTE DA Cà‚MARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE CURITIBA – PARANà

A União Paranaense dos Estudantes (UPE) e a União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES), vêm a Público declarar seu repúdio, à s atitudes do então presidente João Cláudio Derosso (PSDB) que, mesmo sobre fortes