1 de agosto de 2011
por esmael
Comentários desativados em Eleição na Fiep: Membro da chapa de Barros torce pela vitória de Campagnolo

Eleição na Fiep: Membro da chapa de Barros torce pela vitória de Campagnolo

Na campanha pela presidência da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), cuja eleição será realizada na próxima quarta-feira (3), está ocorrendo uma curiosa “guerra de cartas”. Se a situação, liderada pelo empresário Edson Campagnolo divulga uma, lá vai a oposição, do político Ricardo Barros aparecendo com outra. Quem está tendo trabalho são os Correios. Leia mais

1 de agosto de 2011
por esmael
3 Comentários

Fruet elogia PT em entrevista à  Veja

via site da Veja

Quando foi deputado federal pelo PSDB !“ entre 1999 e 2010 -, Gustavo Fruet marcou terreno como um bastião no combate aos desmandos do governo do PT. Com o discurso da moralidade, integrou a Comissão de à‰tica da Câmara e Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) – como a dos Correios, que investigou o escândalo do mensalão.

Apontado como uma das promessas da nova geração de políticos brasileiros, Fruet não foi eleito senador pelo Paraná em 2010 e, após perder espaço no PSDB para disputar a prefeitura de Curitiba em 2012, resolveu deixar o partido. Fruet repete ato de 2004, quando, sem espaço dentro do PMDB, migrou para o PSDB.

Em entrevista ao site de VEJA, o ex-parlamentar nega a possibilidade de se tornar petista, mas não descarta alianças com a legenda do governo e rasga elogios ao PT. Ao PSDB, restam críticas: à‰ bíblico: seja quente ou seja frio, se for morno, eu vomito. A oposição atual está morna.! Abaixo, os principais trechos da entrevista concedida por telefone, de Curitiba:

O fato de o senhor não ter apoio para se candidatar à  prefeitura de Curitiba determinou sua saída do PSDB? A definição de candidatura geralmente se dá em 2012, mas não posso ficar na inércia. O partido na capital não se reúne. Eu pedi a realização de convenção ou prévia. Conversei com Beto Richa [governador do Paraná, do PSDB], ele concordou comigo, mas houve uma reação muito forte do grupo ligado à  prefeitura. E esse processo ficou sete meses sem definição. Não dá, de novo, como no Senado, para a decisão ser tomada na última hora. Não é justo com a cidade.

Eu falei que o silênc

1 de agosto de 2011
por esmael
1 Comentário

Como alguém que vota contra o empresariado poderia dirigir a Fiep?!

via blog do à‚ngelo Rigon

O engenheiro Ramon Andres Doria, ex-presidente do Sinduscon por duas vezes, candidato a vice-presidente na chapa Fiep Independente!, em mensagem endereçada a empresários onde pede voto à  sua chapa sem medo! e sem aceitar intimidações ou imposições de pessoas alheias à  indústria!.

Ao se referir ao secretário (?) de Indústria e Comércio de Beto Richa, ele diz que este tem ! longa carreira política e nenhuma trajetória industrial! e lembra que, quando deputado federal, Barros votou a favor da continuidade da CPMF, votou contra o projeto do então deputado Hauly no caso da redução do ISS para as construtoras e incorporadoras, além de ter se posicionado a favor da redução da jornada de trabalho, o que se configuraria um verdadeiro crime! contra os empresários e a economia nacional. Como alguém que vota contra o empresariado poderia dirigir a Fiep?!.

Confira a íntegra da Carta:

1 de agosto de 2011
por esmael
3 Comentários

A internet e a urna em 2012

por José Roberto de Toledo, via O Estado de S.Paulo

Inversão de papéis: uma pesquisa qualitativa em que os entrevistados foram os pesquisadores. E na casa deles: a sede do Ibope em São Paulo, na última quinta-feira. O tema: o papel da internet nas eleições municipais de 2012. A conclusão? A rede vai influenciar ainda mais o resultado das urnas e o comportamento do eleitor no próximo ano do que já influiu em 2010, entre muitos outros insights.

O encontro foi organizado por Silvia Cervellini, diretora do Ibope Inteligência, a pedido do Estado. Silvia é autora de um dos mais interessantes estudos sobre a eleição de 2010, apresentado no congresso anual da Associação Mundial de Pesquisa de Opinião (Wapor). Junto com Malu Giani e Patrícia Pavanelli (ambas pesquisadoras do Ibope), ela demonstrou como o voto religioso, impulsionado pela discussão sobre legalização do aborto na internet, moldou a reta final da campanha presidencial.

Além das três, participaram do focus group sobre internet, política e eleição dois outros pesquisadores do Ibope que apresentaram trabalhos diferentes sobre o tema no congresso da Wapor: João Francisco Resende e Rosi Rosendo. Para temperar o debate, o Estado entrevistou o jornalista Caio Túlio Costa, que dirigiu dois dos maiores portais brasileiros (UOL e iG) e foi o arquiteto da bem-sucedida campanha de mídia digital de Marina Silva na eleição presidencial de 2010.

As conclusões a seguir, especialmente se equivocadas, são de responsabilidade do autor. Eventuais méritos são dos entrevistados.

1 de agosto de 2011
por esmael
5 Comentários

A polêmica sobre o número de vereadores nas Câmaras

Reproduzo aqui comentário do leitor que se identifica como “João”, de Maringá, sobre a polêmica elevação do número de vereadores na Câmara Municipal:

A questão é a seguinte: aqui em Maringá a mídia está demonizando! o legislativo como um todo, pois há interesses contra o aumento do número de vereadores (hoje são 15, e podem ser 23).

A mídia passa a falsa noção de que os gastos da Câmara aumentariam. Por lei, a câmara pode gastar apenas um percentual que lhe é repassado. Então, com 15 ou 23 o custo tem que ser o mesmo.

O que acontece é que há interesses em não aumentar o número de vereadores, pois com 15 é mais fácil se ter a maioria.

Para se ter uma idéia da tendenciosidade da mídia, ninguém fala que o CODEM (Conselho de Desenvolvimento de Maringá !“ dominado pelos empresários) tem 2% do orçamento do município. à‰ uma dinheirama a perder de vista e, detalhe, os membros do CODEM são eleitos? Se for para economizar, para que ter o CODEM?

Há uma campanha para que o número de vereadores não aumente.

Até