Richa vai ao Rio e Argentina; Barros fica a ver navios

O governador Beto Richa (PSDB) deverá embarcar amanhã à  tarde para o Rio de Janeiro, onde participará no sábado (30) do sorteio das eliminatórias da Copa do Mundo de 2014. De lá o tucano seguirá à  Argentina para acompanhar grupo de empresários da Fecomércio.

Pois bem. Na quarta-feira que vem, dia 3 de junho, tem eleição na Federação das Indústrias do Paraná (Fiep).

A ausência do governador no quadrado é um indicativo claro de que o secretário da Indústria e Comércio, Ricardo Barros (PP), ficará a ver navios. Ou seja, solitariamente tentará eleger-se à  presidência da entidade empresarial.

Barros, por sua vez, já teria um discurso na ponta da língua após o resultado das urnas: perdi a Fiep porque o governador Beto Richa me abandonou.

à‰ a política como ela é sem photoshop, caro leitor.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Ola Esmael , a data ali é 3 de agosto né? Sempre aqui curtindo seus posts, parabens pelo trabalho.

  2. ricardo barros parece chicrete, tucano tem que voar….

  3. E, o que o Ricardo Barros poderia esperar do tal de Beto Richa? O cara é acostumado a traições. Junto com o Hauly já trairam o Alvaro Dias que estava doze pontos na frente do Beto nas pesquisas e entregaram o comando ao Afonzinho, que detonou o compromisso assumido em Brasilia com a direção nacional do PSDB, de que o que valeria para a indicação de candidato ao Governo do Parana seria auferido em pesquisas. Como o Beto estava atrás do Alvaro em todas, urdiram junto com o Rossoni que era o Presidente essa traição que levou esse moleque ao Governo. O Ricardo Barros foi um dos que deu sustentação a essa candidatura dentro do seu partido. Agora, vai ter que amargar mais essa traição dessa peça de automóvel; o tal de Beto Richa. Bem feito trouxa.