Pela 4!ª vez, Vanhoni vem aí

Pela 4!ª vez, à‚ngelo Vanhoni pode disputar a prefeitura de Curitiba.

A corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), o chamado campo majoritário do PT, se reúne na noite de amanhã (quinta, 28) para debater as eleições de 2012.

A novidade é que o deputado federal à‚ngelo Vanhoni poderá representar o partido na disputa pela prefeitura de Curitiba.

Vanhoni já concorreu três vezes ao cargo (1996/2000/2004) e é tido como o melhor nome do PT para encarar as urnas.

No entanto, o parlamentar desconversa quando é questionado sobre a candidatura:

Acho que o nome escolhido será uma conseqà¼ência do projeto que o PT vai apresentar para Curitiba, mesmo porque o partido tem bons nomes como os do deputado Rosinha, do Tadeu Veneri, da Roseli Isidoro, dos vereadores Pedro Paulo e Jonny Stica. O que queremos neste momento é pensar e debater a cidade!, diz o deputado federal.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Muito ao contrario, se todos lançarem candidaturas próprias ai sim o atual prefeito corre risco e com certeza teremos um segundo turno ai o bicho pega.

  2. É tanta gente saindo pra prefeito que acho que estão sendo pagos pelo Ducci.
    Quanto mais divisão na oposição melhor pro Ducci e Beto Richa, e pau no Fruet!
    Beto e sua turma deve tá rindo à tôa com esses caras que vão entregar de novo a prefeitura pra eles,kkkk!!

    Pára com isso Vanhoni!

  3. Olá Esmael. Não precisa nem publiar, mas….não será a terceira vez, e sim a quarta vez que o Angelo Vanhoni disputará (?) a prefeitura da capital. Em 1996 ele foi candidato tendo o Gomyde na vice.

  4. O PT de Curitiba precisa de sangue novo para disputar a prefeitura. Nada contra o Vanhoni, mas se o partido não tiver a sensibilidade de ver isso poderá definhar…Acho que um bom nome seria o do vereador Jony Stica.

  5. As correntes minoritárias não tiveram o feeling necessário para viabilizarem seus candidatos. Tiveram bastante tempo para isso, mas preferiram partir para o conflito e passaram a desafiar a maioria pensando que estavam numa mera disputa interna onde, mesmo nos momentos propícios, não conseguem fazer a maioria que possibilitaria conduzirem ao seu modo a política. Se a maioria é maioria pq tem mais representatividade de votos, pq a minoria acha-se como legítima representante da maioria ? Não é assim que funciona ! Cada um pode falar por si, mas ninguém individualmente ou em pequenos grupos, falar pelo conjunto todo !