Daqui a pouco tem manifestação pelo impeachment de Derosso

A partir das 10 horas deste sábado (23), na Boca Maldita, a Federação das Associações de Moradores (Femotiba) realiza o primeiro ato público pluripartidário pelo impeachment (impedimento) do presidente da Câmara Municipal, vereador João Cláudio Derosso (PSDB), que está sendo investigado por irregularidades na contratação de agências de publicidade.

De acordo com o presidente da Femotiba, Edson Feltrin, o afastamento de Derosso é fundamental para que não haja interferências nas investigações.

O PT, PDT, PV e PSC formalizaram anteontem à  noite apoio ao movimento que ocorrerá daqui a pouco no centro político nervoso da capital paranaense. PMDB e PCdoB também apoiar o impeachment de Derosso.

Entenda o caso

Saiba mais sobre as denúncias:

!¢ Em 2006, a Câmara abriu licitação para contratar serviços de comunicação social.

!¢ Duas empresas venceram a licitação: a Oficina de Notícias, empresa da esposa de Derosso, Cláudia Queiroz Guedes; e a Visão Publicidade.

!¢ O aviso de licitação foi publicado apenas no Diário Popular, de circulação reduzida, e apenas as empresas vencedoras participaram.

!¢ Inicialmente, o contrato era de R$ 5,2 milhões para cada uma, mas os aditivos elevaram o valor máximo para R$ 30,1 milhões.

!¢ Foram usados R$ 31,9 milhões, num total de R$ 5,1 para a Oficina de Notícias e R$ 26,8 milhões para a Visão Publicidade. O contrato foi encerrado em maio deste ano.

!¢ Na quarta (20/07), o Conselho de à‰tica da Câmara reuniu-se pela primeira vez para receber denúncia protocolada por um cidadão contra Derosso por quebra de decoro.

!¢ Na quinta (21/07), Federação das Associações de Moradores de Curitiba (Femotiba) protocolou pedido de impeachment de Derosso do cargo presidente da Câmara Municipal.

Com informações do jornal Gazeta do Povo.

Comentários encerrados.