Artigo de José Dirceu: A opção da oposição pelo udenismo

por José Dirceu *

Ex-ministro José Dirceu.

Nada mais ilustrativo da total ausência de projetos, propostas e alternativas por parte da oposição do que o clima com feições udenistas que se tenta criar com o beneplácito e a estridência de setores da grande mídia.

O momento requer um recado claro em alto e bom som a essas forças do atraso: o Brasil seguirá sua rota de desenvolvimento sustentável com crescimento econômico e distribuição de renda.

O movimento inicial da parceria oposição-mídia se deu nos primeiros meses do governo Dilma Rousseff, quando a tentativa foi de cooptar e mudar as políticas com pressões para a administração mudar o modelo econômico.

O objetivo era fazer Dilma abandonar o ex-presidente Lula e o PT, algo que realmente só faz sentido para quem desconhece a relação profunda entre os dois governos, os dois presidentes, o PT e os demais partidos da base aliada.

Sem conseguir êxito, a ação passou a ser o velho recurso do denuncismo desenfreado, para tentar criar um clima de mar de lama!. Nesse contexto, a oposição deixa de lado de debater as principais questões políticas e econômicas do país, com as quais poderia contribuir com papel importante. Aliás, são essas questões que preocupam os brasileiros.

O país pede um debate sério e comprometido sobre como superar adequadamente a crise internacional que ainda assola a Europa e os EUA e pode trazer novas ondas negativas à  economia mundial.

O que se quer é refletir sobre as conquistas que o governo conseguiu no enfrentamento da primeira onda da crise e buscar as melhores maneiras de nos proteger e fazer valer nossos interesses nacionais.

O problema é que fazer isso pressupõe primeiro o reconhecimento das ações positivas que o governo já tomou, como os extraordinários investimentos públicos e privados na infraestrutura do país. Em seguida, pressupõe apresentar alternativas, o que a oposição não tem.

Resta, assim, o denuncismo, não importando se há comprovação ou não das acusações. Sem o reconhecimento de que o país está preparado hoje para investigar, fiscalizar e punir, pois possui órgãos de controle e fiscalização do Estado !”que, inclusive, são a origem da maioria das denúncias.

As instituições democráticas nunca tiveram tanta independência e autonomia como hoje !”para se ter uma ideia, nos governos tucanos, o procurador-geral da República ganhou a alcunha de engavetador-geral da República!.

Ora, o objetivo dos que transformam de novo a questão ética e moral em principal campo de batalha não é a luta contra a corrupção, mas sim golpear o governo Dilma e o PT.

São práticas usadas pela UDN (União Democrática Nacional), existente no país de 1945 a 1965, o mais reacionário e golpista dos partidos na história brasileira. A ação udenista consistia em adotar o denuncismo desenfreado, ainda que sem fundamento, para propagar um falso mar de lama! e desestabilizar os governos.

Foi assim com Getúlio Vargas, que acabou se suicidando em 1954; foi assim com as conspirações e difusão do medo do comunismo que levaram à  derrubada do regime democrático em 1964 e a instalação de 20 anos de governo militar autoritário.

Enquanto oposição e grande mídia jogarem esse jogo, não haverá espaço verdadeiro nesses canais para debatermos a reforma política, a reforma tributária, as melhorias em Educação, os avanços na Saúde, as políticas para a juventude, o equilíbrio cambial e as medidas de fortalecimento da indústria, desenvolvimento tecnológico e inovação.

As forças que apoiam o governo Dilma precisam estar atentas a essas práticas nocivas ao ambiente político profícuo. à‰ preciso difundir o que o governo tem feito via canais democráticos de discussão e transmissão de informações, como a blogosfera.

A opção da oposição pelo udenismo é uma tentativa de nos empurrar uma agenda que não interessa ao país e à  sociedade. Cabe a nós intensificar nossa ação política para levar adiante a agenda comprometida com a melhoria do país.

* José Dirceu, 65, é advogado, ex-ministro da Casa Civil e membro do Diretório Nacional do PT

9 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Estes caras escrevem levando em conta que ninguém pesquisa.
    O pai do José Dirceu era udenista.

    sexta-feira, 08 de janeiro de 2010 ““ Tribuna da Imprensa

    José Dirceu, filho de família udenista tradicional, não nega o fato, tinha 21 anos. Considera a Frente Ampla influente

    Antonio Santos Aquino
    “Não é polêmica, só informação. Na Universidade Mackenzie, aplaudiu o golpe de 64. Depois, como muitos outros, voltou-se contra os militares. Dirceu não nega, inclusive fala na influência do Movimento da Frente Ampla”.

    Comentário de Helio Fernandes
    Nenhuma polêmica, mesmo porque, Aquino, você tem tanta informação, que o importante é fazer você revelá-las para todos. Impressionantes as coisas que você vai mostrando, oportunidade para conhecê-las ou comentá-las.

    O que você contou sobre Dirceu e outros jovens do Rio, de São Paulo e de vários estados, que pertenciam à UDN, altamente elucidativo. E que prova como a UDN foi estigmatizada, amaldiçoada e injustiçada.

  2. jornal matutino massa chama o brasil de republica sindicalista ,como mentem esses udnistas! dizem que os americanos e bonzinho paras empresas ,por que elas estão na china . quem ta quebrado e os eua. quem gastas trilhões de dolares em ataque covarde contra outras nações, e o tio sam,no brasil outros trabalhadores dão duro por isso tem proteção do governo,mas jornalista tem força para negociar com o patrão não precisam de lei trabalhista . por que não levam a campanha das 40 horas semanais?

  3. essa desputa de ideia me mostra que beto richa não se elge,nem para conselheiro de condominio.

  4. ué andrade vieira, c vc acha q o pedagio de r$ 0,10 é caro, porq vc nao diz isso ao seu governador nepotista, corrupto? diz pra ele baixar o pedagio do do litoral, q é um roubo. vc sab pra quem vai o ipva?pelo visto nao sab, vai pro teu governador viajar pra kamkum,e pagar os autos salarios dos seus parentes e amigos empregados no governo dele. o povo paranaense nao merece isso. éuma aberraçao.em materia de corrupçao, o psdb é campeao. nao tem moral pra falar do pt. curitiba eo pr esta transformado num curral eleitoral,ou seja, vc é tratado como vaca e boio do rebanho psdb.

  5. Luís Inácio…

    Se tiver pedágio a R$ 0,10, ainda vai ser caro, já pagamos IPVA, CIDE, ICMS e diabo a quatro e as rodovias pertencem ao povo, não às concessionárias…

    O pedágio do FHC/Lerner dá para comparar com um ladrão que entra na nossa casa e leva tudo, roupas, rádio, tv, geladeira, grana, carro…

    Já o da Dilma é igual a um ladrão bonzinho, só leva umas roupas e um radinho…

  6. O cidadão chamado ” JOSÉ ANDRADE” tem o sobrenome VIEIRA ? TITIO da Fernanda Richa??? Sai daí o tucaninho (leia-se DEROSSO, TANIGUCHI, BETO INRI CRISTO, ROSSONI e tanta gente safada, quem é você pra falar em ladrão, safadão, olha o modelo de privatização das rodovias, pra você são iguais???
    Deixa de ser ignorante, veja o preço do pedágio para a descida do litoral do PR e veja o preço do 376. ” O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO SABE LER OU ESCUTAR” !!!

  7. E porque o PT não rompe com os que hoje são seus “aliados”, que são uma cambada de ladrão?

    O PT só fala em privatização, rodovias já entregaram, agora vão entregar aeroportos…

    Com que moral o Z.D vem falar em udenismo?

  8. Combate implacável contra corruptos e corruptores, com rigoroso controle da máquina administrativa e acompanhamento dos gastos públicos, a fim de que se transformem em investimentos capazes de gerar desenvolvimento nacional e melhoria das condições de vida das pessoas (não dependência a programas compensatórios permanentes). Este devia ser o lema do governo da presidente Dilma Rousseff, destoando por completo do “temor lulista” (ou cumplicidade com a corrupção, na melhor leitura) que foi o de tapar olhos à corrupção em nome da governabilidade. Com sua prática de exercício do poder pelo poder, Lula – que Leonel Brizola definiu como maior expressão da “UDN de Macacão” – deu margem à “corruptabilidade” passando distante dos princípios constitucionais da administração pública. Devia agora seguir José Sarney e anunciar sua aposentadoria política.

  9. udn de são paulo rio e minas gerais golpistas ai está ,eles querem outro 1964 no brasil . lacerdismo escrevia até sonho contra janio e depois jango,cuidado povo com a emprensa marron! eu me lembro disso, foi o pior momento dessa nação a pesoas menos de 60 anos não lembram,mas foi fato. o psdb e dem mergulhou-se no odio, iso é um sinal ruim para a democracia.