24 de julho de 2011
por esmael
2 Comentários

Artigo de Marcos Coimbra: O Brasil visto de fora

Marcos Coimbra *

Passamos um pedaço da semana ocupados com um assunto menos importante do que parece. Foi suscitado pelo correspondente do jornal espanhol El País, em artigo em que discorria sobre sua dificuldade de entender por que os brasileiros não ficam “indignados” com o Brasil. Em especial, por que não saem à s ruas para protestar contra a falta de ética e a corrupção.

O texto foi republicado por O Globo, três semanas depois de ter saído na Espanha. Parece que a direção do jornal carioca ficou indignada com a falta de repercussão do texto original. Resolveu traduzi-lo e mandou fazer reportagem de capa a respeito do tema.

O autor, Juan Arias, deve ter ficado satisfeito com a deferência de seus colegas. Voltou à  discussão na terça-feira, dessa feita em matéria intitulada “A imprensa se converte no paladino contra a corrupção no Brasil”. Título tão surpreendente para quem conhece as corporações da mídia brasileira que só pode ser explicado como retribuição ao destaque que recebera.

Suas ideias foram encaixadas no modelo de interpretação de nossa realidade que é típico das redações dos grandes jornais. Nele, tudo é explicado a partir de uma premissa: os males do Brasil são culpa de Lula e do PT.

à‰ fácil interpretar nossa realidade política e social sabendo, de antemão, a resposta a todas as perguntas. Qualquer coisa pode ser assim compreendida, incluindo a “apatia da sociedade” que não se indigna e não reage contra tudo de errado que existe.

Como afirmou o editorial de O Globo: “O fenômeno da inapetência política diante do assalto aos cofres abastecidos pelos pesados impostos pagos pelo contribuinte tem múltiplas raízes. A mais profunda deriva da bem-sucedida execução de um projeto de cooptação com dinheiro público… (através de organizações) convertidas em correias de transmissão do lulopetismo”.

O engraçado no

24 de julho de 2011
por esmael
23 Comentários

Em carta, publicitário detona Gazeta e Bandnews

O publicitário Adalberto Gelbecke, da Trade Comunicação, empresa que incorporou a Visão Publicidade, que atende a Câmara Municipal de Curitiba, divulgou uma carta defendendo-se das acusações de irregularidades no contrato com o legislativo municipal.

Na missiva, Gelbecke diz que o grupo RPC e a Rádio BandNews promovem jornalismo de “imprensa marrom” ao cometer excessos e agressões devido “interesses eleitoreiros”.

Ele cita os casos da Assembleia Legislativa, do governo Beto Richa (PSDB) e da gestão de Luciano Ducci (PSB) na prefeitura de Curitiba como alvos do jornalismo marrom dos dois veículos de comunicação.

“A própria direção da RPC sempre se beneficiou do poder público, nomeando parentes e amigos por muitos anos, foi sustentada pelo poder estadual e municipal e perdeu a memória”, contra-atacou Adalberto Gelbecke.

Leia a íntegra da carta do publicitário Adalberto Gelbecke:

24 de julho de 2011
por esmael
Comentários desativados em Campagnolo diz que luta contra tentativa de partidarização da Fiep

Campagnolo diz que luta contra tentativa de partidarização da Fiep

via Gazeta do Povo


A decisão de Edson Campagnolo de participar da eleição da Fiep ocorreu em dezembro passado. Na ocasião, o atual presidente Rodrigo Rocha Loures procurava um nome nas bases da entidade para dar continuidade ao trabalho. Meu nome foi lembrado. Isso foi uma grande honra e me colocou nesta disputa!, afirma.

Na opinião do candidato, o fato de ser um industrial há 33 anos, ter ocupado a presidência da Associação Comercial de Capanema, a presidência do Sindicato do Vestuário do Paraná e, atualmente, ser vice-presidente da federação o capacitam para o cargo.

Considero-me preparado porque sou das bases industriais, estou por dentro das necessidades das pequenas e grandes indústrias e o meu interesse é defender o setor.! Veja a opinião dele sobre as questões ligadas à  Fiep:

24 de julho de 2011
por esmael
Comentários desativados em Coluna Observatório da Indústria

Coluna Observatório da Indústria

Fiep fortaleceu sua representatividade, avaliam coordenadores regionais

O avanço institucional da Federação nos últimos oito anos foi tema em Londrina, na última reunião do presidente Rodrigo Rocha Loures com os coordenadores regionais Leia mais