7 de julho de 2011
por esmael
Comentários desativados em Blairo Maggi confirma ida de diretor do Dnit ao Senado

Blairo Maggi confirma ida de diretor do Dnit ao Senado

da Agência Brasil

O diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Luiz Antônio Pagot, deve ir ao Senado na próxima terça-feira (12) para explicar as denúncias de um suposto esquema de corrupção no órgão. A Comissão de Infraestrutura do Senado aprovou hoje (7) o convite. A informação sobre a ida de Pagot ao Senado foi feita por Blairo Maggi (PR-MT) !“ um dos autores do requerimento e apontado como o responsável pela indicação de Pagot para o cargo, ainda no governo Luiz Inácio Lula da Silva.

A presidenta Dilma Rousseff já determinou o afastamento de Pagot do cargo, o que deve ocorrer assim que ele retornar das férias.

A reportagem publicada pela revista Veja na edição desta semana mostra uma série de contratos, inclusive de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que teriam sido superfaturados. Também foi publicado um suposto esquema de pagamento de propina no Dnit. Leia mais

7 de julho de 2011
por esmael
Comentários desativados em Lei de licitações especial para Copa passa no Senado e vai à  sanção

Lei de licitações especial para Copa passa no Senado e vai à  sanção

via Carta Maior

O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira (07/07) a proposta do governo de que as obras da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de 2016 possam ser realizadas por uma lei de licitações específica, com regras distintas das previstas na Lei de Licitações de 1993.

A proposta, conhecida como Regime Diferenciado de Contratações (RDC) e rejeitada pelas empreiteiras, foi aprovada pelos senadores por 46 votos a 18. Como não houve mudança em relação ao texto votado pelos deputados, o projeto seguirá para sanção da presidenta Dilma Rousseff.

O relator da proposta, senador Inácio Arruda (PCdoB-CE), que é aliado do governo, deu parecer favorável à  aprovação por entender que o setor público precisa de mecanismos mais ágeis para tocar as obras da Copa e da Olimpíada. Já os senadores de partidos adversários do governo são contra o RDC e disseram, durante a votação, que vão entrar no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma ação de inconstitucionalidade para anular a futura lei. Leia mais