2 de julho de 2011
por Esmael Morais
19 Comentários

Gazeta do Povo deste domingo diz que censurador-geral do Estado é suspeito de fraudar documento público

O jornalista Celso Nascimento traz na coluna deste domingo (3), no jornal Gazeta do Povo, a informação de que o procurador-geral do Estado, Ivan Bonilha, o Censurinha*, pode estar envolvido na falsificação de documento público.

A história contada pelo colunista é para lá de cabeluda. A suspeita sobre Censurinha começou em 1o de junho último quando, segundo relata Nascimento à  página 14 do jornal, no caderno Vida Pública, “a coluna levantou a hipótese de ser em boa parte fruto de plágio o Parecer 026/2011”, que fundamentou a decisão do censurador do Paraná, Beto Richa (PSDB), de cancelar as aposentadorias dos ex-governadores Mário Pereira, Jaime Lerner, Roberto Requião e Orlando Pessuti.

O parecer “inédito” de Bonilha, o Censurinha, ainda segundo Celso Nascimento, seria cópia ipsis litteris de um texto de autoria do procurador Ivan Barbosa, do município de Mauá (SP), publicado em 2001 na revista Jus Navegandi, ano 6, n!º 52.

Para defender-se, Censurinha acusou o xará de plágio. Diz o procurador-geral que Barbosa é quem copiou o procurador Miguel Ramos Campos, do Paraná, em 2001.

à‰ agora que a porca começa torcer o rabo. Para provar inocência diante da suspeita, Bonilha enviou ao colunista Celso Nascimento fotocópia de um documento mostrando que supostamente o procurador de Mauá plagiou o procurador de Paraná.

O procurador-geral teria encaminhado o calhamaço ao jornalista sob o protocolo de n!º 5252270, de novembro de 2000. O diabo é que esse número leva a outro assunto, que diz respeito ao furto de um computador de uma escola em Cruzeiro do Oeste.

* Ivan “Censurinha” Bonilha é o advogado de Beto Richa que persegue e tenta censurar este blog desde 2010.

A seguir, leia a íntegra da coluna de Celso Nascimento publicada no jornal Gazeta do Povo deste domingo (3):

O caso do plágio mal esclarecido

Seria o procurador-geral do Estado, Ivan Bonilha, capaz de cometer uma fraude, de fornecer informações falsas com o objetivo de esconder possível plágio num documento público que assinou? Não se pode acreditar nisso. A menos que, investigados os fatos, se chegue à  conclusão contrária.

Essa história começa na edição do dia 1o de junho, Leia mais

2 de julho de 2011
por Esmael Morais
4 Comentários

Ex-presidente Itamar Franco morre aos 81 anos em São Paulo

da Folha

O senador e ex-presidente Itamar Franco, 81, morreu neste sábado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, onde estava internado desde o dia 21 de maio, quando foi diagnosticado com leucemia.

Itamar se licenciou do Senado poucos dias depois para realizar o tratamento contra a doença e, segundo os médicos, vinha respondendo bem à s sessões de quimioterapia.

No dia 27 de junho, porém, boletim médico mostrou que o senador havia contraído uma pneumonia grave e foi transferido para a UTI (Unidade de Tratamento Intensiva) do hospital. A leucemia havia sido detectada após o ex-presidente realizar exames devido a uma forte gripe.

O ex-presidente, que governou o país de 1992 a 1994, após a renúncia de Fernando Collor de Mello, completou 81 anos no último dia 28 de junho. Itamar também governou o Estado de Minas Gerais entre 1999 e 2003 e foi eleito senador no ano passado, com 5.125.455 votos.

PERFIL

O engenheiro Itamar Augusto Cautiero Franco nasceu em 28 de junho de 1930 a bordo de um navio. Ele foi registrado em Salvador (BA). Sua carreira política teve início no MDB (Movimento Democrático Brasileiro), legenda pela qual foi eleito prefeito de Juiz de Fora em duas gestões, entre 1967 e 1971 e entre 1973 e 1974.

Também representando o MDB, Itamar chegou a Brasília para seu primeiro mandato como sen Leia mais

2 de julho de 2011
por Esmael Morais
3 Comentários

Chávez pode permanecer em Cuba por até seis meses, diz vice

do Portal Vermelho

O vice-presidente da Venezuela, Elías Jaua, estimou que, por até seis meses, o presidente Hugo Chávez pode seguir governando o país a partir de Havana (Cuba), onde recebe tratamento médico. A notícia da doença de Chávez !” que revelou nesta semana, em uma mensagem na TV, que sofre de câncer !” coincidiu com o bicentenário da independência, e os atos oficiais acabaram dominados por mensagens de alento ao presidente.
Jaua, em entrevista à  Rádio W, da Colômbia, descartou a possibilidade de assumir temporariamente o poder, como tem cobrado a oposição !” que, de forma golpista, insinua que o país corre risco de instabilidade política e ingovernabilidade. “Estamos absolutamente seguros, para desagrado da oposição, que o presidente estará aqui antes de 180 dias”, disse o vice.

Na sexta-feira (1), Chávez, de 56 anos, participou por telefone de programa na TV cubana, com transmissão simultânea pelas emissoras estatais venezuelanas, e afirmou que a superação da doença o fortalecerá. “Estamos muito otimistas”, disse o presidente, com voz firme, na primeira declaração desde que revelou ter câncer. Chávez agradeceu pelas mensagens de apoio e contou que havia conversado com os presidentes Rafael Correa (Equador), Evo Morales (Bolívia) e Cristina Kirchner (Argentina).

Ele também narrou os exames e cirurgias a que se submeteu. “Se não é por Fidel, sabe Deus em que labirinto eu estaria”, afirmou, referindo-se ao líder da Revolução Cubana e ex-presidente Fidel Castro, a quem chamou de “médico superior”. Chávez disse que, enquanto lê Assim Falou Zaratustra, do filósofo alemão Friedrich Nietzsche, está “assimilando” o “erro fundamental” de ter negligenciado sua saúde.

De acordo com a base aliada ao regime bolivariano, Chávez pode legalmente governar em Cuba. Ele tem uma autorização da Assembleia para estar no exterior por mais de cinco dias !” a autorização correspondia à  turnê que começou em 5 de junho no Brasil e acabaria em Cuba.

Já os opositores sustentam que, dada a saúde de Chávez, deveria ser declarada sua “ausência temporária” Leia mais