Gleisi Hoffmann ironiza “Veja” sobre valor de apartamento

Ministra Gleisi Hoffmann.

A ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, foi dura na resposta ao colunista Lauro Jardim, da revista Veja, que atribuiu valor e metragem maior ao seu apartamento em Curitiba.

Gleisi foi dura com Veja porque emitiu uma nota de esclarecimento recheada de ironia e bom-humor:

“Sobre o valor de R$ 900 mil, citado na nota: é claro que meu apartamento valorizou-se nestes oito anos após a compra, mas, se Lauro Jardim ou o corretor que, diz ele, avaliou o imóvel, desejarem comprá-lo por este preço, podemos conversar”, diz um trecho da nota da ministra.

A seguir a íntegra da nota divulgada pelo Palácio do Planalto:

“Sr. Lauro Jardim
Editor da Coluna Radar
Revista Veja

O apartamento que possuo em Curitiba tem menos de 190 metros quadrados de tamanho e não 412 metros, como afirma nota divulgada hoje, 25, no Radar on-line. Há outros erros na nota. A saber: diferentemente do que informa Lauro Jardim, a lei não permite, mas DETERMINA que o valor declarado ao Imposto de Renda seja o de compra. Assim, o apartamento, que adquiri em 2003, tem sido declarado pelo valor de compra desde a declaração de 2004. Sobre o valor de R$ 900 mil, citado na nota: é claro que meu apartamento valorizou-se nestes oito anos após a compra, mas, se Lauro Jardim ou o corretor que, diz ele, avaliou o imóvel, desejarem comprá-lo por este preço, podemos conversar.

Gleisi Hoffmann”

Comentários encerrados.