4 de abril de 2011
por Esmael Morais
3 Comentários

Vereadores de Curitiba querem CPI para investigar a Urbs

via G1/PR

Os vereadores de oposição da Câmara querem uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Urbanização de Curitiba (Urbs), empresa responsável pela aplicação das multas registradas pelos radares de trânsito, pelo estacionamento rotativo nas ruas da capital e também pelo transporte coletivo da cidade.

De acordo com informações publicadas pelo jornal Gazeta do Povo, a Urbs possui sócios particulares. Entre eles estão, diretores, ex-diretores, vereadores, empresário de diferentes setores e empresas estrangeiras, como um banco inglês.

Para o advogado Daniel Ferreira, especialista em gestão pública, a situação da Urbs é inconstitucional. Ele afirma que empresa não poderia fiscalizar o trânsito ou arrecadar com multas, por ter acionistas particulares. Leia mais

4 de abril de 2011
por Esmael Morais
1 Comentário

PT insiste em reajuste de 14,84% no mínimo regional

A bancada petista na Assembleia Legislativa do Paraná realiza nesta terça-feira (5), a partir das 8h30, no Plenarinho, uma audiência pública para discutir o reajuste do salário mínimo regional.

Promovido pela Comissão de Direitos Humanos e Cidadania, o debate deverá reunir representantes dos trabalhadores, empresários e do governo.

O deputado estadual Tadeu Veneri (PT), presidente da Comissão, e a líder da bancada, Luciana Rafagnin, afirmam que estudo feito pela assessoria econômica da bancada do PT reforçam a posição da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de que é possível ao governo corrigir em 14,84% o piso regional.

O governo ofereceu 6,9%. Se aprovada essa proposta da CUT, o novo piso regional vai ficar entre R$ 708,74 e R$ 817,78, dependendo da faixa de atuação do trabalhador.

O aumento da renda vem garantindo o nível de crescimento do país. à‰ sob esta ótica que nós defendemos um reajuste maior para o salário mínimo!, disse Veneri.

De acordo com o estudo da bancada, a correção pelo índice maior é uma proposta que não terá grandes reflexos sobre as empresas já que alcançará apenas a parcela dos trabalhadores que são contratados por piso salarial abaixo de R$ 663 e que não contam com a proteção das convenções coletivas.

Para os trabalhadores que são representados por sindica Leia mais

4 de abril de 2011
por Esmael Morais
3 Comentários

MP processa secretário de Richa por rombo de R$ 142 milhões em Curitiba

da assessoria do deputado Dr. Rosinha

O Ministério Público (MP) do Paraná exige na Justiça que o secretário de Planejamento do governo Beto Richa (PSDB), Cassio Taniguchi (DEM), devolva R$ 141,9 milhões aos cofres públicos da Prefeitura de Curitiba.

O valor se refere a infrações de trânsito registradas por radares controladores de velocidade da empresa Consilux entre os anos de 1999 e 2001. Na época, o então prefeito Taniguchi promoveu uma anistia de mais de 546 mil multas de radar, ilegalmente convertidas em notificações educativas!. Em 2000, ele foi reeleito, tendo Richa como vice-prefeito.

A ação civil pública do MP tramita em fase inicial na 2!ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba. Também é réu no processo o ex-presidente da Urbs –empresa que gerencia o transporte e o trânsito da cidade– , Fric Kerin.

Conforme a Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público, o ex-prefeito Taniguchi e Kerin, na condição de autoridade executiva de trânsito, cometeram atos de improbidade administrativa que causaram prejuízo ao erário e atentaram contra os princípios da administração pública.

Por ação dolosa dos requeridos Cassio Taniguchi e Fric Kerin, o município de Curitiba deixou de arrecadar a quantia de R$ 69.819.232,03 em multas de trânsito, em valores da época que, se devidamente atualizados, correspondem a valores de R$ 141.975.131,77!,diz trecho da ação do Ministério Público.

A investigação, que durou mais de cinco anos, começou em maio de 2004, quando o então vereador Adenival Gomes (PT), que hoje integra a assessoria do deputado federal Dr. Rosinha (PT-PR), protocolou um pedido de providências ao MP. Em setembro de 2009, a promotoria ingressaria com a ação civil pública.

Uma auditoria do MP apontou que, de setembro de 1999 a setembro de 2001, foram emitidas 546.787 notificações educativas!, aptas a gerar multas por infrações de trânsito, mas que não foram aplicadas. Os motoristas só eram multados a partir da terceira infração de trânsito.

Além de não aplicar as multas e abrir mão ilegalmente de uma renda pública, a Pre Leia mais

4 de abril de 2011
por Esmael Morais
1 Comentário

Com novo Fies, ‘só não estuda quem não quer’, diz Dilma

da Agência Estado

A presidente Dilma Rousseff destacou hoje, no programa semanal de rádio “Café com a Presidenta”, o financiamento do governo para a formação superior de estudantes em escolas particulares. Dilma disse que, com as novas regras do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), “só não estuda quem não quer”. Também afirmou que, desde a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o governo tem feito um “enorme esforço” para levar jovens à  universidade.

“Um país é o resultado da educação que oferece à s suas crianças e aos seus jovens. à‰ nisso que eu e meu governo estamos trabalhando todos os dias.”

A presidente destacou que desde 31 de janeiro, quando as inscrições no Fies foram abertas, cerca de 34 mil alunos contrataram o financiamento estudantil e mais 29 mil contratos estão em análise. Dilma disse que os juros de 3,4% ao ano oferecidos pelo programa são baixos e que o pagamento só tem início um ano e meio após a formatura do aluno. Leia mais

4 de abril de 2011
por Esmael Morais
2 Comentários

Tucanos temem sumir na Câmara Federal com surgimento do PSD

Charge de Ivan Cabral.

A cúpula nacional do PSDB acendeu a luz amarela no último final de semana, em Belo Horizonte, durante encontro de governadores, porque está temendo que o partido suma literalmente na Câmara Federal com o advento da criação do PSD (Partido Social Democrático) pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. ... 

Leia mais

4 de abril de 2011
por Esmael Morais
11 Comentários

Volta de Fruet causa crise de ciúmes no PMDB do Paraná

Pessuti e Requião disputam Fruet.

Depois que a primeira-dama do Estado, Fernanda Richa, disse em entrevista que seria candidata a vice do prefeito Luciano Ducci (PSB), caso a legislação permitisse, o mundo político captou a explosiva declaração como se fosse um claro sinal de que o PSDB não cederá a legenda para o ex-deputado federal Gustavo Fruet disputar a prefeitura na capital. ... 

Leia mais