richa_supersalarios_farraO governo de Beto Richa (PSDB) que nega reajuste de 8,17% a professores e servidores públicos, conforme determina a lei da data-base, paga os maiores salários do país ao secretariado e dirigentes de empresas públicas do estado. No entanto, essas informações não estão à vista no Portal da Transparência, que foi convertido em ferramenta de combate ao funcionalismo do quadro próprio.

Desde 1º de janeiro de 2015, Beto Richa tem o maior salário dentre os governadores brasileiros. Ele aumentou os próprios vencimentos de R$ 29,4 mil para R$ 33,7 mil.

A título de comparação, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), recebe mensalmente R$ 21,6 mil. O homólogo Camilo Santana (PT) percebe R$ 16,7 mil ao mês.

Ou seja, os paranaenses pagam supersalários para o primeiro escalão do governo do estado envergonhá-los nas páginas policiais. Vide os casos de corrupção e propina na Receita Estadual, no Instituto Ambiental, na SUDE/Fundepar, etc.

Os secretários recebem mensalmente R$ 23,6 mil cada um, mas alguns deles têm os salários turbinados pelos jetons pagos pelos conselhos de administração de empresas públicas e mistas – a exemplo da Copel, Sanepar, Celepar, Compagás, etc. É o caso do interventor do PSDB nacional nas finanças paranaenses, Mauro Ricardo Costa, secretário da Fazenda.

O titular das finanças estaduais, importado da Bahia a mando do PSDB, optou pelo salário da origem (ele é cedido pelo Ministério da Fazenda), mas, devido ao upgrade dos conselhos das estatais, abocanha mensalmente mais de R$ 110 mil, de acordo com levantamento de deputados na Assembleia Legislativa.

A diretoria da Copel (Companhia Paranaense de Energia), comandada por Luiz Fernando Leone Vianna, tem salário mensal de R$ 133 mil – mais a participação nos lucros e resultados – podendo ultrapassar fabulosos R$ 150 mil mensais.

A história dos supersalários também se repete na Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná). Os nove felizardos diretores da empresa ganham mensalmente cerca de R$ 70 mil, mais a participação nos lucros e resultados.

Não é de hoje o ódio ao servidor de carreira e amor aos assessores em cargo comissionado (dispensados de concurso). Em 2011, por exemplo, Richa concedeu fantástico aumento de até 128% para os funcionários de confiança.

Nessa farra do tucano Beto Richa está o auxílio-moradia mensal de R$ 4,7 mil a mais de mil juízes, desembargadores e conselheiros de contas. Em fevereiro, o governo dele sancionou o benefício e agora o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) se prepara para pagar R$ 250 milhões retroativos a 2009 (R$ 250 mil para cada um). O salário médio mensal da magistratura é de R$ 26 mil.

Note o leitor que o salário médio líquido do professor é menor que o auxílio-moradia de R$ 4,7 mil e que o servidor do judiciário da primeira instância luta pela equiparação do colega da segunda instância, mas o TJPR alega “não ter dinheiro” para essa política de isonomia no andar de baixo.

O debate acerca dos supersalários é perigoso porque parece desmerecimento, mas não é. O Blog do Esmael apenas mostra a discrepância e privilégio aos “amigos do rei” ante ao massacre da massa de servidores do poder executivo, dentre os quais os professores da educação básica e universidade.

Portanto, o que se pede é justiça. Nada além da justiça, da lei, da isonomia salarial entre todos os servidores públicos do Paraná. O resto é privilégio para poucos.

Compartilhe!

    Transmissão encerrada às 11h33.

    O senador Roberto Requião comanda mais um comício na manhã deste sábado (20), em Pitanga, região Centro do Paraná, contra a corrupção no governo Beto Richa (PSDB).

    O encontro regional do PMDB é transmitido ao vivo pelo Blog do Esmael em parceria com a TV 15. (mais…)

    Compartilhe!

      bernardi_crimes_impunes_richaJorge Bernardi*

      A ocasião faz o ladrão, é o ditado popular. A carreira política do governador Beto Richa está manchada por escândalos desde sua eleição a deputado estadual. Na Assembleia Legislativa, houve os casos da sogra e do gabinete fantasma. O “primo distante”, Luiz Abi, fora um dos nomeados para o gabinete virtual do ex-deputado Beto Richa, que exercia o cargo de vice-prefeito de Curitiba.

      Em 2000, Beto Richa disputou a Prefeitura de Curitiba como vice de Cassio Taniguchi. Aquela eleição foi marcada pelo maior escândalo financeiro de Caixa 2 de todos os tempos. Nela foram utilizados, de forma ilícita, R$ 29,8 milhões (R$ 97,7 milhões atualizados pelo IGP-100 em 05/2015) não declarados à Justiça Eleitoral, que contribuíram para a eleição de Taniguchi e Richa.

      Dinheiro sujo da corrupção.

      As estripulias de Taniguchi e Richa não deram em nada. Cumpriu-se a máxima: “na guerra, no amor e na política o único crime é perder”. Mais um escândalo sem ser apurado, graças a omissão dos responsáveis por denunciar e punir. O “bom moço” continuou sua carreira política impune. (mais…)

      Compartilhe!
        Charge de Renato Aroeira

        Charge de Renato Aroeira

        Compartilhe!

          epocaJornais do Paraná

          Gazeta do Povo: Presidentes das maiores empreiteiras do Brasil ficam presos em Curitiba

          Folha de Londrina: Propinas pagas por empreiteiras chegam a R$ 720 milhões

          O Diário (Maringá): Maringá e Sarandi lideram ranking de gestão fiscal no PR

          Diário dos Campos: Maioria das cidades do PR tem problemas financeiros

          Jornal da Manhã: UEPG recorre à Justiça para derrubar liminares

          Tribuna do Interior: Duplicação da PR 317 compromete comércio

          O Paraná: Fraude leva secretários e empresários para a prisão

          Gazeta do Paraná: Meio milhão de empregos a menos em apenas 1 ano

          Jornal Hoje: Cascavel perde 1,7 mil postos de trabalho

          Diário do Noroeste: Paranavaí é a terceira cidade do Paraná em geração de empregos

          Tribuna de Cianorte: Número de multas no trânsito de Cianorte cai quase 30%

          Tribuna do Norte: Região tem pior saldo de vagas dos últimos 8 anos

          Jornais de outros estados

          Globo: Lava-Jato chega no topo das empreiteiras

          Folha: PF prende presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez na Lava Jato

          Estadão: Lava Jato prende presidentes de Oderbrecht e Andrade Gutierrez

          Correio Braziliense: Prisões e R$ 41,5 bi em conttatos sub suspeita

          Estado de Minas: PF prende cúpula das grandes empreiteiras

          Zero Hora: Gigantes sob suspeita

          Capas de revistas:

          CartaCapital: O enigma Lily Safra

          Veja: A queda do príncipe das empreiteiras

          IstoÉ: A Propina de Renam

          Época: Ele ameaça derrubar a república

          Compartilhe!

            abi_marcio_richaO Superior Tribunal de Justiça (STJ) determinou a soltura, nesta sexta-feira (19), de mais 28 presos, a maioria auditores fiscais, acusados de corrupção na Receita Estadual. No entanto, o órgão manteve o lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador Beto Richa (PSDB), apontado como líder da quadrilha.

            O STJ havia colocado em liberdade ontem (18) outros 16 auditores presos e também negado pedido de Beto Richa de “foro privilegiado” para as investigações da Operação Pelicano, conduzidas pelos promotores do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

            O ex-chefe de fiscalização, Márcio Albuquerque Lima, parceiro do governador nas corridas de 500 Milhas, também foi beneficiado por um habeas corpus.

            O Ministério Público calcula que o bando arrecadava cerca de R$ 50 milhões por ano em propinas.

            Compartilhe!

              O senador Roberto Requião promete abrir acervo de “bala de prata” em Campo Mourão, Noroeste, onde realiza encontro regional do PMDB. Assista ao vivo. (mais…)

              Compartilhe!

                arruda_colhoesJoão Arruda*

                No Paraná, falta ao governador Beto Richa (PSDB), herdeiro e destruidor de um patrimônio político construído por um dos mais respeitados democratas das últimas décadas, seu pai, José Richa, aquilo que Collor de Mello disse, quando presidente: “colhões, aquilo roxo”. Não toma decisões e aceita tudo sem, antes, fazer um minucioso estudo. Há, quem sustente, que quem manda no governo é seu chefe de gabinete, o jornalista Deonilson Roldo.

                Foi o que aconteceu com o projeto de ajuste fiscal que enviou à Assembleia Legislativa, feito nas coxas, por um forasteiro, Ricardo Costa, que virou secretário de Finanças. Importou da Bahia ou São Paulo, ninguém sabe, também não importa, sem qualquer conhecimento da estrutura do estado e de seus habitantes. Não se preocupou em ouvir a sociedade, achando que poderia passar por cima de tudo como rolo compressor. Deu no que deu.

                Com mão de ferro fez com que o funcionalismo engolisse, goela abaixo, reestruturação do ParanáPrevidência para poder sacar perto de R$ 8 bilhões do fundo previdenciário e saldar dívidas que já somam mais de R$ 3 bilhões. Foi um desastre. O funcionalismo, amparado pela maioria de professores, foi à frente do Legislativo paranaense protestar e foi um horror: pancadaria, violência e desgaste ao governador. (mais…)

                Compartilhe!

                  Sem repasses do governo do estado, alunos bolsistas pedem esmola nos semáforos próximos à Unioeste/Cascavel; acadêmicos vinculados à Fundação Araucária tem que dedicar-se exclusivamente ao curso, ou seja, não podem trabalhar. (Fotos: Lais Lainy).

                  Sem repasses do governo do estado, alunos bolsistas pedem esmola nos semáforos próximos à Unioeste/Cascavel; acadêmicos vinculados à Fundação Araucária tem que dedicar-se exclusivamente ao curso, ou seja, não podem trabalhar. (Fotos: Lais Lainy).

                  via Blog da Lais Lainy, de Cascavel

                  Devido o atraso da Fundação Araucária no repasse das bolsas de R$ 400, acadêmicos da Unioeste, campus de Cascavel, pediram esmola aos motoristas que passavam em frente à universidade na manhã desta sexta-feira (19).

                  Com faixas questionado o governador, Beto Richa (PSDB), os alunos fizeram o ato simbólico que representa a dificuldade que os bolsistas estão passando, pois estão sem dinheiro para manter as despesas, como antecipado ontem pelo blog.

                  “Um aluno acaba ajudando outro e o pessoal têm conversado com os proprietários dos imóveis para entender o atraso do aluguel”, afirma o estudante, Victor Rozatti, que também é presidente do DCE da Unioeste. (mais…)

                  Compartilhe!

                    Dentre fotos e vídeos que compõem o acervo “bala de prata” de Requião, tem esta na qual Beto Richa aparece com uniforme da escuderia de Márcio Albuquerque Lima, ex-chefe de fiscalização da Receita Estadual, preso por corrupção pelo Gaeco; charge de Paixão, na campanha de 2014; senador Roberto Requião promete abrir o baú hoje à noite, às 20 horas, com transmissão ao vivo do Blog do Esmael.

                    Dentre fotos e vídeos que compõem o acervo “bala de prata” de Requião, tem esta na qual Beto Richa aparece com uniforme da escuderia de Márcio Albuquerque Lima, ex-chefe de fiscalização da Receita Estadual, preso por corrupção pelo Gaeco; charge de Paixão, na campanha de 2014; senador Roberto Requião promete abrir o baú hoje à noite, às 20 horas, com transmissão ao vivo do Blog do Esmael.

                    O senador Roberto Requião resolveu abrir na noite desta sexta-feira (19), em Maringá, a partir das 20 horas, durante encontro regional do PMDB, o acervo “bala de prata” composto por fotografias exclusivas do ex-assessor do Palácio Iguaçu, Marcelo Tchello Caramori, que assinou delação premiada com o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

                    O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo o evento peemedebista, em parceira com a TV 15, para o Brasil e o mundo.

                    Na campanha ao Palácio Iguaçu, em 2014, Requião ameaçou disparar a “bala de prata”, mas, segundo informações da coordenação na época, teria sido proibido pela família de fazer “revelação que iria tirar o governador Beto Richa (PSDB) da disputa pela reeleição”.

                    Requião adiantou ao Blog do Esmael que mostrará hoje algumas fotos do acervo “bala de prata” porque “outras serão reveladas somente com a anuência de dona Fernanda Richa”.

                    Compartilhe!

                      Em 2006, o então governador Roberto Requião recebeu no Palácio Iguaçu o presidente venezuelano Hugo Chávez; ontem, em Caracas, o senador Aécio Neves viu fracassar sua missão internacional no país caribenho; mico do tucano vira “meme” nas redes sociais; abaixo, veja o requerimento aprovado pelo Senado, que cria comissão externa para visitar a Venezuela agora liderada pelo parlamentar do Paraná.

                      Em 2006, o então governador Roberto Requião recebeu no Palácio Iguaçu o presidente venezuelano Hugo Chávez; ontem, em Caracas, o senador Aécio Neves viu fracassar sua missão internacional no país caribenho; mico do tucano vira “meme” nas redes sociais; abaixo, veja o requerimento aprovado pelo Senado, que cria comissão externa para visitar a Venezuela agora liderada pelo parlamentar do Paraná.

                      O Senado Federal aprovou o requerimento 713/215 criando uma comissão externa, liderada pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR), para checar in loco a situação política, social e econômica da República Bolivariana da Venezuela (veja documento abaixo).

                      A missão internacional liderada pelo peemedebista deverá chegar no país caribenho entre quarta e quinta-feira da semana que vem, conforme relatou Requião ao Blog do Esmael.

                      O fracasso da missão comandada pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), que pretendia “salvar” a Venezuela, virou piada na internet. A comitiva do parlamentar mineiro, escudada pela TV Globo, sequer conseguiu sair do aeroporto de Caracas — a capital do país caribenho.

                      “Expulsos, Aécio e Neymar não enfrentam a Venezuela”, diz um dos memes que circula nas redes sociais, remetendo ao jogo de domingo (21) à noite válido para a Copa América.

                      Além de Requião, estarão na nova missão ao país de Nicolás Maduro os senadores Lindbergh Faria (PT-RJ), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), Randolfe Rodrigues (PSOL-AC) e Lídice da Mata (PSB-BA). (mais…)

                      Compartilhe!

                        Charge de Paixão.

                        Charge de Paixão.

                        O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), entrou numa cruzada perigosa para desvalorizar a educação. Números distorcidos divulgados pela Secretaria de Educação (SEED) tentam mostrar que em mais de cem municípios há professores recebendo salários superiores aos dos prefeitos.

                        Além de mentirosa, a iniciativa denota a visão de que os educadores não merecem, na visão deste governo, receber salários justos. Décadas de dedicação ao ensino, cursos de especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado são lixo na visão de um governador que trata os educadores na base de bombas e tiros, como todos presenciaram no massacre em 29 de abril.

                        Pois bem, a mesma tática está sendo aplicada contra os professores universitários.

                        Como as universidades continuam em greve, o jogo sujo agora visa desmoralizar os professores das universidades estaduais. A ideia é a mesma: fazer a população acreditar que esses profissionais já ganham muito, e que suas reivindicações são descabidas. (mais…)

                        Compartilhe!

                          barros_profsO deputado federal Ricardo Barros (PP), marido da vice-governadora Cida Borghetti (PROS) e pai da deputada estadual Maria Victória (PP), trabalha nos bastidores para ferrar os professores da educação básica e do ensino superior do Paraná.

                          Garganta Profunda de Londrina, informante do Blog do Esmael na antessalada do governador Beto Richa (PSDB), no 3º andar do Palácio Iguaçu, conta com exclusividade que marido da vice propôs a retirada do projeto que concede 3,45% de reajuste aos funcionários do executivo.

                          A ideia de Barros seria forçar a oposição a retirar as emendas que garantem a reposição de 8,17% ainda este ano, punir severamente todos os que participaram de greve, e dar “zero” de reajuste ao funcionalismo público. (mais…)

                          Compartilhe!
                            maioridade

                            O deputado federal Aliel Machado, do PCdoB de Ponta Grossa, está acompanhando ativamente a tramitação do PEC que trata da redução da maioridade penal na Câmara. Ele está trazendo o debate para uma audiência pública na Câmara Municipal de Ponta Grossa na noite desta sexta-feira, e expõe, no artigo a seguir, sua opinião contrária a proposta.

                            Aliel Machado*

                            Ponta Grossa terá a oportunidade de contribuir para uma discussão de extrema relevância para a sociedade: a Redução da Maioridade Penal. O assunto será hoje (19) tema de Audiência Pública que convoquei através da Comissão de Educação, na Câmara Municipal.

                            A redução da maioridade ganhou notoriedade quando começou a ser analisado em regime de urgência o relatório da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 171/93, que prevê a penalização de jovens entre 16 e 18 anos.

                            Na última quarta-feira o relatório foi aprovado na comissão especial e agora segue para plenário, onde será votado nas próximas semanas. Ele prevê pena para crimes hediondos, homicídio doloso, roubo qualificado e lesão corporal grave seguida de morte.

                            Assim como grande parte da população, também sou contra a impunidade e defendo que cada indivíduo pague pelo que fez. No entanto, é preciso estar muito atento a alguns pontos cruciais nessa discussão. (mais…)

                            Compartilhe!
                              Charge de Aroreira retrata o fracasso da missão liderada por Aécio para "salvar" a Venezuela.

                              Charge de Aroreira retrata o fracasso da missão liderada por Aécio para “salvar” a Venezuela.

                              Compartilhe!

                                img_edg_8287Jornais do Paraná

                                Gazeta do Povo: Lotação dos ônibus é a principal reclamação de usuários em Curitiba

                                Bem Paraná: A Polônia é aqui, o Japão é aqui, a Itália é aqui, o Ceará é aqui

                                Jornal Metro: Regra de aposentadoria deve gerar economia de R$ 50 bi

                                Jornal de Londrina: Aumento para a Educação será escalonado em 9 nove anos

                                Folha de Londrina: Gaeco deve indiciar mais de cem por crimes na Receita Estadual

                                O Diário (Maringá): Aulas na rede estadual vão até 7 de março

                                Diário dos Campos: Agência do trabalhador tem recursos triplicados

                                Jornal da Manhã: Escolas em PG terão aulas em 3 turnos aos sábados

                                O Paraná: UEM e Unioestte pagam os maiores salários do Paraná

                                Gazeta do Paraná: Maioridade penal de 16 anos só para crimes mais graves

                                Jornal Hoje: Plano de Educação gera polê,ica sobre diversidade sexual

                                Tribuna de Cianorte: Deral reduz estimativa de produção da safra de milho em Cianorte

                                Umuarama Ilustrado:  Casos de dengue crescem e deixam Umuarama em situação de epidemia

                                Tribuna do Norte: Crise aquece mercado de seminovos

                                Jornais de outros estados

                                Globo: Brasil cobra da Venezuela explicação sobre incidente

                                Folha: Petrobras monta ofensiva para negociar contratos

                                Estadão: Previdência tem nova regra; Senado fala em ajuste

                                Correio Braziliense: Entenda as mudanças da nova aposentadoria

                                Valor: Em nota técnica, Arno se diz responsável por ‘pedaladas’

                                Estado de Minas: Senadores brasileiros são hostilizados na Venezuela

                                Zero Hora:  Educação avança no RS, mas ritmo ainda é lento

                                Compartilhe!

                                  richa_gaeco_abiBateu na trave a tentativa do governador Beto Richa, do Paraná, arrastar as investigações sobre propina na Receita Estadual para o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

                                  O ministro João Otávio de Noronha negou “foro privilegiado” para as investigações porque, segundo o magistrado do STJ, atrapalharia a marcha do inquérito conduzido pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

                                  O pedido para que as investigações saiam do Paraná não prosperou porque, formalmente, o governador Beto Richa [ainda] não é investigado.

                                  O tucano tem mostrado muita irritação com o vazamento de informações das investigações que citam o nome dele.

                                  Delatores presos pela Operação Publicano, que investiga propina na Receita, entregaram que R$ 4,3 milhões abasteceram a reeleição do governador do PSDB.

                                  O lobista Luiz Abi Antoun, primo de Beto Richa, está preso sob a acusação de chefiar a quadrilha que desfalcava o órgão fazendário para irrigar as campanhas do parente.

                                  Compartilhe!

                                    do Brasil 247
                                    aecio_venezuelaOs senadores brasileiros, liderados por Aécio Neves (PSDB), decidiram retornar ao Brasil, na noite desta quinta-feira (18), após ver fracassar a tentativa de visitar, em Caracas, na Venezuela, a pretexto de uma “missão política e diplomática”, o líder da oposição naquele país, Leopoldo López, que está preso. Pelo Twitter, Aécio disse que a comissão tentou, mais de uma vez, se dirigir ao presídio, mas “o trânsito, sob influência dos bloqueios”, tornou a iniciativa “impossível”. Em seguida, ele publicou que o grupo voltou ao aeroporto e deve retornar ao Brasil. O também tucano Aloysio Nunes confirmou que o grupo desistiu da missão.

                                    “O que aconteceu em Caracas foi uma coisa vergonhosa. Esse governo venezuelano, Nicolás Maduro, enlouqueceu. Ele criou uma enorme confusão no trânsito na cidade, mobilizou um grupo de 200 pessoas para nos cercarem, nos agredirem, jogarem pedras. O governo brasileiro tem o dever de falar alto e grosso contra esses assassinos. Queremos a paz na Venezuela”, afirmou Aloysio, em áudio divulgado em suas redes sociais.

                                    No Twitter, o fato está sendo encarado como um “mico internacional”. A hashtag #AecioMicoInternacional tem sido replicada por centenas de internautas, que ironizam a tentativa do senador tucano de visitar a Venezuela. (mais…)

                                    Compartilhe!

                                      Cúpula do Tribunal de Justiça do Paraná, prestes a torrar R$ 250 milhões com pagamento retroativo a auxílio-moradia de mais de mil magistrados, se nega pagar equiparação dos servidores de 1º e 2º grau do judiciário; governador Beto Richa comemorou em jantar a aprovação na Assembleia Legislativa, em fevereiro de 2014, benefício a juízes, desembargadores e conselheiros do TCE; valor do agrado adicional ao salário magistratura é superior ao salário da maioria dos professores da educação básica; recorrer a quem?

                                      Cúpula do Tribunal de Justiça do Paraná, prestes a torrar R$ 250 milhões com pagamento retroativo a auxílio-moradia de mais de mil magistrados, se nega pagar equiparação dos servidores de 1º e 2º grau do judiciário; governador Beto Richa comemorou em jantar a aprovação na Assembleia Legislativa, em fevereiro de 2014, benefício a juízes, desembargadores e conselheiros do TCE; valor do agrado adicional ao salário magistratura é superior ao salário da maioria dos professores da educação básica; recorrer a quem?

                                      O judiciário transformou-se numa verdadeira casta da sociedade paranaense, pois 877 juízes e 125 desembargadores estão prestes a receber auxílio-moradia retroativo a 2009, ou seja, cinco anos anteriores à lei que aprovou o benefício à magistratura do estado (2014).

                                      Cada magistrado terá direito a R$ 250 mil, de acordo com o requerimento da AMAPAR (Associação dos Magistrados do Paraná) que foi deferido pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR).

                                      O pedido e o pagamento são feitos administrativamente pelo TJPR, ou seja, sem necessidade de lei ou aprovação prévia da Assembleia Legislativa do Paraná. Pediu, ganhou (veja documento abaixo).

                                      O auxílio-moradia constitui-se numa verdadeira farra de um poder que deveria justamente lutar pelo equilíbrio. Cada um desses felizes magistrados abocanham adicionalmente R$ 4,7 mil ao mês, valor superior ao salário da maioria dos professores da educação básica, por exemplo.

                                      Se juízes e desembargadores olhassem para o andar de baixo, avistariam cerca de 7 mil servidores de carreira do judiciário, de 1º e 2º grau, que reivindicam equiparação salarial entre si. Esses funcionários invisíveis aos olhos do andar de cima ficaram 22 dias em greve, mas o financeiro do TJPR dizia não er dinheiro para o pagamento da reposição de 8,17% mais a isonomia.

                                      Entretanto, o mesmo financeiro do TJPR que jurou não possuir recursos para a equiparação do andar de baixo encaminhou o pagamento de R$ 250 milhões retroativos para o andar de cima (juízes e desembargadores). Cada feliz magistrado vai receber R$ 250 mil retroativos.

                                      Leia a íntegra do documento: (mais…)

                                      Compartilhe!

                                        ediitorial_alepO jornal Gazeta do Povo, carro-chefe do grupo de comunicação RPC, em editorial, atacou nesta quinta-feira (18) os professores que almejam reajuste de 8,17% na data-base. O veículo defende abertamente a proposta do governador Beto Richa (PSDB) de reposição de apenas 3,45% e classifica como “oportunistas” aqueles que defendem o cumprimento da lei.

                                        O editorial também saiu em defesa da dupla infernal Luiz Claudio Romanelli (PMDB), líder do governo na Assembleia, e o presidente da Casa e do PSDB do Paraná, Ademar Traiano, dando-lhes razão no embate contra os educadores e a diminuta bancada de oposição.

                                        Ao tomarem conhecimento do antológico editorial, parlamentares oposicionistas ironizaram: “O Romanelli levou os donos da Gazeta/RPC para dar uma voltinha na ‘charrete’ do Traiano”; eles se referiram ao automóvel avaliado em 700 paus que o presidente da Assembleia bateu no último sábado, em Curitiba, enquanto fiscalizava professores repondo aulas.

                                        Como era de esperar, a Gazeta do Povo lamenta o jogo democrático na Assembleia onde a minoria utiliza de táticas próprias do parlamento para alongar o debate. Na verdade, os donos do jornalão já sentem saudades do tratoraço naquela Casa, ou seja, da aprovação de projetos sem muita participação popular.

                                        A Gazeta do Povo apresenta-se mais realista que o rei ao atacar os professores que suspenderam a greve e voltaram às aulas em respeito aos alunos e à sociedade. Portanto, fique claro, é falso o argumento de que o reajuste de 3,45% satisfez a categoria após um “acordo” com a oposição. Pelo contrário, ampliou as feridas provocadas no dia 29 de abril. (mais…)

                                        Compartilhe!
                                          Copyright © 2009 Esmael Morais. Todos os direitos reservados.