richa_requiaofilhoRequião Filho*

As eleições municipais estão se aproximando. O que nós temos a ver com isso? O desespero do atual desgoverno do estado para conseguir amealhar uma graninha e ver se consegue melhorar um pouco sua imagem. Sim, o desgovernador está louquinho para raspar o tacho e conseguir pagar uma ou duas promessas eleitorais para conseguir eleger prefeitos na próxima eleição.

Projetos e mensagens enviadas à Assembleia todas tratam de uma maneira imediata de levantar uma graninha e nenhum se preocupa com o futuro do estado. A ideia é fazer caixa agora para melhorar a imagem do governo. Não importa se as medidas causarão um impacto negativo irreparável no futuro de nosso estado.

O que os próximos prefeitos têm com isso? Nosso desgovernador precisa eleger pessoas de seu grupo para salvar a sua imagem. Precisa que seus correligionários tenham algum discurso para defendê-lo do caos em que se meteu.

A credibilidade de promessas vazias esvaiu-se como o dinheiro desviado pela Máfia da receita de Londrina.

Escândalos de corrupção e exploração sexual envolvem 3 figuras simbólicas, um primo distante, um co-piloto (do carro de corrida do Richa) que foi indicado politicamente para um cargo importantíssimo da receita e um fotógrafo tatuado que tinha um polpudo cargo na Governadoria/Casa Civil.

Um nome era azar, dois pura coincidência… 3 já levanta suspeitas. Suspeitas ao menos na capacidade do rapaz [Beto Rihca] em escolher suas companhias.

Com esta imagem destruída o rapaz, antes moreno e altivo, procura suicidas políticos para que defendam o seu governo nas próximas eleições. Com o atual desgaste de sua imagem, uma candidatura com o apoio do atual desgoverno é uma candidatura com o toque invertido de midas.

Mas se já está ruim a imagem hoje, imaginem os senhores depois de uma campanha onde todos jogarão no ventilador a atual situação do estado… Estado em choque, choque de caixa, choque no lóbulo frontal da administração.

O medo de a verdade vir a tona é tão grande que fazem de tudo para evitar uma CPI da Corrupção – a CPI para investigar a Receita e os MANDOS e desmandos político das últimas gestões. (mais…)

Compartilhe!
    Charge de Caó para A Charge Online

    Charge de Caó para A Charge Online

    Compartilhe!

      capaJornais do Paraná

      Gazeta do Povo: Câmara aprova projeto de terceirização para todas as atividades de empresas

      Bem Paraná: Brasileiro. 33 anos. Homem. É o perfil do muambeiro

      Jornal Metro: Projeto de terceirização total passa na Câmara

      Jornal de Londrina: ExpoLondrina abre hoje apostando alto na pecuária

      Folha de Londrina: Inflação de março é a maior em 20 anos; energia puxou índice

      O Diário (Maringá): Zebra é desclassificada pelo LEC nos pênaltis

      Diário dos Campos: Estatísticas mostram necessidade do Contorno Norte para a Região

      Jornal da Manhã: CCJ considera ilegal projeto que extingue cobradores da VCG

      Tribuna do Interior: Sindiscam ameaça greve

      O Paraná: Se paranaense estudasse só um ano a mais, PIB seria 20% maior

      Gazeta do Paraná: Denúncia foi rejeitada

      Tribuna de Cianorte: Câncer é a segunda doença que mais mata em Cianorte

      Tribuna do Norte: Só 7% concluem Cadastro Ambiental Rural na região

      Jornais de outros estados

      Globo: Acordo amplia regras para terceirizar trabalho

      Folha: Câmara aprova ampliação da terceirização no país

      Estadão: Câmara aprova projeto de lei que amplia terceirização

      Correio Braziliense: Justiça libera Vaccari para mentir à Câmara

      Valor: Mercado já vê sinais de alívio na política de juros

      Estado de Minas: Brasileiro leva choque do dragão

      Zero Hora: Câmara abre caminho para ampliar terceirização

      Compartilhe!

        plenario_camaraA Câmara dos Deputados não deu bola para os protestos das centrais sindicais e movimentos populares, pois nesta quarta (8) à noite aprovou, por 324 votos a 137, o texto-base do projeto que regulamenta a terceirização (precarização) do trabalho no país. A seguir, leia a informação da Agência Câmara:

        Plenário aprova texto-base do projeto sobre terceirização

        O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 324 votos a 137 e 2 abstenções, o texto-base do Projeto de Lei 4330/04, que regulamenta os contratos de terceirização no setor privado e para as empresas públicas, de economia mista, suas subsidiárias e controladas na União, nos estados, no Distrito Federal e nos municípios.

        Um acordo de procedimentos entre os partidos deixou a votação dos destaques para a próxima terça-feira, quando pontos polêmicos deverão ser decididos em votações separadas.

        O substitutivo apresentado pelo deputado Arthur Oliveira Maia (SD-BA), que relatou a matéria em Plenário em nome de todas as comissões, manteve, por exemplo, a possibilidade de a terceirização ocorrer em relação a qualquer das atividades da empresa.

        O texto não usa os termos atividade-fim ou atividade-meio, permitindo a terceirização de todos os setores de uma empresa. Os opositores do projeto argumentam que isso provocará a precarização dos direitos trabalhistas e dos salários.

        Esse deve ser um dos pontos a serem debatidos por meio de destaques na próxima semana.

        Compartilhe!

          marlei_alep_audiencia“Bando de ladrão, vai sair de camburão”. Este era o grito de guerra de servidores públicos que ocuparam as galerias da Assembleia Legislativa do Paraná na tarde desta quarta-feira, dia 8, durante audiência pública para discutir o confisco da poupança previdenciária pelo governador Beto Richa (PSDB).

          A TV Sinal, emissora da Assembleia, não mostrou esses momentos durante a transmissão. Quem assistiu de casa não teve acesso a esta informação que o Blog do Esmael captou nesta tarde.

          O quiproquó foi tão grande que o líder do governo Beto Richa na Casa, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), não conseguiu utilizar a palavra na tribuna. A reunião foi encerrada e transferida para a próxima segunda-feira, dia 13 de abril, às 14h30.

          O deputado Requião Filho (PMDB) pediu mais tempo para debater as ideias e as emendas sugeridas pelos servidores. “Estaremos cobrindo a conta do cheque especial com cartão de crédito? Precisamos de um debate técnico e sério e não em regime de urgência”, questionou o vice-líder da oposição.

          Houve outros momentos pitoresco da “audiência pública”. O presidente da Assembleia, Ademar Traiano (PSDB), anunciou 10 minutos para a Professora Marlei, da APP-Sindicato, se pronunciasse acerca do projeto governamental. Romanelli contestou o tucano afirmando que o acordo dava a ela o tempo que precisasse.

          “Tem que combinar antes”, reclamou Traiano, que concedeu o tempo livre.

          Assista aqui o que a TV Sinal censurou:

          Compartilhe!

            Clique na imagem para ampliar e ver como votou cada um dos 30 deputados federais do Paraná no requerimento do regime de urgência, que permitiu a tramitação do projeto da terceirização (precarização) do trabalho; abaixo, assista à sessão ao vivo.

            Clique na imagem para ampliar e ver como votou cada um dos 30 deputados federais do Paraná no requerimento do regime de urgência, que permitiu a tramitação do projeto da terceirização (precarização) do trabalho; abaixo, assista à sessão ao vivo.

            O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou o requerimento de retirada de pauta do Projeto de Lei 4330/04, que regulamenta a terceirização no Brasil. Em sessão extraordinária ocorrida nesta manhã, o deputado Arthur Oliveira Maia (SD-BA), relator da matéria pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, apresentou seu substitutivo à matéria.

            Os deputados retomam, agora, a fase de discussão do projeto.

            O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou hoje (8) a entrada de dirigentes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) na Câmara dos Deputados para assistir à votação do Projeto de Lei (PL) 4330/2004, que regulamenta a terceirização de serviços.

            Ontem (7), os dirigentes da CUT alegaram, no Supremo, que foram impedidos de circular nas dependências da Câmara dos Deputados, por meio de um ato do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

            No Paraná, o PT divulgou como votou cada deputado federal no requerimento para o regime de urgência na tramitação do PL 4330/04.

            Assista ao vivo pela TV Câmara: (mais…)

            Compartilhe!

              tatooUm memorando do 13° Batalhão da Polícia Militar em Curitiba revoltou vários policiais militares do batalhão. A mensagem exige que os PMs façam uma declaração informando suas tatuagens ou declarando não possuir tatuagens num prazo máximo de 15 dias.

              Os policiais ainda devem declarar estarem cientes que as tatuagens estão em desacordo com a Diretriz Regional de Padrões e de Procedimentos para os Militares Estaduais. Ou seja, eles podem ser punidos e até presos pelo simples fato de terem tatuagens.

              Os PMs já sofrem com os calotes no terço de férias, em promoções e progressões de carreira, falta de comida nos batalhões, falta de combustíveis para as viaturas, entre outros problemas. Há poucos dias, foi determinada a censura prévia para mensagens via celular no aplicativo WhatsApp. Agora a censura chega às tatuagens.

              O duro é que o próprio secretário de Segurança Pública do Estado, Fernando Francischini, possui tatuagem e já pagou o mico de ter o desenho apagado via computador em foto distribuída pela agência de notícias do governo.

              Será que o governo e o  comando da PM acham que tatuagem é coisa de bandido? Mas não pode ser, pois o próprio Batman tem uma!

              Quem também possuiu uma tatoo supimpa é o fotógrafo e ex-assessor do governo do estado Marcelo “Tchello” Caramori, que cravou na própria pele “100% Beto Richa”. Quando caiu preso por pedofilia, Tchello não titubeou para mostrar a relação íntima com o governador tucano.

              Com informações do Portal Bem Paraná.

              Compartilhe!

                Tal qual Lula, ex-deputado Ângelo Vanhoni é lembrado para disputar pela 3ª vez a Prefeitura de Curitiba.

                Tal qual Lula, ex-deputado Ângelo Vanhoni é lembrado para disputar pela 3ª vez a Prefeitura de Curitiba.

                Setores importantes do PT querem romper a aliança com o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), já no 5º congresso municipal do partido que ocorrerá no começo de maio. É o que defendem as correntes O Diálogo e Ação Petista em documento oficial publicado na internet publicada sob responsabilidade do Fórum de Diálogo Petista (clique aqui).

                No manifesto público, os petistas não economizam críticas à gestão de Fruet que, na opinião deles, “não rompeu com o grupo dominante” e “mantém seus vínculos políticos de origem”.

                Ainda no documento, por causa dos enfrentamentos com servidores públicos municipais, os militantes do PT afirmam que o prefeito ganhou o triste epíteto de “caloteiro”, o que o coloca na nada lisonjeira companhia do governador Beto Richa (PSDB).

                A ideia desses dois grupos, também conhecidos como “Grupo do Amendoim”, é romper agora com a administração pedetista para dar tempo de construir um projeto de candidatura própria do PT ao Palácio 29 de Março.

                É bom frisar que há outras alas no partido também loucos para romper com Fruet, conforme registro do Blog do Esmael no último dia 13 de março (clique aqui).

                “Neste sentido, a candidatura própria do PT é a única perspectiva justa. Devemos deixar claro essa posição desde já, o que implica uma atitude decidida: o partido deve retirar-se da administração Fruet e construir, como fazia, seu próprio caminho”, diz um trecho do manifesto dos petista, que pode ser lido na íntegra logo abaixo.

                Nunca é demais recordar que esse mesmo “Grupo do Amendoim” vem bombardeando várias posições de Fruet. Nesta sexta-feira (10), por exemplo, eles municiam um seminário municipal sobre transporte público cujo evento é coordenado pelo vereador Jorge Bernardi (PDT).

                Leia a íntegra do documento: (mais…)

                Compartilhe!

                  Dirigente Jorge Modesto saiu às ruas, em 13 de março, em defesa da Petrobras e da democracia; abaixo, em vídeo, assista ao depoimento do militante de esquerda.

                  Dirigente Jorge Modesto saiu às ruas, em 13 de março, em defesa da Petrobras e da democracia; abaixo, em vídeo, assista ao depoimento do militante de esquerda.

                  O Paraná perdeu hoje Jorge Modesto, histórico militante de esquerda. Ele esteve nos anos 60 na linha de frente do movimento estudantil e, mais tarde, nos anos 80, foi destacado dirigente sindical.

                  O corpo de Modesto está sendo velado desde as 14 horas na capela 1 do Cemitério municipal de Curitiba.

                  Modesto era servidor do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR). Morreu lutando contra o pacote de maldades do governador Beto Richa (PSDB), dentre os itens o confisco do fundo previdenciário. Ele também esteve presente no acampamento do Sindijus e da APP-Sindicato, no Centro Cívico, durante a greve de fevereiro.

                  Em dezembro de 13, Modesto gravou para o DHPAZ — o Depoimentos para a História – A Resistência à Ditadura Militar no Paraná. Abaixo, assista ao vídeo. (mais…)

                  Compartilhe!

                    fruet_caloteA fama de ‘caloteiro’ conquistada com louvor pelo governador Beto Richa (PSDB) também está colando no prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT). Já existe até adesivo circulando em carros pela capital dos paranaenses.

                    Somente nesta semana, duas categorias de servidores públicos municipais estão denunciando novos calotes do prefeito, que estaria descumprindo acordos com os trabalhadores.

                    Na segunda-feira (6), os servidores municipais da saúde tiveram acesso aos contracheques com antigos pisos da categoria. Os novos valores deveriam ter entrado em vigor ainda em dezembro de 2014. Eles constataram que a Prefeitura não cumpriu os dois últimos compromissos com a categoria.

                    Já os servidores da educação infantil iniciam hoje uma mobilização denunciando também os calotes de Fruet. Os educadores denunciam o descumprimento da hora-atividade, o recuo no reajuste nos vencimentos e a burla no concurso público, uma vez que a Prefeitura estaria contratando estagiários para trabalhar no lugar de servidores.

                    O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sismuc) está organizando a mobilização e disponibilizando adesivos para lapela e carro, além de faixas para serem expostas na frente dos Centros Municipais de Educação Infantil.

                    O primeiro mandato de Fruet está na reta final e sua popularidade não anda nas alturas, segundo a Paraná Pesquisas. Conquistar a fama de caloteiro não vai ajudar em nada numa possível disputa pela reeleição.

                    Com informações do Sismuc.

                    Compartilhe!

                      audienciaA Assembleia Legislativa do Paraná promove nesta quarta-feira (8), a partir das 14h30, uma audiência pública para debater o projeto de lei do governo que altera e prevê o confisco da poupança previdenciária dos servidores. A audiência terá a participação dos deputados, de representantes do governo, dos sindicatos dos servidores, do Ministério Publico estadual e de especialistas no assunto.

                      O governador Beto Richa (PSDB) levou o Paraná a uma crise econômica e, consequentemente, a uma paralisia sem precedentes. Em virtude disso, o tucano vem tentando desde o início deste seu segundo mandato conseguir mais dinheiro para tirar sua gestão do atoleiro.

                      Para tanto, Richa promoveu aumentos de impostos e taxas, aplicou calotes em servidores e fornecedores, tentou cortar direitos consolidados como os quinquênios dos servidores e meter a mão em mais de R$ 8 bilhões do fundo de previdência do Estado. Essas duas últimas medidas foram barradas pela greve de fevereiro e março.

                      Agora, o governo está apresentado uma nova forma de saquear a previdência, mas de maneira mais suave, quem sabe “mais palatável” para os servidores. Basicamente, o projeto transfere mais de 33 mil servidores para o fundo previdenciário, desobrigando o Estado de bancar cerca de R$ 140 milhões por mês; valor que sobrará no caixa do governo.

                      A audiência de hoje vai servir para “medir a febre” da aceitação do novo projeto entre servidores, deputados, Ministério Público e especialistas. É uma nova batalha em que está em jogo o futuro do governo, mas também o futuro das aposentadorias dos servidores.

                      Compartilhe!

                        samirAs investigações do Gaeco vão avançando e a cada dia surgem mais “surpresas” da rede de corrupção montada no governo Beto Richa (PSDB) e operada pelo seu primo, Luiz Abi Antoun, que chegou a ser preso no mês passado.

                        Em depoimento ao Ministério Público, o tenente-coronel da Polícia Militar, Samir Elias Geha, afirmou que o influência de Luiz Abi na PM ia além da suposta fraude na licitação de serviços de manutenção das viaturas.

                        Segundo Geha, Luiz Abi era um verdadeiro provedor de recursos, considerado um “benfeitor” para a PM, só que às margens da legalidade. O tenente-coronel afirmou que procurava Luiz Abi quando faltava dinheiro no quartel.

                        No último dia 26 de março, o Blog do Esmael anotou que o Gaeco havia complicado a vida de Richa porque seu primo, preso por corrupção, mandava nas polícias do Paraná (clique aqui). O registro fora fundamentado nas investigações dos promotores de Londrina.

                        O Ministério Público aponta que Luiz Abi é o verdadeiro proprietário da oficina Providence, que venceu a licitação de manutenção de viaturas, considerada fraudulenta pelos promotores. O proprietário legal da oficina, Ismar Ieger, seria um “laranja” de Abi, e teria sido apresentado ao primo do governador pelo tenente-coronel Geha.

                        Samir Elias Geha, está na Polícia Militar há 29 anos e foi ouvido na condição de testemunha, pois até agora não responde por nenhuma irregularidade.

                        A crise econômica em que o Beto Richa enfiou o governo do Paraná faz com que instituições como a Policia Militar se fragilizem, e fiquem à mercê de oportunistas como o primo de Richa, Luiz Abi Antoun. A falta de combustível, viaturas sucateadas, falta de alimentação adequada, calotes nos pagamentos de benefícios baixam o moral da tropa, e abrem as portas para soluções “não convencionais” para os problemas do cotidiano.

                        Abi montou uma estrutura de poder paralela ao governo, se aproveitando da crise e dos problemas na administração para sugar e desviar recursos do próprio estado.

                        Portanto, está cada dia mais difícil sustentar que o governador não sabia dos esquemas operados por Abi, pois até as capivaras do Parque Barigui já tinha conhecimento da “operação subterrânea” de seu parente no governo do estado.

                        Por outro lado, a maioria na Assembleia Legislativa ainda confere uma certa blindagem ao governador. Mas, afinal de contas, até quando?

                        Confira vídeo com reportagem da RPCTV sobre o caso: (mais…)

                        Compartilhe!

                          Ministro Marco Aurélio de Mello, do STF, recebeu ontem, em Brasília, a bancada paranaense formada pelos "superamigos"; Liga quer anular reajuste de Beto Richa no IPVA.

                          Ministro Marco Aurélio de Mello, do STF, recebeu ontem, em Brasília, a bancada paranaense formada pelos “superamigos”; Liga quer anular reajuste de Beto Richa no IPVA.

                          Parte da bancada paranaense no Congresso Nacional, formada pelos “superamigos”, foi ontem à noite ao Supremo Tribunal Federal (STF) encontrar-se com o ministro Marco Aurélio Mello.

                          O magistrado relata Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) contra o aumento de 40% do IPVA no Paraná apresentada pelo PCdoB e PT nacional no mês passado.

                          O reajuste do IPVA foi proposto em dezembro pelo governador Beto Richa (PSDB) e aprovado na Assembleia Legislativa do Paraná em regime de Comissão Geral (tratoraço).

                          Na ADIn, o PCdoB e o PT pedem que seja declarada a inconstitucionalidade da lei que aumenta o IPVA porque o governo Richa alterou o fato gerador do imposto de 1º de janeiro para 1º de abril.

                          A bancada dos “superamigos” é formada pelos senadores Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT) e pelos deputados federais Aliel Machado (PCdoB), Enio Verri (PT) e Zeca Dirceu (PT).

                          Na audiência de ontem também integrou a “Liga da Justiça” o deputado estadual Nereu Moura (PMDB).

                          Em entrevista ao Blog do Esmael, o advogado Marcelo Araújo, especialista em trânsito e multa, explicou que atraso no IPVA não pode gerar multa ou apreensão do veículo. “Já há jurisprudência”, disse.

                          Compartilhe!

                            Deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara, prometeu aos empresários aprovação da lei que fragiliza os trabalhadores brasileiros; ou seja, agora quer entregar a qualquer custo a terceirização (precarização) da mão de obra no país; sem dúvida alguma, o Congresso tende consentir uma volta aos tempos do escravagismo, por isso Brasília poderá viver hoje a 'mãe de todas as batalhas'.

                            Deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara, prometeu aos empresários aprovação da lei que fragiliza os trabalhadores brasileiros; ou seja, agora quer entregar a qualquer custo a terceirização (precarização) da mão de obra no país; sem dúvida alguma, o Congresso tende consentir uma volta aos tempos do escravagismo, por isso Brasília poderá viver hoje a ‘mãe de todas as batalhas’.

                            O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mandou ontem (7) descer o sarrafo nos manifestantes contra a lei da terceirização (precarização) do trabalho. Cerca de 3 mil protestavam sob o comando da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e da UNE (União Nacional dos Estudantes).

                            A pancadaria em frente ao Congresso fez com que a votação fosse adiada para hoje, mas a prévia que colocou o PL 4330/04 em ‘regime de urgência’ não é nada animadora para o mundo do trabalhado. Foram 316 votos a favor, 166 contra e 3 abstenções.

                            A ‘mãe de todas as batalhas’ foi transferida para esta quarta-feira, dia 8, em Brasília, que promete um dia muito quente.

                            De um lado, estará o Brasil que sonha em voltar aos tempos do escravagismo, sem leis, sem direitos sociais, que flerta com o retrocesso.

                            De outro o mundo moderno preocupado com o bem-estar e saúde do trabalhador, com o avanço e o futuro do país; eis os dois Brasis que se confrontarão hoje à tarde, novamente, no Distrito Federal. Trata-se de um uma contradição real entre capital x trabalho.

                            Governo e PT são contra a proposta de regulamentação da terceirização do trabalho, pois eles veem com a medida precarização da mão de obra e impacto negativo na economia do país.

                            Compartilhe!

                              Delegado da PF Reinaldo Almeida César, em sua coluna desta quarta, anuncia a criação de um "Observatório", por e-mail, para receber denúncias na segurança pública; ele afirma que os problemas da área não são para ser resolvidos de forma solitária, “enfiando uma capa sobre a cabeça e uma sunga vermelha por cima das calças, beira o ridículo e fica roçando num tipo penal muito conhecido, chamado estelionato”, critica sem, no entanto, citar o secretário Fernando Francischini, o Batman; colunista classifica como “vexatória” a Operação Verão e condena “passa-moleque” nas promoções e progressões “que não saem”, bem como o calote no terço de férias e nas aulas ministradas em academia, falta de comida às mesas dos quartéis da PM, enfim; “Teremos muito o que debater”, propõe Reinaldo Almeida César, que já foi secretário da Segurança Pública do Paraná entre 2011 e 2012; leia o texto e compartilhe.

                              Delegado da PF Reinaldo Almeida César, em sua coluna desta quarta, anuncia a criação de um “Observatório”, por e-mail, para receber denúncias na segurança pública; ele afirma que os problemas da área não são para ser resolvidos de forma solitária, “enfiando uma capa sobre a cabeça e uma sunga vermelha por cima das calças, beira o ridículo e fica roçando num tipo penal muito conhecido, chamado estelionato”, critica sem, no entanto, citar o secretário Fernando Francischini, o Batman; colunista classifica como “vexatória” a Operação Verão e condena “passa-moleque” nas promoções e progressões “que não saem”, bem como o calote no terço de férias e nas aulas ministradas em academia, falta de comida às mesas dos quartéis da PM, enfim; “Teremos muito o que debater”, propõe Reinaldo Almeida César, que já foi secretário da Segurança Pública do Paraná entre 2011 e 2012; leia o texto e compartilhe.

                              Reinado Almeida César*

                              Na semana passada, ao estrear aqui, no Blog do Esmael – este ambiente democrático que acolhe, como poucas vezes visto na imprensa do Paraná, um amplo espectro de diferentes opiniões e de múltiplos pensamentos, agregando gregos e baianos – cometi uma falha, daquelas que se costuma dizer imperdoável.

                              É que na ânsia de participar deste estimulante espaço de ideias, com os dedos tamborilando sem parar no teclado, acabei não dizendo aos prezados leitores, afinal de contas, a que vim.

                              Em outras palavras, não registrei o que, sem descabida pretensão, imagino poder contribuir ao lançar aqui, semanalmente, algumas de minhas percepções.

                              O tema da segurança pública toca a todos nós. (mais…)

                              Compartilhe!
                                Charge de Mariano para A Charge Online

                                Charge de Mariano para A Charge Online

                                Compartilhe!

                                  20150408_MetroCuritiba_capaJornais do Paraná

                                  Gazeta do Povo: Governo estadual prevê pagar 80% dos 22 mil credores até 31 de maio

                                  Bem Paraná: Grande Curitiba tem 800 táxis rodando às margens da Lei

                                  Jornal Metro: E hoje tem mais…

                                  Jornal de Londrina: Justiça impõe três derrotas e complica contas de Londrina

                                  Folha de Londrina: Dívida pendente de R$ 47 milhões ameaça captação de recursos

                                  O Diário (Maringá): Projeto que aumenta para 23 vereadores é arquivado

                                  Diário dos Campos: Dívida de PG com a Sanepar ultrapassa os R$ 28 milhões

                                  Jornal da Manhã: Meio Ambiente deve impedir obras do novo Parque Central

                                  Tribuna do Interior: Mais saneamento

                                  O Paraná: Inadimplência negativa 1 de cada 4 consumidores

                                  Gazeta do Paraná: Confronto no Congresso adia votação da lei da terceirização

                                  Jornal Hoje: Projeto prevê o plantio de 50 mil mudas em sete anos

                                  Gazeta do Iguaçu: Itaipu recebe Certificação Life por eficiência da gestão ambiental

                                  Diário do Noroeste: Ladrões se rendem com quase R$ 75 mil escondidos nas roupas

                                  Tribuna de Cianorte: Lavouras da região de Cianorte estão com menos inseticidas

                                  Tribuna do Norte: Fábricas cortam turnos para economizar energia

                                  Jornais de outros estados

                                  Globo: Comperj dará prejuízo de R$ 45 bi à Petrobras

                                  Folha: Após recusa, Dilma escala vice na articulação política

                                  Estadão: Dilma entrega comando da articulação política a Temer

                                  Correio Braziliense: Brasileiro faz retirada recorde da poupança

                                  Valor: Shell deve virar vice-líder no Brasil com aquisição da BG

                                  Estado de Minas: Câncer: o duplo martírio

                                  Zero Hora: Temer assume agressão política no lugar de Pepe

                                  Compartilhe!

                                    manifestante_cunhaO presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), adiou a votação do PL 4330/04, que trata da terceirização da mão de obra, para esta quarta-feira (8). O peemedebista “afrouxou a tanga” depois de confronto entre a polícia legislativa e trabalhadores.

                                    Ainda pela manhã de hoje, o presidente da Câmara jurava que não adiaria a apreciação do projeto que tramita há cerca de dez anos.

                                    Apesar do recuo, o plenário aprovou na noite de hoje (7) requerimento para votação da lei da terceirização em regime de urgência. Foram 316 votos a favor, 166 contra e 3 abstenções — o que sinaliza como será o resultado amanhã.

                                    Na tarde desta terça, cerca de 3 mil trabalhadores protestaram em frente ao Congresso Nacional. O movimento foi organizado pela CUT e UNE.

                                    Governo e PT são contra a proposta de regulamentação da terceirização do trabalho, pois eles veem com a medida precarização da mão de obra e impacto negativo na economia do país.

                                    Compartilhe!

                                      Por Tereza Cruvinel, via Brasil 247

                                      renan_temer_dilma_cunhaA presidente Dilma desta vez fez um gol, é o que dizem quase todos no Congresso neste momento, ainda sob o impacto da transferência das atribuições de coordenador político ao vice-presidente Michel Temer. Ele é habilidoso, tem liderança no PMDB e trânsito no Congresso.

                                      Poderia ter recusado com a desculpa das funções institucionais da vice-presidência. Aceitou em claro sinal de que não vai jogar contra o governo. Aceitando, terá que mostrar liderança no partido. Ou seja, passou a ser uma cunha entre o partido e o poderoso Eduardo Cunha.

                                      Por isso, ao invés de festejar, como seria natural em um partido normal, alguns peemedebistas fizeram cara feia. Agora, como poderão fazer carga contra o próprio Michel Temer. Ou a bancada e Cunha se compõem com Temer, ou vão disputar e até trombar com Temer.

                                      Dilma fez um gol mas para dar certo, ela terá que dar caneta para Temer, diz um experiente congressista. Ela terá que ter poder para negociar, conceder e fechar acordos. E Dilma não poderá desautorizar seus acordos, como já fez com outros coordenadores.

                                      Compartilhe!

                                        bsb_confrontoTerminou em pancadaria um protesto realizado hoje, em Brasília, defronte da Câmara Federal. O movimento foi organizado pela CUT e UNE, contra projeto de lei regulamentando a terceirização da mão de obra. O presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), favorável à proposta, foi acusado pelos sindicalistas de mandar a polícia legislativa bater nos trabalhadores.

                                        De acordo com a organização, cerca de 3 mil se manifestaram em frente ao Congresso. Um sindicalista foi preso e três pessoas ficaram feridas no confronto, entre elas o deputado Vicentinho (PT-SP) atingido com spray de pimenta.

                                        O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, disse na manhã de hoje que não adiaria a apreciação do projeto que tramita há cerca de dez anos.

                                        A seguir, leia o relato da Agência Brasil: (mais…)

                                        Compartilhe!
                                          Copyright © 2009 Blog do Esmael Morais. Todos os direitos reservados.