via portal RIC Mais PR (TV Record)

O governador Beto Richa (PSDB) foi surpreendido nesta sexta-feira (12) por nova rebelião de presidiários; agora o motim foi registrado na Penitenciária de Piraquara; rebelados exigem melhores condições na unidade; nos últimos dias, foram verificadas rebeliões em Cascavel, Guarapuava e Cruzeiro do Oeste.

O governador Beto Richa (PSDB) foi surpreendido nesta sexta-feira (12) por nova rebelião de presidiários; agora o motim foi registrado na Penitenciária de Piraquara; rebelados exigem melhores condições na unidade; nos últimos dias, foram verificadas rebeliões em Cascavel, Guarapuava e Cruzeiro do Oeste.

Teve início na tarde desta sexta-feira (12) mais uma rebelião na Penitenciária de Estadual de Piraquara. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Justiça e Direitos Humanos (Seju). Dois agentes carcerários estão reféns dos detentos.

A PEP tem capacidade para 1.108 presos, e abriga atualmente 980 detentos, de acordo com informações da Seju. Esta é a terceira rebelião na unidade nos últimos três mêses, e a 19ª do Estado em um período de nove meses.

Os agentes penitenciários estão preocupados com a frequência de motins no Estado e ameaçam entrar em greve.

Em menos de 20 dias, esta é a quarta rebelião registrata no Paraná. Os outros motins mais recentes foram em Cruzeiro do Oeste, que teve e um médico e um agente reféns e terminou ontem depois de 15 horas, em Guarapuava, região central do Estado e também em Cascavel, que teve início no dia 24 de agosto, durou cerca de 44 horas e terminou com cinco detentos mortos.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Quem acredita em promessas registradas em cartório? O senador Roberto Requião (PMDB), nesta sexta-feira (21), ao comentar a insólita cena em que o governador Beto Richa vai ao cartório registrar novas promessas de campanha, sugeriu que os eleitores devessem procurar o PROCON contra o adversário; tucano fora acusado na sabatina de ontem, no jornal Gazeta do Povo, de descumprir a promessa de continuar no cargo de prefeito, em 2010, mesmo depois de registro em cartório como agora.

Quem acredita em promessas registradas em cartório? O senador Roberto Requião (PMDB), nesta sexta-feira (21), ao comentar a insólita cena em que o governador Beto Richa vai ao cartório registrar novas promessas de campanha, sugeriu que os eleitores devessem procurar o PROCON contra o adversário; tucano fora acusado na sabatina de ontem, no jornal Gazeta do Povo, de descumprir a promessa de continuar no cargo de prefeito, em 2010, mesmo depois de registro em cartório como agora.

O governador Beto Richa (PSDB), nesta sexta-feira (12), foi ao cartório registrar as promessas de campanha pela reeleição. O tucano fora acusado na sabatina de ontem, no jornal Gazeta do Povo, de descumprir a promessa de continuar no cargo de prefeito, em 2010, mesmo depois de registro em cartório como agora.

“Na minha trajetória política, sempre registrei meus planos de metas em cartório. Hoje, fui registrar as minhas propostas para o Paraná continuar avançando. Assim, todos podem acompanhar os meus compromissos com os paranaenses”, afirmou hoje o candidato do PSDB.

Quem acredita em promessas registradas em cartório?

O senador Roberto Requião (PMDB), ao comentar a insólita cena, sugeriu que os eleitores devessem procurar o PROCON contra Richa. Segundo o peemedebista, o tucano registrou as mesmas promessas de 2010 que ainda não foram cumpridas.

Será que somente a capa do caderno de promessas é novo? Será?

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Senadora Gleisi Hoffmann, candidata do PT ao Palácio Iguaçu, nesta sexta-feira (12), parou a campanha por quinze minutos para declarar: "Peço aos paranaenses: leiam a entrevista de Richa na Gazeta antes de definir voto"; petista se refere à transcrição da sabatina do governador Beto Richa (PSDB), candidato à reeleição, no jornal curitibano Gazeta do Povo; hoje pela, o Blog do Esmael já havia anotado uma opinião de advogado acerca da entrevista do tucano: “Humilhante. Minha conclusão: Beto Richa é o fracasso mais bem sucedido da história do Paraná”, afirmou o causídico, que pediu para não ser identificado.

Senadora Gleisi Hoffmann, candidata do PT ao Palácio Iguaçu, nesta sexta-feira (12), parou a campanha por quinze minutos para declarar: “Peço aos paranaenses: leiam a entrevista de Richa na Gazeta antes de definir voto”; petista se refere à transcrição da sabatina do governador Beto Richa (PSDB), candidato à reeleição, no jornal curitibano Gazeta do Povo; hoje pela, o Blog do Esmael já havia anotado uma opinião de advogado acerca da entrevista do tucano: “Humilhante. Minha conclusão: Beto Richa é o fracasso mais bem sucedido da história do Paraná”, afirmou o causídico, que pediu para não ser identificado.

“Peço aos paranaenses: leiam a entrevista de Richa na Gazeta antes de definir voto”, pediu na tarde desta sexta-feira (12) a senadora Gleisi Hoffmann (PT), candidata ao governo do Paraná. A petista se refere à transcrição da sabatina do governador Beto Richa (PSDB), candidato à reeleição, no jornal curitibano Gazeta do Povo.

“Como paranaense fiquei envergonhada com o teor da entrevista do governador Beto Richa, publicada na edição desta sexta-feira (12) no jornal Gazeta do Povo”, diz um comunicado oficial da candidata do PT.

“Faço um apelo a todos para que leiam a entrevista antes de definir em quem votar. Mais uma vez, o atual governador demonstrou incapacidade e desconhecimento para responder perguntas em relação as suas ações no comando do Paraná”, continuou.

Na manhã de hoje, o Blog do Esmael anotou que “antes o tucano não tivesse ido à sabatina” realizada ontem na sede jornal que pertence ao grupo RPC TV (Globo).

“Humilhante. Minha conclusão: Beto Richa é o fracasso mais bem sucedido da história do Paraná”, afirmou um advogado ao Blog do Esmael, que pediu para não ser identificado (clique aqui para ler a íntegra da entrevista do governador Beto Richa à Gazeta).

Gleisi Hoffmann ainda atacou: “Mais uma vez, se mostrou surpreso ao ser questionado por situações ocorridas em seu governo. Total falta de compromisso.”

Segundo a senadora do PT, sem a ajuda da publicidade e do marketing eleitoral que sempre o acompanharam, o governador revelou despreparo para lidar com assuntos que envolvem o Estado.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

O senador Roberto Requião promete mostrar ao vivo hoje à noite, às 21h20, na ‘TV 15’ da internet, documentos inéditos que provariam a existência de 'atos secretos' celebrados entre o governador Beto Richa e a concessionária de pedágio Rodonorte, que administra trecho privatizado do conhecido "Anel de Integração"; candidato do PMDB adiantou ao Blog do Esmael que a juíza federal Amanda Gonçalez Stoppa, do 4º Tribunal Regional Federal (TRF), anulou os tais 'atos secretos' por considerá-los nocivos aos interesses dos usuários das rodovias e aos cofres públicos.

O senador Roberto Requião promete mostrar ao vivo hoje à noite, às 21h20, na ‘TV 15’ da internet, documentos inéditos que provariam a existência de ‘atos secretos’ celebrados entre o governador Beto Richa e a concessionária de pedágio Rodonorte, que administra trecho privatizado do conhecido “Anel de Integração”; candidato do PMDB adiantou ao Blog do Esmael que a juíza federal Amanda Gonçalez Stoppa, do 4º Tribunal Regional Federal (TRF), anulou os tais ‘atos secretos’ por considerá-los nocivos aos interesses dos usuários das rodovias e aos cofres públicos.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao Palácio Iguaçu, promete mostrar ao vivo nesta sexta-feira (12), às 21h20, na ‘TV 15’ da internet, documentos inéditos que provariam a existência de ‘atos secretos’ celebrados entre o governador Beto Richa (PSDB) e a concessionária de pedágio Rodonorte, que administra trecho privatizado do conhecido “Anel de Integração”.

Requião adiantou ao Blog do Esmael que a juíza federal Amanda Gonçalez Stoppa, do 4º Tribunal Regional Federal (TRF), anulou os tais ‘atos secretos’ por considerá-los nocivos aos interesses dos usuários das rodovias e aos cofres públicos.

A magistrada determinou ainda que a Rodonorte retome imediatamente obras de duplicação nas rodovias federais que compreendem a PR-151, que cortam os municípios de Ponta Grossa, Tibagi, Ipiranga, Imbaú (BR-376) e Carambeí, Castro, Piraí do Sul e Jaguariaíva (PR-151). (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, perde o amigo, mas jamais a piada. Nesta sexta-feira (12), pelo Twitter, ele “tirou uma” de seu colega de parlamento, Álvaro Dias (PSDB), que apareceu no com o "dog" Hugo Henrique no horário eleitoral: “Alvaro Dias com seu dog Hugo Henrique e eu, com meu galo cocoricó Ezekias”, tuitou o peemedebista.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, perde o amigo, mas jamais a piada. Nesta sexta-feira (12), pelo Twitter, ele “tirou uma” de seu colega de parlamento, Álvaro Dias (PSDB), que apareceu no com o “dog” Hugo Henrique no horário eleitoral: “Alvaro Dias com seu dog Hugo Henrique e eu, com meu galo cocoricó Ezekias”, tuitou o peemedebista.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

do Brasil 247

Pesquisa divulgada nesta manhã aponta a presidente Dilma Rousseff na liderança, com 39% das intenções de voto, contra 31% da adversária do PSB, Marina Silva; Aécio Neves se mantém isolado na terceira posição, com 15%; em comparação com a última pesquisa, divulgada no dia 3, Dilma cresceu dois pontos, Marina caiu dois e Aécio estagnou; em um eventual segundo turno, as candidatas do PT e PSB empatam tecnicamente; Marina teria 43%, contra 42% de Dilma; levantamento foi encomendado pela CNI.

Pesquisa divulgada nesta manhã aponta a presidente Dilma Rousseff na liderança, com 39% das intenções de voto, contra 31% da adversária do PSB, Marina Silva; Aécio Neves se mantém isolado na terceira posição, com 15%; em comparação com a última pesquisa, divulgada no dia 3, Dilma cresceu dois pontos, Marina caiu dois e Aécio estagnou; em um eventual segundo turno, as candidatas do PT e PSB empatam tecnicamente; Marina teria 43%, contra 42% de Dilma; levantamento foi encomendado pela CNI.

Pesquisa CNI/Ibope divulgada na manhã desta sexta-feira 12 mostra a presidente Dilma Rousseff oito pontos de vantagem sobre a segunda colocada, Marina Silva. A petista registrou 39% das intenções de voto, contra 31% da adversária do PSB. Aécio Neves, do PSDB, se manteve isolado na terceira posição, com 15%. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

via Brasil 247

Economia brasileira cresceu 1,50% em julho sobre o mês anterior, melhor resultado em seis anos, desde junho de 2008, e acima do esperado, segundo dados do Banco Central divulgados nesta sexta-feira 12; Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma prévia do PIB, mostrou que a atividade voltou a crescer após duas quedas mensais seguidas é dá sinal de recuperação no início do terceiro trimestre

A economia brasileira cresceu 1,50% em julho sobre o mês anterior, melhor resultado em seis anos, desde junho de 2008, e acima do esperado, segundo dados do Banco Central divulgados nesta sexta-feira 12; Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma prévia do PIB, mostrou que a atividade voltou a crescer após duas quedas mensais seguidas é dá sinal de recuperação no início do terceiro trimestre.

A economia brasileira cresceu 1,50 por cento em julho sobre o mês anterior, indicou o Banco Central nesta sexta-feira, melhor resultado em seis anos e acima do esperado, um sinal de que a atividade pode ter começado o terceiro trimestre em recuperação.

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado espécie de sinalizador do Produto Interno Bruto (PIB), mostrou que a atividade voltou a crescer após duas quedas mensais seguidas. O resultado de julho passado foi o melhor desde junho de 2008, quando a expansão foi de 3,32 por cento, antes do auge da crise internacional.

Em junho, o indicador havia mostrado contração de 1,51 por cento sobre maio em dados dessazonalizados revisados pelo BC. Anteriormente, havia sido divulgado queda de 1,48 por cento em junho.

O resultado de agora foi também bem melhor que o esperado em pesquisa da Reuters, cuja mediana de 21 projeções apontava alta de 0,80 por cento em julho. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

"Humilhante. Minha conclusão: Beto Richa é o fracasso mais bem sucedido da história do Paraná", afirmou um advogado ao Blog do Esmael, que pediu para não ser identificado; governador do PSDB e candidato à reeleição não conseguiu responder às perguntas formuladas ontem (11) pelos repórteres na sabatina do jornal Gazeta do Povo; sobre a queda do Paraná no Ideb, por exemplo, o tucano disse "os professores ganham bem, não há reclamação", omitindo que até greve houve recentemente; Richa se diz vítima de perseguição política de Gleisi e atribui fiasco do “choque de gestão” os governos de Requião e Pessuti, do PMDB; ele também engasgou para falar sobre cumprimento dos 12% na saúde, redução da tarifa do pedágio, dos voos secretos com aeronaves do estado, das supostas relações promíscuas com o ex-presidente do Tribunal de Justiça, do factoide das UPS e sobre contratos com o Ibope; abaixo, leia a íntegra da entrevista.

“Humilhante. Minha conclusão: Beto Richa é o fracasso mais bem sucedido da história do Paraná”, afirmou um advogado ao Blog do Esmael, que pediu para não ser identificado; governador do PSDB e candidato à reeleição não conseguiu responder às perguntas formuladas ontem (11) pelos repórteres na sabatina do jornal Gazeta do Povo; sobre a queda do Paraná no Ideb, por exemplo, o tucano disse “os professores ganham bem, não há reclamação”, omitindo que até greve houve recentemente; Richa se diz vítima de perseguição política de Gleisi e atribui fiasco do “choque de gestão” os governos de Requião e Pessuti, do PMDB; ele também engasgou para falar sobre cumprimento dos 12% na saúde, redução da tarifa do pedágio, dos voos secretos com aeronaves do estado, das supostas relações promíscuas com o ex-presidente do Tribunal de Justiça, do factoide das UPS e sobre contratos com o Ibope; abaixo, leia a íntegra da entrevista.

Leitores que analisaram atentamente a transcrição da sabatina do governador Beto Richa (PSDB), candidato à reeleição, ocorrida ontem no jornal Gazeta do Povo. Sinceramente, diz um advogado, melhor seria que nem fosse. “Humilhante. Minha conclusão: Beto Richa é o fracasso mais bem sucedido da história do Paraná”, afirmou o causídico, que pediu para não ser identificado.

Quando apertado pelos repórteres sobre a queda do Paraná no ranking do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), Richa esquivou-se dizendo não saber o motivo, mas garantiu que “os professores ganham bem, não há reclamação”. Entretanto, recentemente, houve até greve dos educadores que reclamavam contra calotes e descumprimento da Lei do Piso (hora-atividade).

O candidato do PSDB também patinou para responder sobre a presença de Ezequias Moreira, o homem da sogra, em seu secretariado. Da mesma forma suou frio quando inquirido sobre promessas de campanha descumpridas mesmo assinadas em cartório. Para o tucano, os problemas com seu “choque de gestão” são frutos da era PMDB (leia-se Roberto Requião e Orlando Pessuti) e da perseguição da ex-ministra e senadora Gleisi Hoffmann (PT).

O governador também engasgou para falar sobre cumprimento dos 12% na saúde, redução da tarifa do pedágio, dos voos secretos com aeronaves do estado, das supostas relações promíscuas com o ex-presidente do Tribunal de Justiça, do factoide das UPS e sobre contratos com o Ibope.

A seguir o Blog do Esmael publica a íntegra da entrevista do governador Beto Richa: (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta-feira, recorda dos erros de pesquisas que recentemente prejudicaram Rubens Bueno, Osmar Dias e Gustavo Fruet; colunista lembra ainda que Norton Macedo, craque em eleições, dizia que as pesquisas podiam oscilar e muitas vezes oscilavam ao sabor da clientela que pagava; "Por outro lado, não dá para acreditar em cartomantes, bruxos e nigromantes que sempre apostam que, neste ano, o Sarney vai morrer, e não conseguem prever nem suas próprias derrotas", fustiga; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta-feira, recorda dos erros de pesquisas que recentemente prejudicaram Rubens Bueno, Osmar Dias e Gustavo Fruet; colunista lembra ainda que Norton Macedo, craque em eleições, dizia que as pesquisas podiam oscilar e muitas vezes oscilavam ao sabor da clientela que pagava; “Por outro lado, não dá para acreditar em cartomantes, bruxos e nigromantes que sempre apostam que, neste ano, o Sarney vai morrer, e não conseguem prever nem suas próprias derrotas”, fustiga; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald*

Quando você quer medir febre, existe o termômetro que informa com certeza científica o grau de temperatura do seu corpo. A mãe também costuma não errar ao por a mão na testa do filho para ver se está com febre. Mas, nas eleições, será que as pesquisas podem dar a mesma certeza?

Aí temos que considerar a mão, não da mãe, mas do homem. Norton Macedo, craque de eleições passadas, e que nunca quis escrever suas memórias, já dizia no começo dessa prática no Brasil, que as pesquisas podiam oscilar e muitas vezes oscilavam ao sabor da clientela que pagava.

Nos últimos dez anos, somam-se vários casos de erros gritantes (Rubens Bueno, Osmar Dias e Gustavo Fruet que o digam), a ponto de ter sido proposta uma CPI para pesquisas, juntamente com o endurecimento das regras para evitar escambos.

Das suspeitas, mas não dos erros, tem se salvado apenas o Datafolha pela sincera providência de que não vende pesquisas, apenas as faz para veículos de comunicação, evitando candidatos, governantes e interesses econômicos.

Por outro lado, não dá para acreditar em cartomantes, bruxos e nigromantes que sempre apostam que, neste ano, o Sarney vai morrer, e não conseguem prever nem suas próprias derrotas.

O que fazer? Claro que as pesquisas influenciam a tendência do eleitor, mas não custa lembrar a única sacada inteligente do último debate dos candidatos a governadores, quando um deles disse que eles não eram cavalos de corrida para que o eleitor apostasse (votasse) no vencedor.

Você mesmo pode escolher. Deixe que o verdadeiro resultado apareça nas urnas.

*Ricardo Mac Donald Ghisi é advogado, secretário Municipal de Governo de Curitiba. Escreve às sextas no Blog do Esmael.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
AUTO_bira

Charge de Bira para A Charge Online

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

1425572Jornais do Paraná

Gazeta do Povo: Doações a candidatos superam orçamento do Ministério do Turismo

Bem Paraná: Acumuladores: um caso sério de saúde pública

Jornal Metro: Via nem tão calma

Jornal de Londrina: Copel teria mudado projeto sem aval da Prefeitura

Folha de Londrina: Setor de serviços puxa geração de empregos no País e no Paraná

O Diário (Maringá): Vendas no País caem 1,1%, mas no Paraná sobem 12%

Diário dos Campos: PG gera empregos em agosto mas saldo fica abaixo de 2013

Jornal da Manhã: Comércio de PG mostra recuperação nas vendas

Tribuna do Interior: Richa amplia vantagem

O Paraná: Escassez de médicos afeta atendimento do Samu Oeste

Gazeta do Paraná: Agentes se preparam para greve e Paraná tem duas rebeliões por mês

Jornal Hoje: Indústria e serviços freiam crise e voltam a contratara

Gazeta do Iguaçu: Polícia esclarece assalto a concessionária de veículos

Diário do Noroeste: Total de construções aumentou 21, 17% em Paranavaí desde 2010

Tribuna de Cianorte: Aumento nos preços já causa demissões em restaurantes

Tribuna do Norte: Pedestres disputam espaço com sofás

Jornais de outros estados

Globo: Marina:PT pôs diretor para assaltar Petrobrás

Folha: Inflação só volta para a meta em 2016, diz BC

Estadão: Ata do BC só vê inflação perto da meta em 2016

Correio Braziliense: Arruda perde no TSE e está nas mãos do STF

Valor: Produção elevada e preços baixos marcam nova safra

Estado de Minas: Depois da tragédia, o risco ambiental

Zero Hora: Campanha no RS é a mais barata entre 8 estados

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

De acordo com o DatafAlha, Álvaro Dias (PSDB), o senador do Poodle, lidera com 57%. Ricardo Gomyde (PCdoB), o Lacoste, tem 5% e está tecnicamente empatado com Marcelo Almeida (PMDB), o Forrest Gump, que tem 4%; tem como levar a sério essa pesquisa divulgada hoje à noite pela RPC TV (Globo)?

De acordo com o DatafAlha, Álvaro Dias (PSDB), o senador do Poodle, lidera com 57%. Ricardo Gomyde (PCdoB), o Lacoste, tem 5% e está tecnicamente empatado com Marcelo Almeida (PMDB), o Forrest Gump, que tem 4%; tem como levar a sério essa pesquisa divulgada hoje à noite pela RPC TV (Globo)?

Não tem como levar a sério nem os candidatos ao Senado, nem as pesquisas de opinião no Paraná. Nesta noite, a RPC TV (Globo) divulgou a segunda rodada do DatAfolha sobre a disputa da Câmara Alta.

De acordo com o DatafAlha, Álvaro Dias (PSDB), o senador do Poodle, lidera com 57%. Ricardo Gomyde (PCdoB), o Lacoste, tem 5% e está tecnicamente empatado com Marcelo Almeida (PMDB), o Forrest Gump, que tem 4%.

Professor Piva (PSOL), Mauri Viana (PRP) e Adilson Senador da Família (PRTB) têm 1% cada. Os candidatos Castagna (PSTU) e Luiz Barbara (PTC) não pontuaram.

De acordo com o levantamento, 9% votarão em branco ou anularão o voto. Indecisos somam 23%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 9 de setembro. Foram entrevistados 1.201 eleitores em 46 municípios do estado. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

 Governador Beto Richa, em campanha pela reeleição, nesta quinta-feira (11), não quis encarar universitários que foram às ruas em Bandeirantes, no Norte; manifestantes queriam entregar uma pauta de reivindicações ao tucano, que fugiu do protesto como o diabo foge da cruz; bronca da comunidade acadêmica é porque faltam nos banheiros do campus Luiz Meneguel sabonete e papel toalha nos banheiros; como se vê, quando o calo aperta tucano bate asa. Ou melhor: voa de helicóptero.


Governador Beto Richa, em campanha pela reeleição, nesta quinta-feira (11), não quis encarar universitários que foram às ruas em Bandeirantes, no Norte; manifestantes queriam entregar uma pauta de reivindicações ao tucano, que fugiu do protesto como o diabo foge da cruz; bronca da comunidade acadêmica é porque faltam nos banheiros do campus Luiz Meneguel sabonete e papel toalha nos banheiros; como se vê, quando o calo aperta tucano bate asa. Ou melhor: voa de helicóptero.

O governador Beto Richa (PSDB) não teve argumentos para encarar olho no olho, hoje à tarde, os acadêmicos da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP). Pelo segundo dia consecutivo, os estudantes foram às ruas protestar contra o tucano, que esteve na cidade para fazer uma carreata-relâmpago.

Nesta quinta-feira (11), os acadêmicos ocuparam as ruas centrais com faixas, bandeiras e cartazes contra a falta de recursos para manutenção do campus Luiz Meneguel, que sofre até com ausência de sabonete e papel toalha nos banheiros.

O protesto dos estudantes foi saudado por populares e comerciantes da cidade, que sabem da importância da UENP para a economia e o desenvolvimento local. Segundo os locais, Richa trocou a carreata por rasantes em um barulhento helicóptero.

O município de Bandeirantes fica a 425 km de Curitiba. A UENP também tem unidades em Cornélio Procópio e Jacarezinho.

Como se vê, quando o calo aperta tucano bate asa. Ou melhor: voa de helicóptero.

Assista ao vídeo:

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

do Brasil 247

País gerou 101.425 postos de trabalho com carteira assinada no mês passado; destaque ficou para o setor de serviços, que criou 71,3 mil vagas no período, seguido por comércio, responsável por 40,6 mil empregos; de janeiro a agosto, o número de empregos formais criados no País foi de 751,5 mil; dados foram divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho e Emprego e fazem parte do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregado); emprego é uma das principais armas da campanha da presidente Dilma, que vem alertando sobre o risco de redução na criação de vagas com a proposta de autonomia do Banco Central.

País gerou 101.425 postos de trabalho com carteira assinada no mês passado; destaque ficou para o setor de serviços, que criou 71,3 mil vagas no período, seguido por comércio, responsável por 40,6 mil empregos; de janeiro a agosto, o número de empregos formais criados no País foi de 751,5 mil; dados foram divulgados hoje pelo Ministério do Trabalho e Emprego e fazem parte do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregado); emprego é uma das principais armas da campanha da presidente Dilma, que vem alertando sobre o risco de redução na criação de vagas com a proposta de autonomia do Banco Central.

O Brasil criou em agosto 101.425 vagas formais de emprego, anunciou o Ministério do Trabalho e Emprego na tarde desta quinta-feira 11. De janeiro a agosto, o número de empregos formais foi de 751,5 mil.

O destaque ficou para o setor de serviços, que criou 71,3 mil postos de trabalho no período. O setor de comércio, responsável por 40,6 mil empregos com carteira assinada no mês, ficou em segundo lugar.

Os dados fazem parte do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregado) e foram divulgados na tarde desta quinta-feira 11 pelo Ministério do Trabalho e Emprego. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Presidente da Itaipu Binacional, Jorge Samek, entrou em férias para fazer campanha  das petistas Gleisi Hoffmann, ao governo do Paraná, e Dilma Rousseff, à reeleição na Presidência da República; também é esperado para a semana que vem o desembarque de Osmar Dias; Datafolha divulgada ontem à noite, Dilma lidera no estado com 32% das intenções de voto no Paraná; Marina Silva (PSB) vem segundo lugar, com 28%, e em terceiro Aécio Neves (PSDB) com 22%; entretanto, Gleisi tem desempenho sofrível na sondagem, apenas 10%, ante 28% do senador Roberto Requião (PMDB) e 44% do governador Beto Richa (PSDB).

Presidente da Itaipu Binacional, Jorge Samek, entrou em férias para fazer campanha das petistas Gleisi Hoffmann, ao governo do Paraná, e Dilma Rousseff, à reeleição na Presidência da República; também é esperado para a semana que vem o desembarque de Osmar Dias; Datafolha divulgada ontem à noite, Dilma lidera no estado com 32% das intenções de voto no Paraná; Marina Silva (PSB) vem segundo lugar, com 28%, e em terceiro Aécio Neves (PSDB) com 22%; entretanto, Gleisi tem desempenho sofrível na sondagem, apenas 10%, ante 28% do senador Roberto Requião (PMDB) e 44% do governador Beto Richa (PSDB).

O presidente da Itaipu Binacional, Jorge Samek, “desapegou” do cargo nesta quinta-feira (11). Ele entrou em férias “a perder de vista” para se dedicar em tempo integral às campanhas de Gleisi Hoffmann, ao governo do Paraná, e à reeleição da presidenta Dilma Rousseff.

Assume interinamente a maior usina do mundo o diretor técnico executivo Airton Dipp.

Além de Samek, o PT também espera gesto idêntico do vice-presidente do Banco do Brasil, Osmar Dias, presidente licenciado do PDT do Paraná (clique aqui).

Segundo pesquisa Datafolha divulgada ontem à noite, Dilma lidera no estado com 32% das intenções de voto no Paraná. Marina Silva (PSB) vem segundo lugar, com 28%, e em terceiro Aécio Neves (PSDB) com 22%.

Entretanto, Gleisi tem desempenho sofrível na sondagem, apenas 10%, ante 28% do senador Roberto Requião (PMDB) e 44% do governador Beto Richa (PSDB).

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
A vitória de Hermes fortalece o projeto eleitoral de Professar Marlei, ex-presidente da APP, que disputa uma vaga na Câmara. Resultado oficial somente no começo desta noite, segundo apurou o Blog do Esmael.

A vitória de Hermes fortalece o projeto eleitoral de Professar Marlei, ex-presidente da APP, que disputa uma vaga na Câmara. Resultado oficial somente no começo desta noite, segundo apurou o Blog do Esmael.

O professor Hermes Silva Leão é o virtual presidente eleito da APP-Sindicato. Ainda não há os números finais apurados da eleição, que ocorreu ontem, mas a Chapa 1 liderada por ele está matematicamente eleita e não há como Professor Paixão, da Chapa 2, alcançá-lo.

A vitória de Hermes fortalece o projeto eleitoral de Professora Marlei, ex-presidente da APP, que disputa uma vaga na Câmara.

Estima-se que 30 mil educadores votaram na disputa da APP, o maior sindicato do Paraná. Desses, segundo dados oficiais, 18.334 correspondem a votos eletrônicos.

O resultado oficial da eleição só será anunciado entre o final desta tarde e o início da noite.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Comando quer Osmar Dias, vice-presidente do Banco do Brasil, na campanha da senadora Gleisi Hoffman ao governo do Paraná; petistas deverão fazer pressão na semana que vem para que o presidente licenciado do PDT entre em férias para ajudar na reta final; será que o pedetista vai “desapegar” do cargo?

Comando quer Osmar Dias, vice-presidente do Banco do Brasil, na campanha da senadora Gleisi Hoffman ao governo do Paraná; petistas deverão fazer pressão na semana que vem para que o presidente licenciado do PDT entre em férias para ajudar na reta final; será que o pedetista vai “desapegar” do cargo?

Petistas paranaenses deverão fazer pressionar junto ao governo federal para que o vice-presidente do Banco do Brasil, Osmar Dias, presidente licenciado do PDT do Paraná, peça férias para ajudar na campanha da ex-ministra e senadora Gleisi Hoffmann (PT) ao Palácio Iguaçu.

A senadora petista está em terceiro lugar na corrida, com 10% das intenções de voto, segundo levantamento do Datafolha. Beto Richa (PSDB) estaria com 44% e Roberto Requião (PMDB) com 28%. O comando de campanha do PT, no entanto, vê divergências em relação a monitoramentos internos, mas prefere não polemizar sobre o assunto.

Osmar decidiu não concorrer às eleições deste ano, pois seu irmão, Álvaro Dias (PSDB), é candidato à reeleição na coligação de Richa.

Caso o pedetista não dê uma força agora para Gleisi, quando mais ela precisa, dificilmente continuará na vice-presidência do Banco do Brasil. Além da senadora, a própria presidenta Dilma Rousseff necessita de um help de Osmar nesta reta final de campanha.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
A senadora e candidata ao governo do Estado Gleisi Hoffmann (PT) participou nesta quarta-feira (10) de fórum com os candidatos ao governo do Paraná, organizado pela Arquidiocese Municipal de Maringá. Ela criticou a falta de repasses estaduais e a interrupção do atendimento de oncologia infantil pelo Hospital Universitário da UEM. Gleisi chamou de inadmissível o fato do Estado ser a 5ª economia do país e ser o 23º colocado em investimento em saúde.

A senadora e candidata ao governo do Estado Gleisi Hoffmann (PT) participou nesta quarta-feira (10) de fórum com os candidatos ao governo organizado pela Arquidiocese Municipal de Maringá. Ela criticou a falta de repasses estaduais e a interrupção do atendimento de oncologia infantil pelo Hospital Universitário da UEM. Gleisi chamou de inadmissível o fato do Estado ser a 5ª economia do país e ser o 23º colocado em investimento em saúde.

A candidata ao governo Gleisi Hoffmann (PT) esteve em Maringá nesta quarta-feira (10) onde participou do Fórum Paraná com os candidatos ao governo do Paraná, organizado pela Arquidiocese Municipal. O evento reuniu cerca de 500 católicos e lideranças religiosas que lotaram o auditório Dona Guilhermina para conhecer as ideias e propostas da candidata da coligação Paraná Olhando Pra Frente.

Entre os três principais candidatos, Gleisi foi a única a participar.  Ela apresentou seus projetos para as áreas de saúde, educação e estímulo ao desenvolvimento local. Ela parabenizou a Arquidiocese e o bispo Dom Anuar Battisti pela iniciativa de abrir o espaço para os candidatos.

Ela lamentou que a falta de repasses estaduais tenha causado a interrupção do atendimento de oncologia infantil pelo Hospital Universitário. “Se já tem infraestrutura pronta, não tem justificativa que Maringá não esteja pronta para fazer o atendimento de oncologia infantil.” (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Governador Beto Richa deverá ser recebido esta tarde, em Bandeirantes, com protesto de estudantes a Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP); acadêmicos já protestaram ontem (10) contra a falta de recursos para manutenção do local, que sofre até com ausência de sabonete e papel toalha nos banheiros.

Governador Beto Richa deverá ser recebido esta tarde, em Bandeirantes, com protesto de estudantes a Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP); acadêmicos já protestaram ontem (10) contra a falta de recursos para manutenção do local, que sofre até com ausência de sabonete e papel toalha nos banheiros.

Daqui a pouco, a partir das 14h30, estudantes da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP), campus Luiz Meneguel, em Bandeirantes, prometem receber o governador Beto Richa (PSDB) com protesto. A convocação da manifestação está sendo feita pelo Facebook (clique aqui).

O tucano deverá visitar o município, a 425 km de Curitiba, acompanhado dos deputados Ratinho Junior (PSC) e Nelson Padovani (PSC).

Os acadêmicos já protestaram ontem (10) contra a falta de recursos para manutenção do local, que sofre até com ausência de sabonete e papel toalha nos banheiros.

A revolta dos universitários poderá se espalhar para os demais campi da instituição. Além de Bandeirantes, a UENP tem unidades em Cornélio Procópio e Jacarezinho.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
A fórmula é simples, com maiores salários, os trabalhadores consomem mais, vivem melhor e a economia se desenvolve. Essa foi a receita defendida pelo ex-presidente Lula para enfrentar a crise mundial de 2008, e aplicada pelo então governador Roberto Requião, que promoveu sucessivos aumentos no salário mínimo regional transformando a política em lei estadual. Agora a os ‘hermanos’ argentinos defendem a mesma tese no G20, mas a maioria das grandes economias ainda aposta na recessão.

A fórmula é simples, com maiores salários, os trabalhadores consomem mais, vivem melhor e a economia se desenvolve. Essa foi a receita defendida pelo ex-presidente Lula para enfrentar a crise mundial de 2008, e aplicada pelo então governador Roberto Requião, que promoveu sucessivos aumentos no salário mínimo regional transformando a política em lei estadual. Agora a os ‘hermanos’ argentinos defendem a mesma tese no G20, mas a maioria das grandes economias ainda aposta na recessão.

A chefe da delegação argentina na reunião ministerial de Trabalho e Emprego do G20 (grupo formado pelas 19 maiores economias do mundo mais a União Europeia), Marta Novick, defendeu hoje (11), em Melbourne, na Austrália, o aumento do salário mínimo como estratégia de crescimento econômico e de garantia social.

A tese é a mesma defendida e aplicada pelo ex-presidente Lula na crise mundial de 2008, em que apostou no incentivo ao consumo. No Paraná, o ex-governador Requião fez a política de valorização do salário mínimo regional virar lei, garantindo sucessivos aumentos reais, agora combatidos pelos empresários via Fiep (Federação das Indústrias do Paraná). (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Copyright © 2009 Blog do Esmael. Todos os direitos reservados.