Na manhã de hoje, o Blog do Esmael anotou que o governador Beto Richa vai terminar ano de 2015 com a popularidade na “boca do jacaré”. Ou seja, a julgarmos pelos números do instituto de pesquisa, os tucanos entrarão em contagem regressiva para limpar as gavetas do Palácio Iguaçu. Portanto, a partir de 2016, nem cafezinho será servido quente como dantes.

Na manhã de hoje, o Blog do Esmael anotou que o governador Beto Richa vai terminar ano de 2015 com a popularidade na “boca do jacaré”. Ou seja, a julgarmos pelos números do instituto de pesquisa, os tucanos entrarão em contagem regressiva para limpar as gavetas do Palácio Iguaçu. Portanto, a partir de 2016, nem cafezinho será servido quente como dantes.

Se as eleições de 2018 fossem hoje a oposição somaria junta 76% dos votos válidos. É o que diz levantamento divulgado nesta segunda-feira (21) pelo instituto Paraná Pesquisas sobre a disputa pela sucessão do governador Beto Richa (PSDB).

De acordo com os números, os senadores Alvaro Dias (PSDB) e Roberto Requião (PMDB) lideram a corrida pelo governo do Paraná. O tucano, com ligeira vantagem, tem 33,9% das intenções de voto, ante 26,7% do peemedebista.

O secretário do Desenvolvimento Urbano, Ratinho Júnior (PSC), aparece em terceiro lugar com 16,9%, seguido da senadora Gleisi Hoffmann (PT), com 4,3%. A vice-governadora Cida Borghetti (PROS) surge em último com 2,8%. (mais…)

Governador Beto Richa jura que não teve outra opção senão surrar os "black blocs" que lutavam contra o confisco da ParanáPrevidência. Bertoldi, demitido por Richa, também se diz vítima de "armação" da ex-mulher que tenta extorquir-lhe R$ 1,7 milhão (leia abaixo nota de esclarecimento do ex-deputado).

Governador Beto Richa jura que não teve outra opção senão surrar os “black blocs” que lutavam contra o confisco da ParanáPrevidência. Bertoldi, demitido por Richa, também se diz vítima de “armação” da ex-mulher que tenta extorquir-lhe R$ 1,7 milhão (leia abaixo nota de esclarecimento do ex-deputado).

O governador Beto Richa (PSDB) foi rápido no gatilho ontem (20) ao demitir o diretor da Cohapar, ex-deputado Osmar Bertoldi (DEM), após repercussão da violência contra sua ex-mulher Tatiana Bittencourt. O tucano tomou a decisão com medo de que o entrevero também atingisse sua “imagem”.

Richa deveria utilizar a mesma métrica consigo mesmo para penitenciar-se pelos pecados do dia 29 de abril, quando 213 professoras foram covardemente massacradas no Centro Cívico. Ou seja, o governador do PSDB poderia aproveitar a reflexão de fim de ano e pedir para sair.

O governador jura que não teve outra opção a não surrar os “black blocs” que lutavam contra o confisco da ParanáPrevidência. Bertoldi, demitido por Richa, também se diz vítima de “armação” da ex-mulher que tenta extorquir-lhe R$ 1,7 milhão.

Osmar Bertoldi é suplente do deputado federal pela coligação que reelegeu Richa (PSDB-DEM-PR-PSC-PTdoB-PP-SD-PSD-PPS). No início de 2015, ele assumiu a cadeira na Câmara, entre fevereiro e maio, com a licença de Fernando Francischini (SD), que no período foi secretário da Segurança Pública.

A seguir, leia a íntegra da nota de esclarecimento de Osmar Bertoldi: (mais…)

ingles

Em sua coluna semanal, a deputada estadual Maria Victória (PP) fala da importância do ensino da língua inglesa desde o ensino básico. Ela cita o exemplo de Maringá, onde o ensino do inglês já está implantado desde as primeiras séries. Leia, comente e compartilhe.

Maria Victoria Borghetti Barros*

Há algumas semanas falei aqui sobre a necessidade de se ampliar os investimentos na primeira infância, pois é a fase em que as crianças de 0 à seis anos definem a sua personalidade. Nesta semana, venho defender um projeto que tenho trabalhado há alguns anos, que é a implantação do ensino da língua inglesa nas escolas municipais, ou seja, do 1º ao 5º ano de ensino, pois nesta etapa é que as crianças têm mais facilidade no aprendizado.

Uma pesquisa realizada entre os professores, municipais e estaduais, da Regional de Maringá, mostrou que 90% deles apoiam a implantação do inglês em sala de aula já no primeiro ano escolar. Desde 2014, isso é uma realidade nas escolas municipais de Maringá, e os números comprovam que a inclusão do inglês nos primeiros anos do ensino fundamental influenciou na melhora das notas das demais disciplinas.

A cidade de Maringá alcançou no último Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) a meta prevista para ser atingida no ano de 2021. E é isso que pretendemos levar a diversas cidades do Paraná, pois sabemos que somente com a educação será possível criar uma nova cultura, uma nova sociedade para as futuras gerações. (mais…)

De acordo com o delator, a propina foi distribuída como se fosse contribuição eleitoral da seguinte forma: R$ 1,7 milhão ao DEM; R$ 1 milhão ao PR; R$ 1,15 milhão ao PMN e R$ 1,15 milhão ao PRTB.

De acordo com o delator, a propina foi distribuída como se fosse contribuição eleitoral da seguinte forma: R$ 1,7 milhão ao DEM; R$ 1 milhão ao PR; R$ 1,15 milhão ao PMN e R$ 1,15 milhão ao PRTB.

O DEM, PR, PMN e PRTB, ambos de oposição à presidente Dilma Rousseff (PT), levaram R$ 5 milhões para não convocar o empresário Ricardo Pessoa, dono da empreiteira UTC, para depoimento na CPI Mista da Petrobras.

A informação foi prestada pelo ex-diretor financeiro da UTC Engenharia, Walmir Pinheiro Santana, um dos delatores do esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato. (mais…)

De acordo com a Paraná Pesquisas, o governador Beto Richa é desaprovado por 71,2% dos eleitores; gráficos de aprova/desaprova criam uma "boca de jacaré" imaginária, que, no marketing e na política, fala-se que não tem "salvação" quem entrar nela, portanto, pode-se chamar o padre para a extrema-unção.

De acordo com a Paraná Pesquisas, o governador Beto Richa é desaprovado por 71,2% dos eleitores; gráficos de aprova/desaprova criam uma “boca de jacaré” imaginária, que, no marketing e na política, fala-se que não tem “salvação” quem entrar nela, portanto, pode-se chamar o padre para a extrema-unção.

A popularidade do governador Beto Richa (PSDB) continua em baixa, de acordo com levantamento divulgado nesta segunda-feira (21) pelo instituto Paraná Pesquisas.

Números publicados no blog Gazeta do Povo apontam que 71,2% dos eleitores paranaenses reprovam o tucano. Apenas 24,4% aprovam o governador do PSDB.

Os gráficos de aprova/desaprova criam uma “boca de jacaré” imaginária, que, no marketing e na política, fala-se que não tem “salvação” quem entrar nela. Ou seja, não há recuperação do político e pode-se chamar o padre para a extrema-unção. (mais…)

Em sua coluna semanal, a senadora Gleisi Hoffmann fala da nomeação de Nelson Barbosa para coordenar a economia no governo federal.

Em sua coluna semanal, a senadora Gleisi Hoffmann (PT) fala da nomeação de Nelson Barbosa para coordenar a economia no governo federal. Segundo ela, inicia-se um novo momento para o governo que, apesar da crise econômica, pode trazer boas novidades. Leia, ouça comente e compartilhe.

Download áudio Gleisi

Gleisi Hoffmann*

A nomeação de Nelson Barbosa é um alento para aqueles que querem um Estado eficiente, e não mínimo. Para aqueles que acreditam que a vida está acima dos resultados financeiros, para os eleitores da presidenta Dilma, que fizeram uma opção consciente no projeto que ela representava e que, mesmo doendo reconhecer, ficaram frustrados com a mudança de rumo pós-eleição.

Sei das dificuldades que esperam Nelson Barbosa para recuperar a economia. Mas sei também de sua disposição, comprometimento e, acima de tudo, visão de país e de desenvolvimento. Nosso novo ministro não é perdulário, irresponsável financeiramente. Muito pelo contrário, com inegável espírito público, sabe que a sociedade tem limites na sua contribuição para com o Estado, por isso mesmo não é partidário de gastanças. Sabe os custos e as consequências de uma boa política social, assim como o impacto de uma exorbitante taxa de juros para as contas públicas e para a sociedade que a paga, principalmente quando sua elevação é ineficiente para combater a inflação.

O governo da presidenta Dilma teve importante vitória na semana que passou. O golpe, travestido de impeachment, foi contido. Prevaleceu a Constituição, a legalidade, a vontade dos eleitores quando depositaram o voto na urna. Agora precisa dar continuidade ao programa que a sagrou presidenta.

(mais…)

romaneli

Em sua coluna semanal, o deputado estadual Luiz Cláudio Romanelli (PMDB) fala sobre o ano de 2015, que apesar de ter sido um ano difícil ainda pode conter grandes realizações. Leia, ouça. comente e compartilhe.

Download

“Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo,
qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.”
Chico Xavier

Convenhamos, 2015 foi um ano difícil. A cada mês, um fato. Eu, otimista convicto que sou, sempre atuei de maneira a extrair o melhor de cada situação, e o que me deixa mais esperançoso é que o ano termina com duas boas notícias.

A primeira, a saída do Joaquim Levy, responsável pela recessão que estamos vivendo no pais. Em substituição a ele, foi nomeado o desenvolvimentista Nelson Barbosa, para comandar a economia. Chega de equívocos e recessão.

A segunda, foi a edição, pela presidenta Dilma, da Medida Provisória que define o rito que viabiliza os acordos de leniência com as empreiteiras envolvidas com a corrupção. Sem esta medida o país não retoma o crescimento.

No mais, o STF, pela decisão dos seus mais antigos ministros colocou nos trilhos o procedimento do pedido de impeachment contra a presidenta. (mais…)

AUTO_jb

Charge de Jorge Braga para O Popular (GO)

metroJornais do Paraná

Gazeta do Povo: Desemprego vai seguir em alta no próximo ano

Bem Paraná: Muvuca na cidade, muvuca na estrada. O fim de ano vem aí

Jornal Metro: 2016 promete mais polêmica na Assembleia

Folha de Londrina: Hospitais correm risco de fechar

Jornais de outros estados

Globo: Antes da posse, Barbosa já tenta acalmar investidores

Folha: Na Câmara, 42% apoiam e 31% rejeitam impeachment

Estadão: Corregedoria da polícia acusada de cobrar ‘mensalão’

Correio Braziliense: O que Barbosa vai fazer com sua vida

Valor: Barbosa diz que é hora de reduzir gastos obrigatórios

Zero Hora: Contra desconfiança, Barbosa abraça ajuste

Osmar Bertoldi, que é primeiro suplente de deputado federal na coligação de Beto Richa, perdeu o emprego neste domingo (20) na Cohapar, mas vai ganhar uma bela tornozeleira eletrônica da Justiça; ex-deputado é procurado pelo judiciário há 20 dias por agredir ex-mulher, Tatiana Bittencourt, que denunciou violência sofrida.

Osmar Bertoldi, que é primeiro suplente de deputado federal na coligação de Beto Richa, perdeu o emprego neste domingo (20) na Cohapar, mas vai ganhar uma bela tornozeleira eletrônica da Justiça; ex-deputado é procurado pelo judiciário há 20 dias por agredir ex-mulher, Tatiana Bittencourt, que denunciou violência sofrida.

O governador Beto Richa (PSDB), por meio da presidência da Cohapar (Companhia de Habitação do Paraná), demitiu o ex-deputado Osmar Bertoldi (DEM) de uma diretoria do órgão.

Segundo informações preliminares, o diretor da Cohapar foi exonerado do cargo por “quebra de confiança”, depois que ele teve a prisão decretada por espancar a ex-mulher (clique aqui para assistir reportagem da TV Record).

A exoneração do ex-deputado será publicada nesta segunda-feira (21). (mais…)

Osmar Bertoldi é suplente do deputado federal pela coligação que reelegeu o governador Beto Richa (PSDB-DEM-PR-PSC-PTdoB-PP-SD-PSD-PPS). No início de 2015, ele assumiu a cadeira na Câmara, entre fevereiro e maio, com a licença de Fernando Francischini (SD), que no período foi secretário da Segurança Pública.

Osmar Bertoldi é suplente do deputado federal pela coligação que reelegeu o governador Beto Richa (PSDB-DEM-PR-PSC-PTdoB-PP-SD-PSD-PPS). No início de 2015, ele assumiu a cadeira na Câmara, entre fevereiro e maio, com a licença de Fernando Francischini (SD), que no período foi secretário da Segurança Pública. Abaixo, assista ao vídeo com a reportagem nacional do Jornal da Record.

O primeiro suplente de deputado federal Osmar Bertoldi (DEM), diretor da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), está foragido da Justiça há 20 dias, depois de espancar a ex-mulher Tatiane Bitencourt.

Segundo relato da vítima, Bertoldi a agrediu após receber um “não” ao pedido de casamento. Abaixo, assista ao vídeo: (mais…)

fruet_ducci
O deputado federal Luciano Ducci (PSB), que planeja voltar à Prefeitura de Curitiba, neste domingo (20), em sua conta no Facebook, abriu fogo contra o prefeito Gustavo Fruet (PSB), que o sucedeu e espera derrotar em revanche eleitoral em 2016.

Para Ducci, o pedetista é bom em dar desculpas e fazer cortesia com o chapéu alheio. O ex-prefeito jura que Fruet entrega obras feita por ele, tais como trincheiras, viadutos e Linha Verde.

No Facebook, ao referir-se às desculpas de Fruet, o ex afirmou que “ele vai cobrar a conta dos curitibanos, com reajustes de impostos, dos recursos da previdência e de depósitos judicias, aumento da tarifa [de ônibus] em janeiro e culpar chuvas pela falta de manutenção da cidade”.

Leia a íntegra da postagem de Ducci no Facebook: (mais…)

O PSD é presidido no estado pelo chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, o homem do pedágio.

O PSD é presidido no Paraná pelo chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra, o homem do pedágio.

A presidente do PSD Mulher do Paraná, Juliana Vosnika, neste fim de semana, foi a grande sensação política das novas inserções do partido no horário eleitoral gratuito.

O abrupto surgimento da moça na TV levou a Boca Maldita crer que ela disputará a Prefeitura de Curitiba em 2016.

Juliana é presidente do badalado museu Oscar Niemeyer (MON) e desde julho último comanda o PSD Mulher no Paraná. (mais…)

 Jornalista Luiz Manfredini, em artigo especial para o Blog do Esmael, neste domingo (20), afirma que a direita extremada tem suas propostas fundadas num brutal retrocesso civilizatório; articulista aponta a defesa da democracia com centro da tática dos setores progressistas e do governo, haja vista que a defesa da legalidade é capaz de atrair certos setores conservadores, que sequer apoiam as propostas governamentais, mas não sendo golpistas, não caem na falácia do “impeachment” e em outras condutas de desestabilização política. “Frente Brasil Popular, já lançada em vários estados, é um caminho unitário na defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores”, prega Manfredini, que ao final pede para que o PT não se entregue ao “espírito derrotista” de alguns setores da esquerda; leia, opine e compartilhe.


Jornalista Luiz Manfredini, em artigo especial para o Blog do Esmael, neste domingo (20), afirma que a direita extremada tem suas propostas fundadas num brutal retrocesso civilizatório; articulista aponta a defesa da democracia com centro da tática dos setores progressistas e do governo, haja vista que a defesa da legalidade é capaz de atrair certos setores conservadores, que sequer apoiam as propostas governamentais, mas não sendo golpistas, não caem na falácia do “impeachment” e em outras condutas de desestabilização política. “Frente Brasil Popular, já lançada em vários estados, é um caminho unitário na defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores”, prega Manfredini, que ao final pede para que o PT não se entregue ao “espírito derrotista” de alguns setores da esquerda; leia, opine e compartilhe.

(mais…)

Charge de Aroeira.

Charge de Aroeira.

153543Jornais do Paraná

Folha de Londrina: Adolescentes querem voz nas discussões de políticas públicas

O Diário (Maringá): ANP realiza prospecção de petróleo em Marialva

Diário dos Campos: UTFPR atrai estudantes e aquece economia de PG

Jornal da Manhã:Tragédias marcam fim de semana na região

Gazeta do Paraná: Apesar das dificuldades, safra do PR será recorde

Jornal Hoje: Os rumos da inadimplência

Diário do Noroeste: Rebelião termina após 22 horas de tensão

Jornais de outros estados

Globo: Um ano que insiste em não terminar

Folha: Imagem de Dilma teve leve melhora

Estadão: “Vamos aperfeiçoar a política econômica”, afirma Barbosa

Correio Braziliense: Rollemberg quer pacto após crise do impeachment

Estado de Minas: Natureza morta, como revivê-lá?

Zero Hora: Temer e Renan disputam o poder no fragmentado PMDB

do Brasil 247

Se as eleições presidenciais fossem hoje, haveria praticamente um tríplice empate, mas com ligeira vantagem para o senador Aécio Neves (PSDB-MG); tucano aparece com 26%, à frente do ex-presidente Lula, com 20%, e da ex-senadora Marina Silva, com 19%; cenário com Geraldo Alckmin (PSDB) no lugar de Aécio aponta empate entre Marina, com 24%, e Lula, com 21%; governador paulista, que enfrentou problemas como a repressão aos estudantes, aparece distante, com 14%; Datafolha também aponta pequena recuperação da presidente Dilma Rousseff; margem de erro da pesquisa presidencial é de dois pontos percentuais.

Se as eleições presidenciais fossem hoje, haveria praticamente um tríplice empate, mas com ligeira vantagem para o senador Aécio Neves (PSDB-MG); tucano aparece com 26%, à frente do ex-presidente Lula, com 20%, e da ex-senadora Marina Silva, com 19%; cenário com Geraldo Alckmin (PSDB) no lugar de Aécio aponta empate entre Marina, com 24%, e Lula, com 21%; governador paulista, que enfrentou problemas como a repressão aos estudantes, aparece distante, com 14%; Datafolha também aponta pequena recuperação da presidente Dilma Rousseff; margem de erro da pesquisa presidencial é de dois pontos percentuais.

(mais…)

De acordo com o instituto, 69% apontam o PT como responsável pela criação do programa Bolsa Família ante 12% para o PSDB. O PMDB de Roberto Requião seria o partido que 10% se filiariam, seguindo do PSDB de Aécio Neves, com 9%. Mesmo sob intenso fogo da mídia, 4% ainda preferem o PT.

De acordo com o instituto, 69% apontam o PT como responsável pela criação do programa Bolsa Família ante 12% para o PSDB. O PMDB de Roberto Requião seria o partido que 10% se filiariam, seguindo do PSDB de Aécio Neves, com 9%. Mesmo sob intenso fogo da mídia, 4% ainda preferem o PT.

O instituto Paraná Pesquisas divulgou neste sábado (19) sondagem sobre o afastamento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ). De acordo com os números, 83% dos paranaenses são favoráveis à saída do presidente da Câmara.

O levantamento indica também que 62% dos eleitores no estado defendem o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Para 63% dos entrevistados, o PT é o partido mais corrupto, no entanto, 30% acreditam que é a legenda que mais faz pelos pobres. Logo, depreende-se na pesquisa que os petistas “roubam” para beneficiar os pobres ao passo que apenas 4% dos eleitores creem que o PSDB faça o mesmo. Ou seja, a maioria percebe que os tucanos “roubam” para eles mesmos. (mais…)

Assembleia Legislativa do Paraná (Alpe), desde 2011, vem cometendo sucessivos estelionatos contra a boa-fé dos paranaenses com a complacência de setores da velha mídia; parlamento estadual vem gastando cada vez mais, de acordo com números da própria Alep: ano de 2011 (R$ 234 milhões); ano de 2012 (R$ 322 milhões); ano de 2013 (R$ 294 milhões); ano de 2014 (R$ 310 milhões); e ano de 2015 (R$ 377 milhões); Ademar Traiano tem a gestão mais perdulária de toda a história da Assembleia, mas setores da imprensa aplaudem “devolução” de cheque sem fundo; canalhice ou burrice?

Assembleia Legislativa do Paraná (Alpe), desde 2011, vem cometendo sucessivos estelionatos contra a boa-fé dos paranaenses com a complacência de setores da velha mídia; parlamento estadual vem gastando cada vez mais, de acordo com números da própria Alep: ano de 2011 (R$ 234 milhões); ano de 2012 (R$ 322 milhões); ano de 2013 (R$ 294 milhões); ano de 2014 (R$ 310 milhões); e ano de 2015 (R$ 377 milhões); Ademar Traiano tem a gestão mais perdulária de toda a história da Assembleia, mas setores da imprensa aplaudem “devolução” de cheque sem fundo; canalhice ou burrice?

O colunista Celso Nascimento, do blog Gazeta do Povo, neste sábado (19), reaviva uma discussão anual aqui no Blog do Esmael, sobre a “devolução” de cheque pela Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP).

Se a imprensa e o Ministério Público fossem sérios, necessariamente, o presidente da Alep, Ademar Traiano (PSDB), e o governador Beto Richa (PSDB), seriam enquadrados no artigo 171 do Código Penal, cuja transcrição literal é:

“Art.171 Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento”.

O diabo é que nenhum deputado, nem da situação nem da oposição, gritou “pega ladrão” nas sessões plenárias. (mais…)

marcia_vic

Deputada Maria Victória (direita) é filha do deputado federal Ricardo Barros (PP), relator do Orçamento de 2016, que lutou pelo corte de R$ 10 bilhões do programa Bolsa Família; ela também é filha da vice-governadora do Paraná, Cida Borghetti (PROS); Marcia Oleskovicz Fruet (esquerda), primeira-dama de Curitiba, é mulher do prefeito Gustavo Fruet (PDT), que vai à reeleição no ano que vem; Márcia defende a manutenção dos recursos no Bolsa Família; Maria Victória é pré-candidata à Prefeitura de Curitiba em 2016.

Nem o espírito de Natal está sendo capaz de segurar a troca de farpas entre a deputada Maria Victória (PP) e a primeira-dama de Curitiba, Márcia Fruet.

Tudo começou com a parlamentar defendendo corte no programa Bolsa Família em sua coluna publicada no Blog do Esmael. Para ela, o o governo federal “dá o peixe” ao invés de “ensinar a pescar”.

Márcia Fruet, mulher do prefeito Gustavo Fruet (PDT), rebateu Maria Victória pelo Facebook: “Dizem que temos que ensinar a pescar, não dar o peixe. Mas, quando já lhes tiraram o anzol, o barco, a vara, é preciso, sim, dar o peixe”, escreveu citando o ex-presidente uruguaio José Pepe Mujica.

Em carta aberta, Maria Victória observou que a primeira-dama de Curitiba “colocou a própria indignação acima da esperança”.

“Minha esperança de juventude jamais será derrotada por nada, nem por ninguém”, rebateu a deputado Maria Victória, que é pré-candidata à Prefeitura de Curitiba.

A seguir, leia a carta aberta de Maria Victória para Márcia Fruet: (mais…)

Agenda

fevereiro 2016
S T Q Q S S D
« jan.    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
29  

Em discussão

Lista de Links

Publicidade

Publicidade

Copyright © 2009-2015 Esmael Morais. Todos os direitos reservados.