do Brasil 247
dilma_pf_corrupcaoO número de operações realizadas pela Polícia Federal saltou de 48, durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, para 2.226 entre 2003 e maio e 2014, durante a gestão do PT. O dado foi destacado nesta terça-feira 9, Dia Internacional Contra a Corrupção, pela presidente Dilma em sua página no Facebook.

“Os governos do ex-presidente Lula e da presidenta Dilma foram responsáveis por importantes avanços no combate à corrupção, com a criação do Portal da Transparência, da Lei de Acesso à Informação (LAI), da Lei da Ficha Limpa e da Lei das Organizações Criminosas, por exemplo. Entre 2003 e 2014, as demissões e destituições punitivas de servidores passaram de 5 mil e as operações da Polícia Federal saltaram de 48, no período tucano, para 2.226 entre 2003 e maio de 2014″, destacou Dilma. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

richa_requiao_ttO senador Roberto Requião (PMDB) definiu a reeleição e o “pacotaço da maldade” do governador Beto Richa (PSDB) em apenas duas tuitadas. Leia:

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

grein_alvaro_osmar.jpgO secretário-geral do PDT do Paraná, Adalberto Grein, em nota oficial, contestou post do Blog do Esmael intitulado “Osmar Dias quer ser o ‘homem’ da Presidente Dilma no Paraná”.

O dirigente pedetista afirma que “Osmar não amarelou ao não apoiar a senadora Gleisi Hoffmann (PT)” na campanha de 2014. Ele também contesta a informação de que o vice-presidente do Banco Brasil fez o jogo de seu irmão, senador Álvaro Dias (PSDB), ao subir no muro.

“… elucubrar que o Osmar fará o jogo do irmão, não é muito inteligente”, jura Grein.

A seguir, leia a íntegra da nota oficial: (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

richa_nota_zero.jpgSe em 1920 o então presidente Washington Luís, da Velha República, tinha como slogan “Governar é abrir estradas”, quase cem anos depois o governador Beto Richa (PSDB) parece querer “inovar” com o lema “governar é fechar escolas”.

Nesta terça-feira (9), a Secretaria de Estado de Educação (SEED) realiza a distribuição de aulas para 2015. Para surpresa de educadores, o governo do estado determinou o fechamento de salas de aula nas áreas centrais de Curitiba. Ou seja, diminuiu o porte das escolas para empregar menos professores e, consequentemente, reduzir o tamanho da folha.

Não é de agora que o governo Richa mira na educação para resolver problemas de gestão e de caixa. O tucano já havia orientado no mês passado o fechamento de 141 escolas de jovens e adultos em todo o estado (clique aqui para relembrar). Agora avança sobre os estabelecimentos de ensino médio regular.

Segundo educadores ouvidos pelo Blog do Esmael, além de turmas, o governo planeja fechamento de escolas inteiras nas regiões centrais da capital. É o caso dos tradicionais colégios Guido Straube, no bairro Mercês, e Pietro Martinez, no bairro Bom Retiro.

“Qual o critério que o governo Richa utiliza para fechar turmas e programar o extermínio de escolas no centro de Curitiba?”, questiona um indignado professor, que pediu anonimato temendo represálias. “Nenhum critério. Tudo é feito pela frieza dos números de tecnocratas que querem economizar em cima da educação”, responde o próprio.

Para o choque de gestão de Beto Richa, educação é gasto — não investimento no futuro – e governar é fechar escolas. Um retrocesso jamais visto na história do Paraná.

O maior orçamento do estado para 2015 é o da educação, cerca de R$ 9 bilhões. Então, por mais que seja pequeno o contingenciamento significa muito dinheiro. Não é à tona que Richa escolheu a área para os maiores sacrifícios.

Na semana passada, o Blog do Esmael registrou que a crise financeira resultou no corte de 30% dos funcionários nos 32 Núcleos Regionais de Educação (NREs). O corre-corre é grande nas escolas por conta disso (clique aqui).

É chover no molhado recordar que o governo do estado deu calote no fundo rotativo, nos avanços e progressões dos educadores e na formação continuada do PDE (Programa de Desenvolvimento Educacional).

Em 2012, Richa cunhou uma frase antológica que pode explicar o tratamento dispensado hoje à educação: “Uma pessoa com curso superior é insubordinada” (clique aqui para ouvir o áudio).

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

dilma_osmar_requiao_gleisi.jpgO ex-senador e vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, Osmar Dias, tem feito articulações no Palácio do Planalto para assumir a condição de “homem” da presidenta Dilma Rousseff no Paraná.

Presidente licenciado do PDT paranaense, Osmar argumenta com petistas que a senadora Gleisi Hoffmann (PT) saiu chamuscada da eleição e das investigações da Lava Jato e que o senador Roberto Requião (PMDB) já está prestes a pendurar as chuteiras.

De olho em 2018, o pedetista quer cheque branco da presidenta e do PT para fazer política no estado, ou seja, pretende se assenhorar de “bondades” em forma anúncio de obras e serviços do governo federal nas terras das araucárias.

Entretanto, setores do petismo veem Osmar com muita desconfiança. Acham que o político do PDT, numa eventual crise, pode fazer o jogo do irmão, senador Álvaro Dias (PSDB), em detrimento do projeto do aliado. Os petistas usam como exemplo a eleição deste ano, quando Osmar “amarelou” para não atrapalhar o mano.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

vernalha_pereira.jpgOs advogados Fernando Vernalha Guimarães e Luiz Fernando Pereira inauguram nesta terça-feira (9), a partir das 19 horas, a nova sede do escritório “Vernalha Guimarães & Pereira”, a VGP, no histórico Palacete Villa Sophia.

Os sócios do maior escritório de advocacia do estado vão recepcionar com um coquetel, hoje à noite, a maior parte do “PIB” político e industrial do Paraná.

O palacete de 1895, uma das únicas construções em estilo sueco ainda existentes no Brasil, foi totalmente restaurado para resgatar o máximo possível de sua arquitetura e paisagismo originais.

A nova sede do VGP fica na Rua Mateus Leme n.º 575, esquina com a Rua Barão de Antonina (em frente ao Shopping Müeller).

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

alex_coxa_maior.jpgO ex-atacante Alex vai se revelando também um craque da política. Nesta quinta-feira (11) ele deverá anunciar apoio à chapa “Coxa Maior” na disputa pelo comando do Coritiba.

Cerca de 9 mil sócios do clube do Alto da Glória estão aptos a votar na eleição deste sábado, dia 13.

O eterno capitão se aposentou do campo, mas não do Couto Pereira. Ele é casado com a Daiane Maud, integrante do Conselho Deliberativo na chapa oposicionista encabeçada pelo cartorário Rogério Bacellar e pelo empresário André Macias.

A mulher do ídolo Alex é filha do ex-presidente do Coritiba Edson Mauad.

A eleição deste fim de semana no Coxa é a principal e última disputa política de 2014 no estado Paraná.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

enio_lobao_aecio.jpgEnio Verri*

E mais uma vez o desejo de terceiro turno do garoto mimado que perdeu a eleição foi por água abaixo. Segundo pesquisas Ibope e Datafolha divulgada pela Folha de S. Paulo neste fim de semana, a democracia não só está se solidificando, como o combate a corrupção é aprovada pela população.

Aécio Neves (PSDB) e sua turma parecem àqueles garotos que quando perdem, pegam a bola e correm para suas casas nas saias de suas mães ou empregadas que mais tratam como objeto do que ser humano. Só que o Brasil não é mais de propriedade desta pequena parcela da sociedade.

O nosso País não é o mesmo de 15 anos atrás. É uma Nação sólida que reduziu drasticamente a miséria, combateu as injustiças sociais, que ampliou os direitos, desenvolveu-se economicamente e estruturalmente e, que não aceita que corruptos fiquem impunes.

De acordo com as pesquisas divulgadas pela Folha, o Partido dos Trabalhadores ganhou o troféu de maior combatente à corrupção. Para 46% dos brasileiros, o Governo Dilma é que mais investigou casos de desvios de dinheiro público, enquanto 16% acreditam que Lula foi o maior responsável por este papel. A confiança é de aproximadamente 1/3 da população.

O reconhecimento vai além. Para 40%, a presidente Dilma Rousseff representa o governo que mais prendeu corruptos. Outros 11%, creditam a Lula o protagonismo de colocar quem usufruiu ilegalmente de recursos públicos na cadeia. Um duro golpe aos que desaguam ódio contra o PT.

É um tapa na cara dos que torcem contra o Brasil e não aceitam a ascensão das classes mais baixas e o desmanche dos privilégios das elites. Para alguns brasileiros, é inadmissível que o porteiro do prédio ocupe o mesmo assento de avião e que compre a mesma camiseta de marca.

A luta de classe é cada vez mais explícita e impulsionada por uma minoria antidemocrática que defende repressão e censura militar. O perfil médio dos antidemocráticos, segundo os levantamentos, é de jovens da classe média do sudeste brasileiro. Uma faixa etária que não viveu a ditadura militar e pouco conviveu com os dias difíceis dos governos tucanos.

Uma minoria que é pauta para os grandes meios de comunicações que têm medo da participação popular e regulamentação da mídia, mas que pouco representa a sociedade brasileira. A satisfação com a democracia cresceu 13 pontos percentuais e chegou à casa dos 39%. Para 2/3 da população é o melhor regime político para o Brasil.

Como meu pai sempre dizia, o esperneio é livre. O choro do senador Aécio Neves, que ainda falta às sessões, e sua turma, encabeçada pelo cantor Lobão, são mais do que de direito. Errado é colocar em risco a vitória do povo brasileiro que quer mais mudanças e mais futuro.

*Enio Verri é deputado estadual, deputado federal eleito, presidente do PT do Paraná e professor licenciado do departamento de Economia da Universidade Estadual do Paraná. Escreve nas terças sobre poder e socialismo.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Charge do Marco Jacobsen para a Folha de Londrina

Charge do Marco Jacobsen para a Folha de Londrina

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

img_edg_7427Jornais do Paraná

Gazeta do Povo: Liberação da compra e porte de armas enfrenta o primeiro teste na Câmara

Bem Paraná: Economizar R$ 1.000 por ano em supermercado? Sim, é possível

Jornal Metro: Governo cede e tarifaço vai a voto com mudanças

Jornal de Londrina: Complexo de Diagnósticos acumula 16 meses de atraso

Folha de Londrina: Estado descumpre metas no ensino médio e fundamental

O Diário (Maringá): Youssef operou nos escândalos dos ex-prefeitos Gianoto e Said

Diário dos Campos: Richa promete corte nos gastos e preservar a cesta básica

Jornal da Manhã: Autos de atropelamento nega intenção e se apresenta hoje

Tribuna do Interior: Douglas secretário

O Paraná: Pressionado, governo decide remendar o pacote tributário

Gazeta do Paraná: “Meta de inflação|” é um dos nossos maiores mitos

Jornal Hoje: Prefeitura promete repor os netbooks furtados

Diário do Noroeste: IPTU de Paranavaí tem reajuste de 6,59%

Tribuna de Cianorte: PR fará corte de gastos, aperto a sonegação e poupará cesta básica

Umuarama Ilustrado: Moacir Silva é reeleito no Samu; MP ajudará a cobrar municípios

Tribuna do Norte:  Mais uma morte na BR-376 entre Apucarana e Califórnia

Jornais de outros estados

Globo: Petrobrás e processada nos EUA por dano a acionistas

Folha: Técnicos do TSE querem rejeição de contas de Dilma

Estadão: Mendes vê forte ‘indício de doação’ acima do limite a Dilma

Correio Braziliense: Greve paralisa ônibus, aulas e ameaça saúde

Valor: Minoritários acionam a Petrobras em Nova York

Estado de Minas: Faltam policiais na trilha da cocaína

Zero Hora: 51,2% dos alunos não chegam ao fim do ensino médio no RS

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

do Brasil 247
mendes_dilmaO ministro Gilmar Mendes já tem armas para fazer o que tanto o PT quanto a oposição já esperavam que ele fizesse: rejeitar as contas de campanha da presidente Dilma Rousseff à reeleição.

Nesta segunda-feira 8, técnicos do Superior Tribunal Eleitoral (TSE) se manifestaram pela rejeição das contas de Dilma, do PT e do Comitê do partido. O relatório será enviado a Gilmar, que é relator do caso. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

richa_campagnolo.jpgDepois de apanhar mais que cachorro sem dono, o governador Beto Richa (PSDB) determinou que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa do Paraná, retirasse da pauta a mensagem que reajusta o ICMS e IPVA.

Entretanto, os deputados da CCJ não tiveram dó dos velhinhos. A Comissão aprovou nesta tarde, por 8 votos a 4, a mensagem do governador do PSDB que cobra 11% dos aposentados e pensionistas do estado que recebem acima do teto do INSS de R$ 4.390,24.

Criticado pelas entidades do setor produtivo, o tucano alegou que fará algumas modificações no texto do “pacotaço da maldade”. Com isso, a tungada contra o bolso dos paranaenses foi adiada por 24 horas.

Richa deverá reenviar a mensagem governamental para ser votada pela CCJ na sessão desta terça-feira (9).

Resumo da ópera: a maldade continua.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

dirceu_papuda.jpgA jornalista Mônica Bergamo, colunista da Folha, nesta segunda-feira (8), revela que o ex-ministro José Dirceu está escrevendo sobre a prisão já tem nome: “Tempos de Papuda”.

Em 2011 ele lançou “Tempos de Planície”, para falar sobre o que viveu depois que deixou o Palácio do Planalto, onde despachou como ministro de 2003 a 2005.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

campagnolo_richa.jpgO presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, classificou nesta segunda-feira (8) como uma irresponsabilidade o pacote de reajustes tributários proposto pelo governador Beto Richa (PSDB). O mais nefasto é aumento de 28% para 29% da alíquota do Imposto sobre a Circulação e Mercadorias e Serviços (ICMS).

O empresário prevê que o aumento de impostos fará com que consumidores paranaenses comprem de estados vizinhos pela internet. Ou seja, o “pacotaço” vai beneficiar somente o comércio e a indústria de São Paulo, por exemplo.

A médio prazo, a tendência que as medidas do governador do PSDB resulte em desemprego, inflação e perda de competitividade. “Quem vai pagar a conta é o consumidor. Chega a ser uma irresponsabilidade do governador [Beto Richa]”, criticou o presidente da Fiep.

Na semana passada, o senador Roberto Requião (PMDB) havia dito que o “pacotaço” seria coisa de “imbecil” e “ignorante”. “Um governante imbecil, num momento de crise, com arrocho fiscal, paralisa um estado”, criticou o parlamentar.

Na prática, Richa já quebrou o Paraná (setor público) e agora com o “pacotaço” planeja quebrar o comércio e a indústria paranaenses (setor privado).

O “pacotaço” do governo também prevê aumento no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em 40% e reajustes nas taxas judiciárias.

Campagnolo adiantou que no dia de hoje, a Fiep e outras entidades que compõem o G7 farão pressão total na Assembleia Legislativa do Paraná e no próprio Richa para que desista do “pacotaço”.

Além da Fiep, compõem o G7 as federações da Agricultura (Faep), do Comércio (Fecomercio), dos Transportes (Fetranspar) e das Associações Comerciais (Faciap), além da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar) e da Associação Comercial do Paraná (ACP).

Não são apenas os empresários que querem o “couro” de Richa. Os aposentados também prometem partir para cima do governador tucano que quer cobrar 11% sobre ganhos acima do teto do INSS de R$ 4.390,24. Entidades sindicais acusam Richa de pretender fazer superávit de caixa com o desconto dos aposentados e dos funcionários da ativa.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

beto_casas.jpgAté as capivaras do tradicional Parque Barigui, em Curitiba, sabe da situação falimentar do governo Beto Richa (PSDB). Segundo os senadores Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT), a incompetência gerencial mais o inchaço da máquina pública com comissionados faz com que falte até dinheiro para o papel higiênico nas repartições e para o cafezinho.

Mesmo em crise, o tucano segue inaugurando obras. Detalhe: as obras são todas do governo Dilma Rousseff (PT). É o caso das habitações do programa federal Minha Casa Minha Vida.

Richa não fica nem vermelho ao escrever em seu perfil no Facebook que é o “dono” de 235 novas casas construídas e entregues na semana passada nos municípios de Barbosa Ferraz, Roncador, Nova Londrina, Ivaté e Icaraíma.

“Já são mais de 97 mil famílias que realizaram o sonho da casa própria em todo o Paraná”, registrou o governador do PSDB.

Como sempre, o PT e a própria Caixa Econômica Federal (CEF), que financia as habitações, não conseguem eficiência na comunicação com os paranaenses. Até os petistas acabam acreditando na propaganda de Beto Richa.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

do Brasil 247
dilma_gilmarO País entra numa semana decisiva. Nos próximos dias, o ministro Gilmar Mendes, do Superior Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral, apresentará seu relatório sobre as contas de campanha da presidente Dilma Rousseff. Segundo informa Paulo Moreira Leite, diretor do 247 em Brasília, não haverá surpresa alguma: ele votará pela rejeição das contas, embora o Ministério Público Eleitoral tenha finalizado, neste fim de semana, relatório que sugere sua aprovação (leia aqui).

“Embora um dito popular afirme que ninguém sabe o que pode sair de bumbum de nenê, de barriga de mulher grávida e de cabeça de juiz, a maioria dos observadores acredita que Gilmar não irá surpreender ninguém e deve apresentar um voto pela rejeição das contas de Dilma. A dúvida, pelo que o 247 apurou, junto a profissionais de Direito envolvidos no caso, é saber a reação dos demais ministros”, informa PML. “Na pura matemática política do tribunal, pode-se prever uma divisão assim: 3 votos a favor de Gilmar, 3 votos contrários — cabendo ao ministro Luiz Fux a posição de desempate. Mas Gilmar também pode ficar isolado, arrebanhando votos em número menor.” (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

aluguel_carro_marcelo.jpgMarcelo Araújo*

Em virtude da reportagem publicada pela Gazeta do Povo na seção “Vida Pública” no dia 20 de julho de 2011, com o título “Oposição questiona aditivos em contrato de aluguel de carros”, quanto à locação de veículos tenho a informar que a matéria tratou de forma superficial a atividade de locação de veículos, levando os leitores a terem uma imagem equivocada sobre essa forte atividade comercial que, de acordo com o censo da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis, de dezembro de 2009, emprega direta e indiretamente mais de 240 mil pessoas e recolhe com impostos diretos (IPI, ICMS, PIS e COFINS) cerca de R$ 1,45 bilhão de reais/ano.

A locação de veículos por empresas privadas e órgãos públicos é largamente adotada em todo o Brasil. Não é só a prefeitura de Curitiba que aluga carros, mas dezenas de prefeituras e órgãos públicos de Estados como Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás e Bahia, só para citar os maiores, que têm optado pela locação de veículos como solução para seus problemas de transporte.

Grandes empresas privadas como Ambev, Vale, ALL, Coca-Cola, e outras também optam pela locação como solução há mais de trinta anos. Obviamente que essas empresas já fizeram suas contas e viram que locação de veículos é a opção mais viável tanto operacional quanto economicamente. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
benett_02_081214

Charge de Benett para a Gazeta do Povo

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

capa_20141208Jornais do Paraná

Gazeta do Povo: Campeão de receitas, Paraná recebe amanhã aval para aumentar impostos

Bem Paraná: Valeu Alex

Jornal Metro: Coração Alviverde

Jornal de Londrina: Desfalcada no custeio, folha da UEL ultrapassa R$ 500 milhões no ano

Folha de Londrina:’Clandestinos’ fazem segurança na maioria das casas de shows

O Diário (Maringá): Assembleia vota pacote de aumentos do ICMS

Jornal Hoje: Rapaz é executado na rua dois dias após sair da cadeia

Jornais de outros estados

Globo: Só metade dos jovens conclui o ensino médio até os 19 anos

Folha: Prefeitura de SP aprovará aluno com notas baixas

Estadão: Hadad cumpre só 16 promessas em dois anos

Correio Braziliense: Metade dos jovens empaca e não sai da educação básica

Valor: Escassez de água se torna fator de risco para crédito

Estado de Minas: valor da mensalidade escolar dispara em 2015

Zero Hora: MPF deve denunciar 11 executivos da Lava-Jato

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

aecio_aloysio_lobao.jpgO senador Aécio Neves (PSDB-MG) está se mostrando líder de uma oposição “para inglês ver” ou um “cachorro que não morde”.

Ontem veio à tona que o ex-presidenciável tucano amarelou ao não comparecer à manifestação da Avenida Paulista, em São Paulo, que ele mesmo havia convocado pelas redes sociais contra Dilma Rousseff (PT).

Pois bem, neste domingo (7) veio a informação mais surpreendente — ou seria decepcionante? – para, nas palavras de Lobão, os “otários” golpistas que foram às ruas pedindo impeachment da presidenta.

Tigrões na tribuna, os senadores tucanos Aécio Neves e Aloysio Nunes não registraram seus votos contrários ao projeto de flexibilização da meta fiscal. Na prática, ajudaram o PT ao afrouxar o sutiã. Pelas informações do site Brasil 247, os dois parlamentares agiram como se fossem tchutchuquinhas.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Copyright © 2009 Blog do Esmael. Todos os direitos reservados.
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});