richa_uel_cortes.jpgEnquanto o governador Beto Richa (PSDB) curte férias prolongadas no Caribe, a tradicional Universidade Estadual de Londrina (UEL) corre o risco de ser fechada por falta de repasses de recursos orçamentários. De R$ 26,6 milhões previstos para o ano de 2014, até agora, somente 11,8 milhões foram liberados à instituição. Isto representa apenas 45% do valor autorizado na lei orçamentária.

A UEL tem mais de 40 anos de existência e a comunidade universitária é formada por cerca de 30 mil pessoas (professores, estudantes e funcionários). A universidade oferece 70 cursos de graduação.

O Blog do Esmael teve acesso a uma carta da administração da UEL em que relata à comunidade universitária a impossibilidade de honrar compromissos básicos, tais como pagamento das contas de água, luz e telefone. Sem esses serviços essenciais, a universidade poderá ter um fim melancólico e fechar as portas.

No documento assinado pelo Conselho de Administração da UEL, é apontada uma resolução do governo Beto Richa, de 17 de outubro deste ano, que obriga a instituição a cortar 30% das despesas do orçamento. Mas o diabo é que o tesouro estadual tem liberado bem menos do que foi combinado.

A UEL vem sofrendo com o descaso do governo tucano desde a sua reeleição em outubro. No começo deste mês, por exemplo, o Blog do Esmael registrou novo calote na universidade de Londrina que a obrigou a suspender o PDE (Programa de Desenvolvimento Educacional), destinado à formação de professores (clique aqui). A sacanagem (cortes no orçamento) também atinge outras universidades como Unioeste e Unicentro.

Você acha que está uma desgraça geral, caro leitor? O próprio governador Beto Richa responde: “O melhor está por vir…”.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

barao_pasadena_mac.jpgRicardo Mac Donald*

Parece estranho no episódio da Petrobras que a questão da compra da refinaria de Pasadena esteja passando ao largo de questionamentos legais.

Se Estados Unidos, Holanda e Suíça estão dando atenção e tomando providências quanto às irregularidades, por que não acionar também a Bélgica?

Já temos material suficiente no Judiciário e na Polícia Federal demonstrando que a venda foi feita mediante pagamento de suborno, hiperfaturamento e fraude documental.

Ora! É comezinho no Direito Administrativo que o ato praticado com vício pelo administrador público é nulo. Cabe, portanto, ação de anulação da compra de Pasadena, com ressarcimento de danos e responsabilização civil e criminal dos envolvidos, aqui e na Bélgica.

Não me parece que a Bélgica, país de larga tradição democrática, deixaria de agir nesse caso, apenas por respeito ao seu maior bilionário, o Barão Albert Frére, que possui uma fortuna de 5 bilhões de dólares, é amante de vinhos (dono do francês Chateau Cheval Blanc), e que comprou Pasadena, em 2005, por módicos 42,5 milhões de dólares.

Esse Barão já operou o milagre de vender uma cadeia dos sanduíches belgas Quick, criada por ele em 1971, para o governo francês, durante o mandato do Presidente Nicolas Sarkozi, e responde processo por isso.

Hoje o prejuízo para nós brasileiros é de 820 milhões de dólares, pagos a mais pela velha refinaria. Mas esse prejuízo, como disse, pode e deve ser recuperado.

Repito: como acontece com os EUA, Holanda e Suíça, a Bélgica não se furtará a agir. O que preocupa é o silêncio e a inércia das autoridades brasileiras.

*Ricardo Mac Donald Ghisi é advogado, secretário Municipal de Governo de Curitiba. Escreve às sextas no Blog do Esmael.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
thomate

Charge do Thomate para A Cidade (Rio Preto)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

A1-21-11-2014Jornais do Paraná

Gazeta do Povo: Governo terá de aumentar impostos para fechar contas

Bem Paraná: Que droga!

Jornal Metro: Redução acaba e IPI de carro aumenta em 2015

Jornal de Londrina: Apagão na UEL

Folha de Londrina: Jovens contrariam queda da mortalidade no trânsito

Diário dos Campos: Inadimplência cresce 7% no comércio de Ponta Grossa

Jornal da Manhã: PG terá mais R$ 15 mi em investimento da Compagas

Tribuna do Interior: Limpeza no rio

O Paraná: Empresas paranaenses esperam crise e aumento do desemprego

Gazeta do Paraná: Presos no “Lava Jato” querem Moro fora

Jornal Hoje: Apagões constantes põem em risco a pecuária leiteira

Gazeta do Iguaçu: Gleisi debate em Foz free shop e plano de manejo do parque

Diário do Noroeste: Chuva volta a provocar transtornos em Paranavaí

Tribuna de Cianorte: Ações trabalhistas em Cianorte cresceram mais de 15% neste ano

Umuarama Ilustrado: Ações trabalhistas em Cianorte cresceram mais de 15% neste ano

Tribuna do Norte: Dois assassinatos em menos de 3 horas

Jornais de outros estados

Globo: Bloqueio em contas equivale a 7% do estimado pela PF

Folha: Banqueiro recusa convite de Dilma para ministério

Estadão: Investigados na Lava Jaro têm R$ 47 milhões bloqueados

Correio Braziliense: As canções que Brasília quer ouvir

Valor: Economia fraca e dólar forte derrubam lucros

Estado de Minas: BC bloqueia R$ 45 mi de 16 investigados

Zero Hora: R$ 47 mi bloqueados em contas de suspeitos

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

richa_aecio_alvaro.jpgO ex-presidenciável Aécio Neves (PSDB) tomou chá de sumiço esta semana. O tucano não apareceu para trabalhar no Senado mesmo com a ebulição política em Brasília.

Segundo os repórteres Ricardo Brito e Isadora Peron, do Estadão, Aécio prometera “oposição incansável” após a derrota no segundo turno, mas desapareceu do Senado. De 11 sessões, compareceu apenas em cinco.

A assessoria informou que o senador mineiro tirou a semana para descansar.

Coincidência ou não, o senador Álvaro Dias e o governador Beto Richa, ambos paranaenses, também estão descansando enquanto os demais parlamentares e governadores reeleitos estão na labuta.

Nesta quinta-feira (20), o PT divulgou informação de que empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, contribuíram para campanhas de candidatos tucanos. PSDB, DEM e PSB teriam recebido R$ 160 milhões em doações (clique aqui).

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

da Agência Senado

cpmi_petrobras.jpgA CPI Mista da Petrobras foi prorrogada até o dia 22 dezembro. O requerimento da prorrogação foi lido no Plenário do Senado na tarde desta quinta-feira (20) pelo senador Jorge Viana (PT-AC), que presidia a sessão. Com a leitura, a prorrogação é automática.

O número total de assinaturas ainda está sendo confirmado, mas Viana informou que o número mínimo havia sido cumprido. Para que o requerimento de prorrogação tivesse validade, era preciso que pelo menos um terço dos deputados (171) e dos senadores (27) manifestasse apoio à iniciativa.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

requiao_senado.jpgO senador Roberto Requião (PMDB-PR) comunicou ao plenário do Senado, nesta quinta-feira, 20, que fez requerimento à mesa da Casa para que coloque o mais rápido possível em votação projeto de lei que proíbe definitivamente o financiamento empresarial às campanhas eleitorais.

De acordo com levantamento do PT nacional, PSDB, DEM e PSB receberam R$ 160 milhões de empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato da Polícia Federal (clique aqui). As doações contribuíram para eleger candidatos tucanos como os governadores Geraldo Alckmin (SP) e Beto Richa (PR) e os senadores José Serra (SP), Álvaro Dias (PR), Antônio Anastasia (MG).

Requião lembrou à mesa do Senado que o projeto foi incluído na ordem do dia em 14 de maio e nunca votado.

Citando o Regimento Interno da Casa, o peemedebista alertou que nenhum projetivo poderá ficar sobre a mesa mais de um mês, sem figurar na ordem do dia, a não ser por decisão do plenário.

Assista ao vídeo:

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

psdb_lava_jato.jpgO diretório nacional do PT fez as contas: PSDB, DEM e PSB receberam, juntos, R$ 160,7 milhões de empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato. O Partido dos Trabalhadores afirma ainda que o valor não inclui doações efetuadas para o segundo turno, cujo prazo de prestação de contas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se encerra na próxima semana.

As doações contribuíram para eleger candidatos tucanos como os governadores Geraldo Alckmin (SP) e Beto Richa (PR) e os senadores José Serra (SP), Álvaro Dias (PR), Antônio Anastasia (MG).

Segundo os petistas, o “clube” formado pelas empreiteiras acusadas de integrar o esquema de corrupção denunciado à Justiça pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, no âmbito da operação Lava Jato da Polícia Federal, repassou R$ 160,7 milhões aos principais partidos de oposição ao governo federal no Congresso Nacional. Do total, R$ 129,34 milhões foram destinados ao PSDB, R$ 15,85 milhões ao DEM e R$ 15,57 milhões, ao PSB. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

fruet_richa_pt.jpgA direção municipal do PT de Curitiba está apreensiva com os próximos passos do prefeito Gustavo Fruet, do PDT. Ontem à noite, no sótão do partido, os dirigentes resolveram tomar medidas para assegurar cargos na administração.

O resultado da reunião foi expresso no primeiro item de uma resolução aprovada depois de 4 horas de intensos debates: “O PT continuará defendendo e apoiando as realizações positivas apresentadas pela administração municipal”.

Embora tenham reafirmado amor eterno, os petistas ainda não foram correspondidos por Fruet. O prefeito não sabe se vai ou se fica e por consequência os petistas não também não sabem se casam ou compram uma bicicleta.

Uma das formas de sacramentar o casório político seria o prefeito declarando apoio à candidatura do vereador Pedro Paulo à presidência da Câmara e sinalizando a continuidade do PT na vice, hoje ocupada pela secretária do Trabalho Mirian Gonçalves.

As dúvidas dos petistas têm razão de ser, pois o aliado pedetista anda costeando o alambrado do governador Beto Richa (PSDB), considerado “inimigo número 1” do PT no documento aprovado ontem: “O PT continuará sendo oposição ao governo estadual reeleito, fiscalizando e cobrando os compromissos de campanha principalmente aqueles que têm reflexo direto na vida da população de Curitiba”.

Leia a íntegra da resolução petista: (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

da Agência Brasil
dilma_conae.jpgA presidenta Dilma Rousseff disse hoje (20) que o governo não faz qualquer tipo de pressão para inibir investigações sobre casos de corrupção no país. Sem citar casos específicos, Dilma disse que a Polícia Federal e o Ministério Público estão investigando corruptos e corruptores e que o combate à corrupção nunca foi tão firme e severo como em seu governo.

“A Polícia Federal, o Ministério Público e instituições do estado brasileiro estão investigando corruptos e corruptores e não há qualquer tipo de pressão do governo para inibir as investigações. Não tenho, nunca tive e nunca terei tolerância com corruptos e corruptores. Queremos a investigação em toda sua integralidade. O Brasil sairá muito mais forte desse processo, mais forte ainda por respeitar as regras do Estado de Direito em que vivemos”, disse ao discursar na 2 ª Conferência Nacional de Educação (Conae). (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

dilma_fazenda_pf.jpgPara um bom entendedor meia palavra basta, diz ditado popular.

Desde o início desta semana, a velha mídia brasileira faz chantagem aberta contra a presidenta Dilma Rousseff. Os donos de jornalões, emissoras de rádio e televisão, portais na internet, perderam a vergonha na cara ao propor uma trégua tácita à petista condicionada ao anúncio do novo ministro da Fazenda.

O “mercado” – leia-se, banqueiros – utiliza a mídia como porta-voz de sua ansiedade, que não é a mesma do povo e do governo. O novo mandato de Dilma só começa 1º de janeiro de 2015, portanto, existe tempo de sobra para a escolha do titular da economia.

Há os preferidos do mercado e da mídia: Luiz Trabuco (Bradesco) e Henrique Meirelles (ex- Bank Boston e ex-BC).

Na tarde desta quinta-feira (20), por exemplo, teve até desmentido da presidenta Dilma sobre suposta definição para a Fazenda: “Não divulguei nada. Vocês dão fora atrás de fora”.

Os barões da mídia e os “homens de mercado”, como definiu o ex-ministro Delfim Neto, chantageiam a presidenta com os holofotes da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, que enjaulou empreiteiros antes intocáveis pelo status quo.

Dilma deveria ser homenageada, pois ela não permitiu que se jogasse a sujeira debaixo do tapete. Sua gestão republicana – “doa a quem doer” — é que possibilitou essas prisões. Nunca é demais lembrar que graças à Lei Anticorrupção sancionada por ela, no ano passado, o dinheiro desviado poderá voltar aos cofres públicos.

A estratégia do mercado e da mídia é transformar Dilma numa espécie de “Rainha da Inglaterra” – governa, mas não manda – retirando-lhe o poder da condução econômica do país.

Se a presidenta abrir mão de indicar o ministro da Fazenda e o presidente do Banco Central, na prática, abriria mão de governar pelos próximos 4 anos.

A chantagem do mercado e da mídia tem encontrado pouco eco nas ruas, mas quando podem incentivam protestos aqui e ali.

O objetivo não é mais derrubar Dilma, mas enfraquecê-la para aceitar a imposição de nomes para conduzir a economia.

As pessoas de boa-fé que se manifestam nos asfaltos das cidades pedindo impeachment, intervenção militar, recontagem de votos, novas eleições, etc., e até mesmo aqueles que se movimentam pelo ódio ao PT, nada mais são do que massas de manobra dos espertalhões que se identificam como “mídia” e “mercado”.

Traduzindo: eles querem tomar o talão de cheques assinados, que está nas mãos de Dilma, mas que pertencem ao povo brasileiro. Esse é o verdadeiro motivo de tanta histeria na mídia. Nada mais.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

fhc_francis.jpgO jornalista Paulo Francis avisou em 1996: “Petrobras, com FHC, tem uma quadrilha na diretoria, vagabundos com dinheiro na Suíça”.

Um ano depois, em 1997, Francis morreu do coração. Ele levou para o túmulo sua indignação pelo processo que a diretoria da estatal lhe moveu pedindo US$ 100 milhões de dólares de indenização.

Portanto, tem razão o colunista do Blog do Esmael, o deputado estadual eleito Requião Filho (PMDB), ao afirmar que a “corrupção na Petrobras é do tempo que se amarrava cachorro com linguiça” (clique aqui).

Confira o vídeo do Manhattan Connection:

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

do Brasil 247
fhc_petrobrasA origem do escândalo de corrupção que atinge a Petrobras pode ser a lei 9478/97, idealizada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e por seu ex-genro David Zylberstajn, que presidiu a Agência Nacional do Petróleo.

Conhecida como “Lei do Petróleo”, a 9478/97 abriu o mercado brasileiro a firmas internacionais e, em compensação, permitiu que a Petrobras adotasse regras mais flexíveis para contratar bens e serviços.

A partir daquele ano, a empresa foi dispensa da Lei de Licitações, a duríssima 8.666, e ganhou poderes para contratar de forma simplificada – em muitos casos, até por meio de carta-convite. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

via Agência Brasil

mtb.jpg

Morreu no início da manhã de hoje (20), aos 79 anos, o advogado e ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos. Eles estava internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para tratamento de descompensação de fibrose pulmonar, de acordo com boletim médico do hospital do dia 18. Ele foi ministro durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, entre os anos 2003 e 2007.

Entre ações dele quando esteve à frente da pasta, destacam-se a aprovação do Estatuto do Desarmamento, em 2003; e a aprovação da Emenda Constitucional n° 45, conhecida como a Reforma do Poder Judiciário, em 2004. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Mesael Caetano dos Santos, o ‘Advogado dos Pobres’, presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB Paraná, negro, nordestino e pobre, luta pelo reconhecimento do feriado de Zumbi dos Palmares em Curitiba.

Mesael Caetano dos Santos, o ‘Advogado dos Pobres’, presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB Paraná, negro, nordestino e pobre, luta pelo reconhecimento do feriado de Zumbi dos Palmares em Curitiba.

Quando se fala que a capital paranaense é conservadora não é apenas retórica. É fato. Vide o exemplo do feriado da Consciência Negra, nesta quinta-feira, 20 de novembro, defenestrado no ano passado pelo Tribunal de Justiça do Paraná e confirmado pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal.

As entidades Associação Comercial do Paraná (ACP) e do Sinduscon, símbolos do capitalismo e da supremacia branca, argumentam que a data comemorativa dos negros traria prejuízo de R$ 200 milhões ao comércio da capital paranaense.

Estima-se que a população afrodescendente curitibana é de 23,4%. Quase um quarto.

As cidades do Rio de Janeiro e São Paulo entenderam ser importante homenagear o guerreiro e líder dos escravos Zumbi dos Palmares, morto a 20 de novembro de 1695, portanto há 319 anos.

A lei sancionada em 11 de janeiro de 2013, pela Câmara de Curitiba, estabelecendo o feriado da Consciência Negra, é uma espécie de “expiação” dos pecados cometidos pelo legislativo municipal que, segundo a História, a partir de 1746, recebeu autorização real para marcar escravos fugitivos.

O que esperar de uma sociedade mesmo depois de 126 da abolição da escravatura que trata os trabalhadores domésticos como se ainda fossem escravos, sem direitos e vantagens consagrados pelas leis laborais?

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

requiao_petrobras_cachorro.jpgRequião Filho*

A corrupção na PETROBRAS pode não ser coisa nova. A corrupção no Brasil não foi inventada pelo PT nem pelos atuais corruptos e corruptores. É do tempo que se amarrava cachorro com linguiça.

A revista Carta Capital traz matéria com o seguinte título:

“Esquema na Petrobras existe ‘há pelo menos 15 anos’, diz MPF
Em parecer que pede o bloqueio dos bens das empreiteiras, o Ministério Público Federal afirma que a estatal é alvo de corrupção há mais de uma década, por Fabio Serapião — publicado 18/11/2014”.

A matéria diz “Na página 97, afirmam os procuradores: ‘Muito embora não seja possível dimensionar o valor total do dano é possível afirmar que o esquema criminoso atuava há pelo menos 15 anos na Petrobras |… |’”.

Me parece que 15 anos é pouco. A corrupção no Brasil é notória desde o descobrimento. O lapso temporal parece querer atingir um pouco mais que o governo do PT e envolver outro governo coberto de escândalos esquecidos pela imprensa e apagados de uma memória coletiva muito frágil de nós Brasileiros.

A corrupção em um passado mais remoto, na ditadura, remonta a empreiteiros e alto escalão do círculo militar. Em artigo publicado em março deste ano no Blog do Altamiro Borges, de autoria de Marcelo Semer –Blog Sem Juízo –, o autor já colocava a PETROBRAS e empreiteiros mancomunados com a corrupção.

“Reportagem recente do jornal O Globo -insuspeito no assunto, porque foi um dos mais persistentes no apoio aos militares- aponta que a Comissão Geral de Investigação criada pela ditadura arquivou inúmeras denúncias contra amigos do regime ao mesmo tempo em que se detinha em vasculhar a vida de seus opositores.|…|

A promiscuidade entre empresários e membros do regime militar é, aliás, um dos pontos que tem chamado a atenção da Comissão Nacional da Verdade recentemente. Já foram levantados vários apontamentos de visitas de representantes de entidades de industriais a locais de repressão.

Alguns aderiram à promiscuidade como forma de não serem alijados de licitações ou grandes contratos; outros justamente para poder se aproveitar das oportunidades que se abriam com essas ligações escusas – o documentário avoluma dados sobre as conexões entre o grupo do executivo e a Petrobrás.”

Vejam que os players são os mesmos, mudaram os nomes das figuras políticas (algumas apenas, outras sobrevivem até hoje), mudaram alguns dos funcionários públicos, quem sabe mudaram as sedes e as siglas de algumas empreiteiras. Mas o jogo é o mesmo, criam dificuldades para vender facilidade. Compram e agraciam funcionários e políticos para obter vantagens. Nas mais diversas tentativas de punir a corrupção, historicamente esquecemos os corruptores ou deixamos de lado os figurões poderosos. Fizemos isto na ditadura, fizemos nos escândalos do Banestado, no escândalo do Metrô de São Paulo…

O doleiro Youssef já foi preso mais de uma vez e saiu-se bem com a tal delação premiada 2 vezes. Esta é a terceira delação premiada do corrupto. A quantas delações tem direito o sujeito?

Não quero aqui desculpar o atual absurdo e arranjar desculpas aos corruptos que merecem cadeia e a devolução de todo o dinheiro que receberam como propina. O fato ao qual quero chamar a atenção é que temos que punir e punir severamente o corruptor. Chega de inventar desculpas para os empreiteiros que aceitam o achaque ou que oferecem as benesses.

O Brasil não vai parar se punirmos exemplarmente todos os envolvidos na corrupção. Temos que punir todos os casos de corrupção, temos que investigar todas as denúncias ao fim e ao cabo. Temos que fazer o Brasil andar, andar para frente e mostrar que temos maturidade cívica para punirmos corruptores e corruptos, e, assim, crescer como país, como nação.

*Requião Filho é advogado, deputado estadual eleito pelo PMDB, especialista em políticas públicas. Escreve às quintas no Blog do Esmael.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Charge de Nani para A Charge Online

Charge de Nani para A Charge Online

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

20141120_MetroCuritiba_capaJornais do Paraná

Gazeta do Povo: Empresas da Lava Jato doaram R$ 3,8 milhões para eleitos no Paraná

Bem Paraná: CIC é campeã em mortes no trânsito

Jornal Metro: PF nega que atual diretor tenha sido incriminado

Jornal de Londrina: O racismo mata

Folha de Londrina: Se não fizer acerto, não ganha obra pública, afirma advogado

O Diário (Maringá): Diesel lidera aumento de combustíveis em Maringá

Diário dos Campos: Rangel quer alterar data de pagamento de servidores

Jornal da Manhã: Combustível em PG sobe duas vezes mais que média estadual

Tribuna do Interior: Sem perdão

O Paraná: Interior supera a Capital do Estado em mortes no trânsito

Gazeta do Paraná: Promessa é que medidas vão aquecer ‘Fim de Ano’

Jornal Hoje: Prefeito quer cheque em branco de R$ 262 milhões

Gazeta do Iguaçu: Convenção da Faciap começa com mais 1.100 inscritos

Diário do Noroeste: Não se faz obra pública no Brasil sem acerto, diz advogado de lobista

Tribuna de Cianorte: Abastecimento de água em Cianorte é ampliado

Umuarama Ilustrado: Acidente mata motorista, cavalos de raça e fecha a rodovia PR-323

Tribuna do Norte: Homicídios culposos no trânsito aumentam 77% em Apucarana

Jornais de outros estados

Globo: Justiça encontra contas de empreiteiros zeradas

Folha: Empresa de lobista obteve contratos de R$ 71 milhões

Correio Braziliense: Hey, Paul

Valor: Dilma convida Trabuco para assumir pasta da Fazenda

Estado de Minas: Empresas receberam R$ 13 bi em três anos

Zero Hora: Petrobrás afasta cinco executivos

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Pt_alturas.jpgLiteralmente, o PT de Curitiba subiu no telhado.

O diretório municipal da capital realiza reunião esta noite no sótão da sede do partido.

Os petistas lambem as feridas do pós-2014 e debatem o pré-2016.

No meio disso, a primeira tarefa colocada é eleger o vereador Pedro Paulo como presidente da Câmara Municipal no próximo dia 16 de dezembro, o que consolidaria a aliança com o prefeito Gustavo Fruet (PDT).

O petismo também vai abrir discussão sobre o projeto autônomo em fevereiro do ano que vem, ou seja, a possibilidade de disputar a Prefeitura de Curitiba.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

requiao_dilma_delfim.jpgO senador Roberto Requião (PMDB-PR) disse nesta quarta-feira (19) que um banqueiro — ou homem de mercado — no Ministério da Fazenda “é a mesma coisa que colocar um cabrito cuidando da horta”.

O peemedebista distribuiu hoje um boletim radiofônico repercutindo um artigo do ex-ministro da pasta, Delfim Neto, no qual critica a arrogância do capitalismo financeiro que levou o mundo a crises nas décadas de 20 e 80 (clique aqui).

O nome de Requião circulou ontem em Brasília como um dos possíveis nomes para a Fazenda, caso a presidenta Dilma Rousseff resolvesse dar uma guinada na política econômica, mas o parlamentar paranaense descarta a possibilidade de dividir a condução da economia com Henrique Meirelles, cotado para o Banco Central (clique aqui).

Tanto Delfin no artigo quanto Requião no áudio (ouça abaixo) pediram para que Dilma faça sua escolha sem a pressa (ou pressão) do “mercado”.

“Tome seu tempo, senhora presidenta. Escolha livremente, com cuidado e segurança, na administração pública, na academia ou mesmo no mercado, o substituto do ilustre ministro Guido Mantega, que pagou um alto preço por sua fidelidade ao partido e ao seu governo”, escreveu o ex-ministro.

Ouça o áudio de Requião:

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Copyright © 2009 Blog do Esmael. Todos os direitos reservados.
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});