Nas redes sociais, corre solto o humor ácido dos internautas que não perdoam os políticos; fotomontagem que substitui rosto de Cida Borghetti pelo marido Ricardo Barros virou “meme”; no mundo virtual, o vice de fato de Beto Richa chama-se "Cido”.

Nas redes sociais, corre solto o humor ácido dos internautas que não perdoam os políticos; fotomontagem que substitui rosto de Cida Borghetti pelo marido Ricardo Barros virou “meme”; no mundo virtual, o vice de fato de Beto Richa chama-se “Cido”.

Virou “meme”, designação para fenômeno na internet, uma fotomontagem em que o rosto da vice na chapa do governador Beto Richa (PSDB), a deputada Cida Borghetti (PROS), é substituído pelo do marido Ricardo Barros (PP).

O internauta não perdoa mesmo os políticos, pois ele quis dizer com bom humor que o vice de fato do tucano será Barros.

Nas redes sociais, diz-se que “o vice de Richa se chama ‘Cido’” não ‘Cida’ Borghetti.

Haja criatividade.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

do Brasil 247

Em entrevista à emissora de TV árabe Al Jazeera, presidente Dilma Rousseff diz que deveria ser reeleita presidente em outubro por fazer parte de um projeto que promoveu uma revolução social no País; "Eu acredito que o povo brasileiro deve me dar oportunidade de um novo período de governo pelo fato de que nós fazemos parte de um projeto que transformou o Brasil", disse Dilma, citando números positivos sobre o País; segundo ela, um indicativo da evolução social foi a realização, com sucesso, da Copa do Mundo; presidente aproveitou para cutucar o ex-jogador Ronaldo: "Você sabe que tinha gente que dizia que estava envergonhado do país porque não teria condição de receber [o evento]".

Em entrevista à emissora de TV árabe Al Jazeera, presidente Dilma Rousseff diz que deveria ser reeleita presidente em outubro por fazer parte de um projeto que promoveu uma revolução social no País; “Eu acredito que o povo brasileiro deve me dar oportunidade de um novo período de governo pelo fato de que nós fazemos parte de um projeto que transformou o Brasil”, disse Dilma, citando números positivos sobre o País; segundo ela, um indicativo da evolução social foi a realização, com sucesso, da Copa do Mundo; presidente aproveitou para cutucar o ex-jogador Ronaldo: “Você sabe que tinha gente que dizia que estava envergonhado do país porque não teria condição de receber [o evento]“.

A presidente Dilma Rousseff pediu um “novo mandato” ao povo brasileiro em entrevista à TV árabe Al Jazeera, transmitida no final da manhã desta segunda-feira 14. Questionada sobre os motivos para que a população lhe desse mais quatro anos de governo nas eleições de outubro, Dilma respondeu: “Acredito que o povo brasileiro deve me dar uma oportunidade de um novo período de governo pelo fato de que nós fazemos parte de um projeto que transformou o Brasil”.

A presidente citou conquistas sociais durante o governo do PT. “O Brasil tinha 54% de sua população entre pobres e miseráveis em 2002. Hoje 75% da população brasileira vive na classe C para cima. É três em cada quatro brasileiros. Nós transformamos a vida dessas pessoas. O Brasil mudou de perfil e foi feito isso com a democracia vigente, com todos os direitos de expressão, manifestação e divergência”, afirmou. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Na fotografia, os três principais candidatos ao governo do Paraná -- Beto Richa (PSDB), Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) – têm cara de “santinhos”, mas na prática... Campanha no Paraná começou com forte judicialização; tucano foi multado em R$ 5 mil por propaganda ilegal e peemedebista teve de retirar dois vídeos do site.

Na fotografia, os três principais candidatos ao governo do Paraná — Beto Richa (PSDB), Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) – têm cara de “santinhos”, mas na prática… Campanha no Paraná começou com forte judicialização; tucano foi multado em R$ 5 mil por propaganda ilegal e peemedebista teve de retirar dois vídeos do site.

Os três principais candidatos ao governo do Paraná — Beto Richa (PSDB), Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) — divulgaram nesta segunda-feira (14) as respectivas fotos oficiais de campanha. Confira.

As coligações acima ainda estão montando times jurídicos e de imprensa, mas os primeiros movimentos revelam tendência de judicialização do processo eleitoral deste ano. Possivelmente, o Paraná terá um repeteco do que foi em 2012 na eleição da capital.

Requião foi obrigado hoje a retirar dois vídeos de seu site que, segundo o PSDB, estaria hospedado no servidor do Senado. O candidato do PMDB contesta: “O site www.robertorequiao.com.br é hospedada em conta particular”, disse ao Blog do Esmael.

O governador Beto Richa e o PSDB também levaram um “pelotaço” da petista Gleisi Hoffmann. Os tucanos foram multados em R$ 5 mil pela Justiça Eleitoral devido à propaganda ilegal na convenção do partido (clique aqui).

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Senador Roberto Requião, nesta segunda (14), anunciou o prefeito pedetista Celso Silva, de Bandeirantes, como coordenador de sua campanha ao Palácio Iguaçu na região Norte Pioneiro; ao mesmo tempo, peemedebista desferiu dois petardos em direção à petista Gleisi Hoffmann em forma de alertas: "Tem mais candidato apoiando o Betinho na coligação da Gleisi que nos 17 partidos adquiridos pelo Richa" e "Gleisi, OH DEUS! O senador Lacoste é mais Beto Richa que a própria Fernanda!".

Senador Roberto Requião, nesta segunda (14), anunciou o prefeito pedetista Celso Silva, de Bandeirantes, como coordenador de sua campanha ao Palácio Iguaçu na região Norte Pioneiro; ao mesmo tempo, peemedebista desferiu dois petardos em direção à petista Gleisi Hoffmann em forma de alertas: “Tem mais candidato apoiando o Betinho na coligação da Gleisi que nos 17 partidos adquiridos pelo Richa” e “Gleisi, OH DEUS! O senador Lacoste é mais Beto Richa que a própria Fernanda!”.

O prefeito Celso Silva (PDT), do município de Bandeirantes, será o coordenador da campanha do senador Roberto Requião na região Norte Pioneiro.

Oficialmente, o PDT compõe a coligação Paraná Olhando Pra Frente, que tem a senadora Gleisi Hoffmann (PDT) como candidata ao governo do estado.

Outros prefeitos pedetistas preferiram apoiar a reeleição do governador Beto Richa (PSDB), tais como Edgar Bueno (Cascavel), Augustinho Zucchi (Pato Branco) e Moacir Silva (Umuarama) e Eduardo Dalmora (Matinhos).

A falta de apoios a Gleisi no PDT, nesta segunda-feira (14), ensejou duas tuitadas ácidas de Requião:

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

do Brasil 247

Mundial de 2014 confirma sucesso e vai injetar R$ 30 bilhões na economia, segundo estimativa da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) para o governo; valor equivale a cerca de 0,6% do Produto Interno Bruto brasileiro; mas para o banco Itaú, presidido por Roberto Setubal, impacto do torneio deve ir além e incrementar o PIB entre 1% e 1,5% - efeito que começou em 2011, com o início das obras, que geraram emprego e renda no país; foram cerca de 1 milhão de postos de trabalho abertos, o equivalente a mais de 15% dos 4,8 milhões de empregos formais criados ao longo do governo Dilma Rousseff; velha mídia perdeu mais essa batalha contra o país.

Mundial de 2014 confirma sucesso e vai injetar R$ 30 bilhões na economia, segundo estimativa da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) para o governo; valor equivale a cerca de 0,6% do Produto Interno Bruto brasileiro; mas para o banco Itaú, presidido por Roberto Setubal, impacto do torneio deve ir além e incrementar o PIB entre 1% e 1,5% – efeito que começou em 2011, com o início das obras, que geraram emprego e renda no país; foram cerca de 1 milhão de postos de trabalho abertos, o equivalente a mais de 15% dos 4,8 milhões de empregos formais criados ao longo do governo Dilma Rousseff; velha mídia perdeu mais essa batalha contra o país.

A Copa do Mundo no Brasil terminou ontem com sucesso nos gramados e fora de campo com uma estimativa de R$ 30 bilhões que devem ser injetados na economia, segundo a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) para o governo. Resultado equivale a cerca de 0,6% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Via DIAP

Dos 30 deputados federais da bancada paranaense, 22 tentarão renovar os mandatos. Dos oito restantes, duas são candidatas a vice-governadora, um é candidato a deputado estadual, e cinco não são candidatos neta eleição. Foram registradas 309 candidaturas para disputar as vagas do Estado.

Dos 30 deputados federais da bancada paranaense, 22 tentarão renovar os mandatos. Dos oito restantes, duas são candidatas a vice-governadora, um é candidato a deputado estadual, e cinco não são candidatos nesta eleição. Foram registradas 309 candidaturas para disputar as vagas do Estado.

Dos 30 deputados federais da bancada, 22 tentarão renovar os mandatos: Alex Canziani (PTB), Alfredo Kaefer (PSDB), André Zacharow (PMDB), Angelo Vanhoni (PT), Assis do Couto (PT), Dilceu Sperafico (PP), Edmar Arruda (PSC), Fernando Francischini (SD), Giacobo (PR), Hermes Parcianello (PMDB), João Arruda (PMDB), Leopoldo Meyer (PSB), Luiz Carlos Hauly (PSDB), Luiz Nishimori (PR), Nelson Meurer (PP), Nelson Padovani (PSC), Osmar Serraglio (PMDB), Reinhold Stephanes (PSD), Rubens Bueno (PPS), Sandro Alex (PPS), Takayama (PSC) e Zeca Dirceu (PT).

As deputadas Cida Borghetti (Pros) e Rosane Ferreira (PV) são candidatas a vice-governadoras; a primeira pela coligação “Todos pelo Paraná” (PSDB / Pros / DEM / PSB / PSD / PTB / PP / PPS / PSC / PR / SD / PSL / PSDC / PMN / PHS / PEN / PTdoB) e a segunda pela coligação “Paraná com Governo” (PMDB / PV / PPL), encabeçada pelo senador Roberto Requião (PMDB), que disputará o governo do estado.

O deputado Ratinho Júnior (PSC) pleiteia uma vaga na Assembleia Legislativa do Paraná. Já os deputados Abelardo Lupion (DEM), Andre Vargas (PT), Dr. Rosinha (PT), Eduardo Sciarra (PSD) e Odílio Balbinotti (PMDB) não são candidatos a nenhum cargo.

(mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

via Folha de Londrina

A tradição familiar fala alto nas eleições aqui no Paraná. Basta pensar que o atual governador e o prefeito da capital são ‘herdeiros políticos’ de seus respectivos pais. No pleito de outubro não será diferente. A reportagem da Folha de Londrina identificou cerca de 30 candidatos que tem no DNA seu principal trunfo para angariar votos.

A tradição familiar fala alto nas eleições aqui no Paraná. Basta pensar que o atual governador e o prefeito da capital são ‘herdeiros políticos’ de seus respectivos pais. No pleito de outubro não será diferente. A reportagem da Folha de Londrina identificou cerca de 30 candidatos que tem no DNA seu principal trunfo para angariar votos.

Richa, Requião, Barros, Borghetti, Belinati, Curi, Lupion… Como já se tornou “tradição”, o eleitor paranaense irá mais uma vez se deparar com sobrenomes conhecidos nas urnas. De acordo com o DivulgaCand2014, sistema fornecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pelo menos 27 “herdeiros políticos”, isto é, integrantes de “clãs” com história no Estado, devem disputar as eleições proporcionais em outubro. Apesar de homologadas, as 309 candidaturas a deputado federal e 757 a deputado estadual ainda precisam da validação do órgão.

Dois dos concorrentes ao governo do Paraná, o senador Roberto Requião (PMDB) e o atual governador, Beto Richa (PSDB), que é filho do ex-governador José Richa, fazem parte do grupo que apoiará parentes na corrida à Assembleia Legislativa (AL). O peemedebista é pai do advogado Maurício Requião Filho (PDMB), enquanto o tucano é primo do vereador de Londrina Gustavo Richa (PHS). Requião, aliás, também deve reforçar a campanha pelo sobrinho, João Arruda (PMDB), que tenta se manter na Câmara dos Deputados. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Governador Beto Richa e PSDB são condenados por propaganda ilegal; Justiça eleitoral fixou multa de R$ 5 mil para o candidato e para o partido por propaganda ilegal antecipada durante convenção no último dia 29 de junho; campanha pelo Palácio Iguaçu, neste ano, tende a se judicializar como na de 2012, quando a coordenação jurídica do então candidato Gustavo Fruet (PDT) se destacou mais que a propaganda e as propostas; cabe ao advogado Luiz Fernando Pereira "travar" a reeleição do governador Beto Richa (PSDB) nos tribunais em nome da candidatura da senadora Gleisi Hoffmann (PT); semana passada, um “pelotaço” da petista tirou de combate o deputado Ademar Traiano, líder e guru do tucanato paranaense.

Governador Beto Richa e PSDB são condenados por propaganda ilegal; Justiça eleitoral fixou multa de R$ 5 mil para o candidato e para o partido por propaganda ilegal antecipada durante convenção no último dia 29 de junho; campanha pelo Palácio Iguaçu, neste ano, tende a se judicializar como na de 2012, quando a coordenação jurídica do então candidato Gustavo Fruet (PDT) se destacou mais que a propaganda e as propostas; cabe ao advogado Luiz Fernando Pereira “travar” a reeleição do governador Beto Richa (PSDB) nos tribunais em nome da candidatura da senadora Gleisi Hoffmann (PT); semana passada, um “pelotaço” da petista tirou de combate o deputado Ademar Traiano, líder e guru do tucanato paranaense.

A campanha pelo Palácio Iguaçu, neste ano, tende a se judicializar como na de 2012, quando a coordenação jurídica do então candidato Gustavo Fruet (PDT) se destacou mais que a propaganda e as propostas. Hoje, tal qual aquela peleja contra Luciano Ducci (PSB), cabe ao advogado Luiz Fernando Pereira “travar” a reeleição do governador Beto Richa (PSDB) nos tribunais em nome da candidatura da senadora Gleisi Hoffmann (PT).

Nesta segunda-feira (14), por exemplo, o candidato à reeleição e seu partido, o PSDB, foram condenados ao pagamento de multa de R$ 5 mil cada, por propaganda antecipada durante a convenção partidária realizada no último dia 29.

De acordo com a legislação eleitoral, a campanha só está autorizada 90 dias antes da eleição – neste ano, a partir do dia 5 de julho.

A decisão da Justiça Eleitoral atende a pedido da coligação Paraná Olhando Pra Frente, que tem a senadora Gleisi Hoffmann como candidata ao governo do Estado.

“Outdoor fixado em frente ao local da convenção (Paraná Clube) exibia o nome e o número do candidato, além de já antecipar a identidade visual da campanha. Já na largada, isso provoca desequilíbrio na disputa”, explica o coordenador jurídico da campanha Gleisi Hoffmann, Luiz Fernando Pereira. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

do Brasil 247

"Não entendo por que um jogador de futebol chora, brasileiros sempre choram. Toca o hino, choram; eliminam o Chile, choram; perdem para a Alemanha, choram. Eles têm que mostrar que são homens e são fortes. Nunca vi nada tão nefasto como a linguagem corporal dessa equipe", criticou Lothar Matthäus, capitão da Alemanha campeã do mundo em 1990.

“Não entendo por que um jogador de futebol chora, brasileiros sempre choram. Toca o hino, choram; eliminam o Chile, choram; perdem para a Alemanha, choram. Eles têm que mostrar que são homens e são fortes. Nunca vi nada tão nefasto como a linguagem corporal dessa equipe”, criticou Lothar Matthäus, capitão da Alemanha campeã do mundo em 1990.

Em entrevista a um jornal francês, Lothar Matthäus, capitão da Alemanha campeã do mundo em 1990, criticou o lado emotivo dos jogadores brasileiros.

“Não entendo por que um jogador de futebol chora, brasileiros sempre choram. Toca o hino, choram; eliminam o Chile, choram; perdem para a Alemanha, choram. Eles têm que mostrar que são homens e são fortes. Nunca vi nada tão nefasto como a linguagem corporal dessa equipe”, disse ao “Le Journal du Dimanche”. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Prefeito Gustavo Fruet assume relação com PT depois, no começo do mês, escondidinho, levar o ex-presidente Lula para prender um “cadeado do amor” na ponte do Parque Barigui e, em seguida, acompanhar visita do barbudo ao túmulo de Maria Bueno no Cemitério Municipal; pedetista coloca seu primeiro time na campanha da petista Gleisi Hoffmann, mas também libera vereadores da base para a reeleição do tucano Beto Richa e parte do secretariado para a tentativa de tetra do peemedebista Roberto Requião.

Prefeito Gustavo Fruet assume relação com PT depois, no começo do mês, escondidinho, levar o ex-presidente Lula para prender um “cadeado do amor” na ponte do Parque Barigui e, em seguida, acompanhar visita do barbudo ao túmulo de Maria Bueno no Cemitério Municipal; pedetista coloca seu primeiro time na campanha da petista Gleisi Hoffmann, mas também libera vereadores da base para a reeleição do tucano Beto Richa e parte do secretariado para a tentativa de tetra do peemedebista Roberto Requião.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), aos poucos, vai colocando seus artilheiros na campanha da senadora Gleisi Hoffmann (PT) na corrida pelo governo do Paraná. O primeiro atacante a ingressar na canoa petista foi o jornalista Abraão Benício, que coordena a imprensa da candidata do PT.

O também jornalista Gladimir Nascimento, secretário Municipal de Comunicação, é esperado para reforçar nos próximos dias o marketing da campanha ao lado do marqueteiro Oliveiros Marques. “Para fechar o repolho”, o secretário Municipal de Governo, Ricardo Mac Donald, deverá assumir a coordenação geral da tropa pró-Gleisi na capital.

Entretanto, a candidatura do senador Roberto Requião (PMDB) ao Palácio Iguaçu tem espaço na Prefeitura de Curitiba, pois o PV, que indicou a deputada Rosane Ferreira como vice do peemedebista, compõe o secretariado de Fruet. Os verdes têm a Regional do Cajuru e a Secretaria do Meio Ambiente, dentre outros postos importantes.

Se Fruet flerta e até ajuda as candidaturas de Requião e Gleisi, por outro lado, “libera geral” a maioria 38 dos vereadores para apoiarem a reeleição do governador Beto Richa (PSDB). É bom frisar que apenas um parlamentar faz oposição à administração municipal.

A mudança de comportamento do prefeito em relação ao PT iniciou no último dia 3 de julho, quando levou “escondidinho” o ex-presidente Lula para prender um “cadeado do amor” na ponte do Parque Barigui e, em seguida, acompanhou visita do barbudo ao túmulo de Maria Bueno no Cemitério São Francisco de Paula.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda-feira, aborda a polêmica sobre autuações de infrações nas faixas exclusivas de ônibus em Curitiba; colunista especialista em trânsito e multa afirma que o prefeito Gustavo Fruet (PDT) terá de decidir entre a indústria da multa e prevaricação; leia o texto e compartilhe.

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda-feira, aborda a polêmica sobre autuações de infrações nas faixas exclusivas de ônibus em Curitiba; colunista especialista em trânsito e multa afirma que o prefeito Gustavo Fruet (PDT) terá de decidir entre a indústria da multa e prevaricação; leia o texto e compartilhe.

Marcelo Araújo*

Na segunda-feira passada, dia 07/07, a Prefeitura de Curitiba iniciou a fiscalização do uso indevido da faixa exclusiva de ônibus da Rua XV, trecho entre N.S. da Luz e João Negrão. Conforme foi noticiado no primeiro dia houve 39 autuações, o que é legítimo e necessário para que a restrição seja obedecida.

Mas, mais de uma vez, já perguntamos para a Prefeitura, e até agora não foi respondido ou esclarecido, sobre o tratamento que será dispensado para aquele que for autuado mais de uma vez no trecho, tanto por equipamentos eletrônicos quanto por mais de um agente. Será apenas uma infração continuada ou haverá tantas multas quantas forem as autuações lavradas?

O PL 3710/93 que culminou no texto do Código de Trânsito que passou a vigorar em 1998 (Lei 9503/97) tinha um dispositivo que não vingou, o qual estabelecia que no caso das infrações continuadas só poderia haver nova autuação a cada 6 horas. Vê-se que o legislador da época havia pensado apenas no caso do estacionamento contínuo e ainda considerando não ser adotada a medida de remoção do veículo.

A meu ver as infrações continuadas podem ser classificadas em “Estáticas”, “Dinâmicas” e “Mistas”. “Estáticas” seriam as infrações de estacionamento; “Dinâmicas” aquelas que há deslocamento como é o caso da faixa exclusiva, pelo acostamento, caminhões na Linha Verde, etc.; “Mistas” seriam aquelas que independeria de inércia ou deslocamento, como o caso de um veículo sem licenciamento ou equipamento obrigatório, cuja irregularidade acompanha o veículo em qualquer situação.

No caso da faixa exclusiva mais um ingrediente apimentaria a discussão, que seria a diferença do veículo que permanece todo o tempo na faixa exclusiva, daquele que momentaneamente sai e retorna, a exemplo de um veículo estacionado que dá uma volta e retorna ao mesmo local proibido daquele que permaneceu todo o tempo no local. Nesses casos sou da opinião que a interrupção temporária da prática infracional faz com que se caracterizem duas infrações distintas. O difícil é caracterizar…

Importante destacar que não caberá aos agentes ou mesmo aos equipamentos eletrônicos fazerem essa seleção, e sim caberá à autoridade (secretário) a decisão. Na área penal é o Art. 71 do Código Penal prevê a aplicação de apenas uma aumentada de 1/6 a 1/3, o que não é possível no CTB. Na legislação tributária entende-se pela prática de apenas uma infração, como exemplo de não recolhimento de um tributo de forma reiterada.

Diante dos esclarecimentos e ponderações acima reitero a pergunta ao prefeito Gustavo Fruet: se um veículo for autuado três vezes na faixa exclusiva de ônibus da Rua XV, em três pontos diferentes, por três agentes distintos ou mesmo por equipamento eletrônico, num mesmo deslocamento sem sair da faixa, ele será multado três vezes ou apenas uma vez?

A resposta não pode caracterizar nem indústria de multa nem prevaricação…

De multa eu entendo!

*Marcelo Araújo é advogado, presidente da Comissão de Trânsito, Transporte e Mobilidade da OAB/PR. Escreve nas segundas-feiras para o Blog do Esmael.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Charge de Sinfrônio - Diário do Nordeste.

Charge de Sinfrônio – Diário do Nordeste.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

capa_jlondrinaJornais do Paraná

- Gazeta do Povo: Tetra indiscutível

- Jornal Metro: Meu malvado favorito

- Jornal de Londrina: Sinfonia alemã. É tetracampeã

- Folha de Londrina: Alemanha conquista o tetra

- O Paraná: Saneamento básico tem investimento maior em 40%

- Jornal Hoje: Uso abusivo de agrotóxicos estimula suicídios no campo

- Gazeta do Iguaçu: Candidatos de Foz podem gastar até R$ 58,8 milhões

- Umuarama Ilustrado: Mercado imobiliário segue aquecido em Umuarama

Jornais de outros estados

- Globo: Alemanha tetracampeã Argentina é vice

- Folha: Alemanha é tetra no Maracanã

- Estadão: Alemanha é tetra

- Correio: Aprende com eles, Brasil

- Valor: No ano, taxa de investimento deve cair até 5%

- Estado de Minas: Die besten

- Zero Hora: Venceu o melhor

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Golaço de Gotze no segundo tempo da prorrogação premiou a equipe que fez a melhor preparação para a Copa, jogou o melhor futebol durante o torneio e buscou mais o gol na final contra a Argentina; no Maracanã, a chanceler Angela Merkel comemorou ao lado da presidente Dilma Rousseff; assim como brasileiros e italianos, alemães esperaram 24 anos para chegar ao tetra; é a primeira vez que uma equipe europeia vence uma Copa nas Américas; resultado justo numa final eletrizante.

Golaço de Gotze no segundo tempo da prorrogação premiou a equipe que fez a melhor preparação para a Copa, jogou o melhor futebol durante o torneio e buscou mais o gol na final contra a Argentina; no Maracanã, a chanceler Angela Merkel comemorou ao lado da presidente Dilma Rousseff; assim como brasileiros e italianos, alemães esperaram 24 anos para chegar ao tetra; é a primeira vez que uma equipe europeia vence uma Copa nas Américas; resultado justo numa final eletrizante.

Vinte e quatro anos depois e novamente com vitória sobre a Argentina, a Alemanha vence a Copa do Mundo e torna-se tetracampeã, assim como a Itália e com um título a menos que a seleção brasileira. Organização, disciplina, técnica e carisma marcaram a campanha dos europeus, que nas semifinais golearam o Brasil por 7 a 1, no Estádio do Mineirão. Autor do gol que deu o título para a Alemanha, a oito minutos do fim da prorrogação, Mario Götze foi escolhido o melhor em campo. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

do Brasil 247

Final da Copa de 2014 confronta a disciplina tática e o conjunto alemães e o talento e a raça portenhos neste domingo, a partir da 16 horas, no Maracanã; na terceira final entre as duas equipes (em 1986 deu Argentina e em 1990 a Alemanha levou), a torcida deve ser um espetáculo à parte, com argentinos enlouquecidos empurrando sua equipe e brasileiros unidos aos simpáticos germânicos; a #copadascopas chega o fim podendo se tornar o Mundial com maior número de gols marcados, com 98% de ocupação nos estádios e público total superior a 3,35 milhões de torcedores.

Final da Copa de 2014 confronta a disciplina tática e o conjunto alemães e o talento e a raça portenhos neste domingo, a partir da 16 horas, no Maracanã; na terceira final entre as duas equipes (em 1986 deu Argentina e em 1990 a Alemanha levou), a torcida deve ser um espetáculo à parte, com argentinos enlouquecidos empurrando sua equipe e brasileiros unidos aos simpáticos germânicos; a #copadascopas chega o fim podendo se tornar o Mundial com maior número de gols marcados, com 98% de ocupação nos estádios e público total superior a 3,35 milhões de torcedores.

A grande final da Copa do Mundo de 2014 neste domingo (13), às 16 horas, no Maracanã, confronta o espetacular e disciplinado conjunto da seleção da Alemanha com o talento e a raça da Argentina de Lionel Messi, empurrada por uma torcida enlouquecida, o que torna qualquer resultado absolutamente normal segundo a crônica esportiva. A Copa brasileira reedita as finais dos mundiais do México, em 1986, onde venceu a genialidade de Maradona, e de 1990, na Itália, quando a força de Lothar Matthäus garantiu o sucesso alemão. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Rodrigo da Rocha Loures, em sua coluna de estreia, neste domingo, analisa a derrota da seleção brasileira na Copa; ele cita Tostão dizendo que “é preciso reformular conceitos e diminuir a promíscua troca de favores, uma praga nacional que assola o futebol e o país” para logo em seguida afirmar que o Brasil, com seu interminável potencial, não é capaz de produzir políticas e práticas que produzam resultados desejados. “Nossa cultura, ou seja, o jeito brasileiro de fazer as coisas, esgotou sua capacidade de acompanhar o movimento global de competição. A Copa que precisamos ganhar é outra. É a do empreendedorismo”; leia o texto e compartilhe.

Rodrigo da Rocha Loures, em sua coluna de estreia, neste domingo, analisa a derrota da seleção brasileira na Copa; ele cita Tostão dizendo que “é preciso reformular conceitos e diminuir a promíscua troca de favores, uma praga nacional que assola o futebol e o país” para logo em seguida afirmar que o Brasil, com seu interminável potencial, não é capaz de produzir políticas e práticas que produzam resultados desejados. “Nossa cultura, ou seja, o jeito brasileiro de fazer as coisas, esgotou sua capacidade de acompanhar o movimento global de competição. A Copa que precisamos ganhar é outra. É a do empreendedorismo”; leia o texto e compartilhe.

Rodrigo da Rocha Loures*

O fracasso do Brasil na Copa do Mundo provocou uma busca imediata por explicações para o desastroso resultado assim que soou o apito final da partida.

O caminho mais fácil nessas ocasiões é procurar um único culpado, um bode expiatório que carregue toda a responsabilidade pelo projeto naufragado. Mas esta saída, apesar de apaziguar os primeiros sentimentos de revolta, não resiste às reflexões mais aprofundadas.

A derrota de contornos trágicos sofrida pela seleção na Copa é mais um apagão da série que aflige o Brasil: energia, água, saúde, mobilidade urbana, violência, má qualidade do ensino público, desindustrialização, desequilíbrio na balança de pagamentos, estagnação etc.

Mas o que está no cerne dessa falência múltipla de órgãos?

Como escreveu Tostão, “é preciso reformular conceitos e diminuir a promíscua troca de favores, uma praga nacional que assola o futebol e o país”.

O Brasil, com seu interminável potencial, não é capaz de produzir políticas e práticas que produzam resultados desejados. Nossa cultura, ou seja, o jeito brasileiro de fazer as coisas, esgotou sua capacidade de acompanhar o movimento global de competição.

É urgente uma mobilização para mudanças de atitude, curso e formas de operação no Brasil. Sugiro aproveitarmos o período eleitoral para nos focarmos na defesa de mudanças fundamentais, em três eixos: segurança jurídica; cultura e educação empreendedora; e ambiente regulatório.

Para a retomada dos investimentos: reduzir a insegurança jurídica em todos os níveis, em particular no sistema tributário.

Para o bem estar social: promover a educação empreendedora, como item fundamental na educação de base e no ensino superior.

Para uma base de inovação sustentável: promover programas voltados para a cultura empreendedora, reduzir a burocracia para abertura e manutenção de empresas e criar mecanismos para possibilitar investimentos em empresas nascentes.

A Copa que precisamos ganhar é outra. É a do empreendedorismo.

*Rodrigo da Rocha Loures é presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade – IBQP e ex-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná – Fiep (2003/2011). Escreve nos domingos.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Charge de Paixão - Gazeta do Povo (PR).

Charge de Paixão – Gazeta do Povo (PR).

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

capa_ogloboJornais do Paraná

- Gazeta do Povo: Auxílio-moradia dos juízes supera o salário de 33% dos servidores

- Jornal de Londrina: O desafio da Onda Verde

- Folha de Londrina: Tráfico e corporativismo são obstáculos na segurança pública

- O Diário (Maringá): Pena da Maria da Penha

- Diário dos Campos: Queixas no Procon de PG crescem 40%

- Jornal da Manhã: Região tenta se recuperar dos prejuízos com a Copa

- Gazeta do Paraná: MP não quer mudanças para punição maior aos “menores”

- Diário do Noroeste: UTI da Santa Casa opera com até 110% de sua capacidade

- Tribuna do Norte: Infratores presos se equiparam

Jornais de outros estados

- Globo: Faltam 754 dias para as Olimpíadas

- Folha: Brasil repete erros, perde da Holanda e fica em 4º

- Correio: Triste final

- Estado de Minas: Imagine depois de Copa

- Zero Hora: Ele Eles

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
O (des)governo de Beto Richa (PSDB) que vai tentar a reeleição, apresenta dificuldades em diversas áreas. Uma delas é assistência à saúde dos servidores. O Serviço de Assistência ao Servidor em Francisco Beltrão, Sudoeste do Estado, não está pagando os profissionais credenciados desde o mês de maio e as consultas e cirurgias eletivas estão suspensas.

O (des)governo de Beto Richa (PSDB) que vai tentar a reeleição, apresenta dificuldades em diversas áreas. Uma delas é assistência à saúde dos servidores. O Serviço de Assistência ao Servidor em Francisco Beltrão, Sudoeste do Estado, não está pagando os profissionais credenciados desde o mês de maio e as consultas e cirurgias eletivas estão suspensas.

O Serviço de Assistência ao Servidor (SAS), que é o “plano de saúde” dos servidores estaduais, enfrenta problemas há tempos, sendo constante alvo de reclamações e denúncias, tanto por parte dos servidores como de seus sindicatos representativos. Desde 2012, o Blog do Esmael registra o descontentamento dos servidores. Os problemas continuaram e no ano passado houve mais denúncias.

Agora os problemas são no hospital que atende os servidores em Francisco Beltrão, sudoeste do Paraná. A Drª Páscoa Batisti Minussi, diretora do Hospital São Francisco, disse em nota que “por dificuldades financeiras do governo do Paraná, ainda não recebemos o mês de maio”. Por esse motivo a maioria das consultas e procedimentos foi suspensa. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

da Agência Brasil

Brasil e Holanda disputam terceiro lugar no Estádio Nacional de Brasília, o Mané Garrincha, às 17 horas deste sábado; Robben é o principal destaque da Holanda na Copa do Mundo e Oscar é a esperança brasileira de vitória na despedida da ‘Copa das Copas’.

Brasil e Holanda disputam terceiro lugar no Estádio Nacional de Brasília, o Mané Garrincha, às 17 horas deste sábado; Robben é o principal destaque da Holanda na Copa do Mundo e Oscar é a esperança brasileira de vitória na despedida da ‘Copa das Copas’.

Não será apenas o terceiro lugar na Copa do Mundo de 2014 que estará em jogo na partida de hoje (12), que será disputada às 17h entre Brasil e Holanda no Estádio Nacional de Brasília. Com um histórico empatado em copas do mundo – três vitórias para cada lado, cinco empates e 15 gols para cada seleção –, a seleção que sair vencedora da partida passará a ter vantagem em relação à outra.

A partida será apitada pelo argelino Djamel Haimoudi. Para o Brasil, ela servirá para amenizar, ainda que minimamente, a derrota por 7 x 1 para a Alemanha, que disputará a final amanhã (13) contra a Argentina. Já os jogadores da Holanda querem sair desta Copa invictos – a partida contra a Argentina na semifinal terminou empatada e o time europeu foi eliminado após perder na disputa de pênaltis. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Copyright © 2009 Blog do Esmael. Todos os direitos reservados.