Blog do Esmael Londres: bloquear redes sociais vai calar manifestantes? | Blog do Esmael Londres: bloquear redes sociais vai calar manifestantes? | Blog do Esmael

Londres: bloquear redes sociais vai calar manifestantes?

via Portal Vermelho

Diante das manifestações que tomaram a cidade de Londres, a Inglaterra cogita bloquear os serviços de redes sociais, como Facebook e Twitter, além do serviço de mensagens do BlackBerry, o BlackBerry Messenger (BBM). Supõe-se que tais meios digitiais estejam sendo utilizados para a comunicação e organização entre os participantes dos atos públicos.

Todas as cenas de horror a que o mundo assiste na capital inglesa começaram por conta de um protesto contra o abuso do poder da polícia local. Mas a fúria dos manifestantes e da polícia só aumenta.

O primeiro-ministro britânico, James Cameron, afirmou que o governo está negociando o cancelamento de alguns meios de comunicação digital. Em uma coletiva na House of Commons, Cameron confirmou que está trabalhando com serviços de inteligência, polícia e também algumas companhias para decidir se seria correto cancelar a comunicação de milhares de pessoas por sites e serviços de redes sociais, em função da “disseminação de violência, desordem e criminalidade que eles têm causado”.

Quando as pessoas utilizam mídias sociais para a violência, temos que barrá-las!, disse Cameron. O primeiro-ministro também afirmou que considera limitar os conteúdos publicados em redes sociais, como vídeos que mostram jovens sendo assaltados e outras atitudes ilegais.

A decisão é polêmica e pode dar margem a ações de censura à  rede em outros países, na contramão de esforços que estão sendo feitos há anos para colocar o mundo em comunicação em tempo real por meio da tecnologia.

Além desse argumento, que toca a liberdade de cada cidadão, há o fato de que o mercado capitalismo também está estimulando há muitos e muitos anos o consumo de celulares, computadores e tudo o mais que as inovações no campo cibernético.

Verdade que o que salva — comunicação — também pode matar, mas ser juiz de qual linha de comunicação tem que ser cortada ou mantida não é tarefa!´para poucos. A decisão envolve muitas variáveis, milhões de pessoas, indústrias e valores humanos, como ética e cidadania.

Redação do Vermelho com dados da TI Inside

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. no seculo 19 a ingraterra oprimiu varios povos .não e novidade do cameron calar o povão….

  2. a escocia vive a opressão inglesa ,la as redes sociais funcionarão.

  3. que nem akela história……….o povo tá fazendo muito filho vamos fechar os móteis e similares………..é de

  4. Esta idéia deve ter partido do Palácio das Araucárias. Lá está o maior mentiroso que gosta de calar a livre expressão de jornalistas e cidadãos conscientes.
    Este foi mais um aprendizado que ele teve com seu criador, Jaime, o qual tentou me prejudicar no meu emprego (até certo ponto ele conseguiu) por eu ter feito comentários sobre suas irresponsabilidades (para não falar outra coisa) quando governador – Banestado, títulos podres, costa oeste, parque de containers do porto, contas CC5, etc. Naquela ocasião ainda não haviam regulamentações claras dentro desta multinacional, que tem uma ligação umbilical com a prefeitura e com o ex-governador, e fiz alguns comentários sobre os assuntos acima, os quais eram de domínio público. Então seu advogado, o ‘el Cid’, que já esteve preso e foi seu secretário, mandou uma carta à Cia dizendo que eu fazia comentários desabonadores a respeito do sei cliente. A empresa pensou em dar-me uma punição mais séria, mas acabei recebendo somente uma “orientação disciplinar”. Tenho a carta até hoje.
    Estes são os democratas do Paraná. Pessoas que se dizem defender os direitos à opinião, mas que na realidade são opressores. Bem, para um cara que surgiu no regime militar e foi prefeito biônico de Curitiba naquele regime,
    não é de se estranhar uma atitude destas.
    Obs: quero deixar claro que jamais me escondi com pseudônimos quando fiz meus comentários. Sempre me identifiquei e ele poderia me localizar pelo meu email. Mas não, ele verificou o endereço da internet de onde partiram as mensagens (provavelmente com ajuda do site do Paulo Cruz) e como a empresa é sua “amiga do peito e do bolso”, me calou.

  5. o brigado pela publicação dessa verdade :