PSTU tenta desbancar PT nas eleições da APP-Sindicato

Haverá bate-chapa para a direção da APP-Sindicato (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná) na eleição prevista para o dia 22 de setembro.

A pedagoga Marlei Fernandes de Carvalho, do PT, tentará a reeleição à  frente da entidade.

A professora Marcia Farherr, do PSTU, busca interromper a hegemonia petista no sindicato.

No dia 1!º de agosto termina o prazo para impugnações de chapas.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Vou rezar para que a APP não fique do tamanho do PSTU.

  2. Admiro a disposição de luta do pessoal do PSTU, mas fico com um pé atrás na maneira de eles conduzir um processo de luta. Ser radical, na minha opinião é uma virtude, mas ser tempestivo, pode por toda uma conquista a perder. Foi o que aconteceu, na minha maneira de ver, com o sindicato dos servidores publicos municipais de Maringá, no primeiro mandato do prefeito Sílvio Barros. O sindicato era presidido por uma jovem do PSTU. A radicalidade entregou o sindicato em bandeja para o prefeito e agora está dificil de reorganizar os trabalhadores na luta pelos seus direitos. As feridas ainda devem estar doendo. Me parece também que o calvário dos professores do Estado de Santa Catarina se deve ao espirito radical do partido, inviabilizando condições para as conquistas almejadas por esta tão sofrida classe. Se eu estiver errado, me corrijam.

  3. o dia que o PSTU desbancar alguém, é pq esse alguém é muito incompetente! PSTU a esquerda que a direita gosta!