Blog do Esmael Picler luta para manter PDT no campo político de Dilma e Gleisi | Blog do Esmael Picler luta para manter PDT no campo político de Dilma e Gleisi | Blog do Esmael

Picler luta para manter PDT no campo político de Dilma e Gleisi

Picler quer PDT na base de Gleisi.

O presidente em exercício do PDT de Curitiba, professor Wilson Picler, tem se destacado por rechaçar quaisquer tentativas de aproximação do partido ao PSDB.

A luta de Picler chegou esta semana aos ouvidos da superministra Gleisi Hoffmann, pré-candidata ao governo do Paraná em 2014, e aos do presidente nacional da agremiação Carlos Lupi, ministro do Trabalho.

Para manter o PDT curitibano no campo político da presidenta Dilma Rousseff e da ministra Gleisi, o ex-deputado Picler mostrou disposição de buscar a vice de Ratinho Júnior, pré-candidato a prefeito de Curitiba pelo PSC, caso Gustavo Fruet permaneça no PSDB.

A atitude do Grandalhão causou azia em alguns militantes do PDT, que juram preferir uma candidatura própria em qualquer hipótese.

Como é sabido por todos, os vereadores do PDT da capital preferem a companhia do prefeito Luciano Ducci (PSB), que buscará a reeleição ano que vem; a maioria dos deputados estaduais do partido, por sua vez, está apaixonada! pelo governador Beto Richa (PSDB) !“ aliado de Ducci.

Alguns pedetistas ainda sonham tirar Fruet para dançar uma valsa. No entanto, o moço se faz de difícil. à€s vezes dá uma piscadela para cá, outras vezes joga um charme para lá, e assim segue no baile à  espera de um par perfeito.

Enquanto isso, na política real, o mundo gira e lusitana roda.

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. TODAS AS HIPÓTESES POLÍTICAS ESTÃO AGUARDANDO OS PASSOS DESSES DOIS, DUCCI E FRUET POIS UM DELES SERÁ O NOVO PREFEITO EM 2012, O RESTO É RESTO.

  2. O importante a se considerar é que o PDT está buscando caminho próprio, com ou sem Gustavo Fruet. Acho que tanto um caminho quanto o outro (candidatura própria ou a vice em outra legenda) são viáveis. Mas o fundamental é que se Fruet não toma uma posição outros tomam por ele. Está pecando pela ausência de posicionamento. Para ver como essa periclitância fruetiana prejudica o transcurso político.

  3. Porque não o PDT apiar Rafael Greca nosso inesquecivel Prefeito que foi eleito pelo próprio PDT? Sabemos que Greca conta com a simpatia de trabalhistas históricos como o filho do ex Presidente Jango João Vicente Goulart, Brizola Neto, Deputadop Flores da Cunha líder de Brizola em seus dois governos e o grupo denominado Históricos e Fundadores do PDT.

  4. Incluo a seguir, para reflexão dos leitores, editorial do informativo da Rede PDT desta sexta-feira tratando das aritulações do partido na capital: “O Partido Democrático Trabalhista continua alimentando as melhores expectativas pela filiação de Gustavo Fruet, para através dele poder realizar grandes transformações e tornar Curitiba referencial de austeridade e eficiência administrativa, resultando em avanços sociais significativos à população da capital. Porém, caso o ingresso de Fruet não se concretize, o PDT deverá seguir sustentando a tese de candidatura própria porque este é o caminho apontado por resolução nacional aprovada em Convenção e só pode eventualmente ser revisto no prazo das convenções de 2012, entre 10 a 30 de junho. Será inoportuno e inviável que qualquer liderança tente estabelecer, até este prazo legal, qualquer compromisso em torno de outras candidaturas cogitando o partido (ou, no caso, o interesse pessoal) para a vaga de vice”.