Na Câmara, Ricardo Barros votou contra os empresários

Barros, o político, votou contra os empresários na Câmara.

A guerra de guerrilha pelo comando da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) intensificou-se ao logo desta semana, depois que as duas chapas foram registradas para a eleiçao que ocorrerá no próximo dia 3 de agosto.

Pois bem. Empresários que têm ojeriza à  partidarização da entidade preparam um manifesto na semana que vem contra o secretário da Indústria e Comércio, Ricardo Barros, recordando que em passado recente, quando deputado federal pelo PP, o moço votou contra os interesses dos industriais.

Barros, candidato da oposição à  presidência da Fiep, foi um dos principais soldados! que lutou pela aprovação da prorrogação da CPMF no Congresso Nacional em 2007 (veja aqui matéria no jornal O Globo).

Derrotada a proposta da prorrogação da CPMF, em 2008, o ex-deputado saiu prontamente em defesa da criação de um novo tributo: a Contribuição Social da Saúde !“ a CSS (Veja aqui o jornal da Câmara).

Além disso, os empresários lembrarão no documento que, ainda na Câmara, Ricardo Barros foi árduo defensor da redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais (Veja aqui site do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Curitiba).

Enfim, os empresários deverão perguntar no manifesto a ser lançado: “afinal, qual Ricardo Barros pretende presidir a Fiep? O ‘experiente’ político que sempre votou contra os industriais ou aquele que nunca fabricou um alfinete?”.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. a joyce da band fala de impostos ,por que ela não fala do pedagio caro, para onde vai esse dinheiro,o pedagio tambem corrói qualquer economia .

  2. É duro saber que essa praga pública é da minha cidade (Maringá), que vergonga.

  3. e por falar em Ricardo Barros ele se afastou mesmo do seretária de indústria?????????????