Guerra pela Fiep envolve uso da máquina pública

Governistas, desesperados, tentam eleger Barros na Fiep.

Na manhã desta quarta-feira (20), no bairro Juvevê, a panificadora “Mister Pão” foi alvo de uma blitz de fiscais da receita estadual.

O estabelecimento comercial pertence a Wilson Borgmann, presidente do Sindicato da Panificação, que torce pela chapa “Fiep Independente”, encabeçada pelo empresário do setor têxtil Edson Campagnolo.

Pois bem. Segundo denúncia do gerente da panificadora, Valdinei Aparecido Juliani, os fiscais chegaram e levaram relatórios, documentos e cópias de vendas realizadas na máquina de cartão de crédito.

O proprietário da panificadora enxergou aí uma tentativa intimidação governamental para cabalar votos a favor de Ricardo Barros (PP), que também disputa a Fiep.

A mesma ação de hoje estaria integrada a outros órgãos de fiscalização no interior do estado.

IAP, Meio Ambiente, dentre outros órgãos governamentais, estão sendo utilizados no interior do Paraná com o objetivo de pressionar os empresários a votar em Barros!, denunciam integrantes da chapa Fiep Independente!, da situação.

Isto não é abuso da máquina pública a favor de interesse privado?

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. por favor alguem me responda onde vai parar o uso da máquina pública em prol da vida privada ou melhor dizendo a conta bancária particular mais gorda??????hein por favor alguém me de uma resposta para eu continuar votando..

  2. Não sei porque o espanto! Desde que o mundo é mundo, só reclama quem não está no poder, porque se nele estivesse, sua ação seria a mesma. Estou errado?

  3. O presidente do Aguas Parana só tem voado em avioes e jatinhos dos empreiteiros que tem negócios no Aguas Parana, inclusive para pedir votos para o Barros.

    Nao anda de carro nem avião de carreira, só viaja de cinco estrelas.

    Cadê o MP?

    Pior: empresario que precisam de serviços / documentos do Águas Paraná tem sido “convidados” a votar no Barros.

  4. É O CHOQUE DE GESTÃO DE CARLOS ALBERTO RICHA, ESCORADO NO MAIS PURO E AUTENTICO FACISMO.PODER A TODO E QUALQUER CUSTO.ESTE SUJEITO VAI TER ADVERSÁRIO E VAI COMEÇAR PELA PREFEITURA DE CURITIBA.PRA CIMA DELE POVO PARANAENSE.A DITADURA MILITAR ESVAIU-SE HA MUITO ,MAS MUITO TEMPO.

  5. CHOQUE DE GESTÃO DA ADMINISTRADOR BETO RCHA E CIA LTDA E DIGO UMA COISA SE O PAI DO BETO TIVESSE VIV JAMAIS ACEITARIA COM QUEM SEU FILHO ANDA.

  6. Esmael,esta prática é nova nas eleições da FIEP,mas faz parte da política do “Novo Paraná”slogan de campanha do ano passado onde o nefasto R.Barros era o candidato ao senado,chegando em um glorioso quarto lugar.Esta inovação mafiosa estadual,no melhor estilo Camorra,está decidindo eleições em Maringá,há muitos anos.Agora a bandidagem é oficial.Deram poder ao nefasto, aguentem…O Beto ainda vai se arrepender muito desta parceria…

    • A menos que você também seja um dos abdusido$, está claro o mal que traz a desinformação que campeia nesses blogs de aluguel. Sem nenhum compromisso com a verdade, divulgam versões que não se identificam com os fatos a que se referem. Valho-me de Alberto Dines para lembrar-lhe que “corremos sérios riscos (com a liberdade de expressão) se não desenvolvermos uma consciência contra os abusos da imprensa e as tentações da mordaça judicial”.