Desfiliação de Fruet ameaça hegemonia do PSDB no Paraná

Saída de Fruet do PSDB representa duro golpe na dinastia Richa. Foto: Denis Ferreira Neto.

O ex-deputado federal Gustavo Fruet anunciará amanhã à s 10 horas desfiliação do PSDB. Será o fim de um namoro de sete anos.

Fruet deixou o PMDB em 2004 porque o partido negou-lhe chance de disputar a prefeitura de Curitiba, um antigo sonho.

No ano passado, o ex-deputado concorreu ao Senado pelo PSDB e obteve 650 mil votos na capital.

Credenciado para disputar a prefeitura em 2012, Fruet viu-se sem apoio do governador Beto Richa, presidente estadual do PSDB e mandachuva da legenda em Curitiba, que prefere a reeleição do prefeito Luciano Ducci (PSB).

O praticamente ex-tucano deverá ingressar no PDT, onde assumirá a presidência da agremiação.

A saída de Gustavo Fruet representa uma ameaça de morte à  hegemonia do PSDB no Paraná, pois, se eleito prefeito, passará à  base de sustentação política da presidenta Dilma Rousseff e da ministra petista Gleisi Hoffmann (Casa Civil), adversária declarada de Richa em 2014.

Fruet lidera todas as pesquisas de opinião na corrida pelo Palácio 29 de Março (sede do executivo municipal).

O colégio eleitoral curitibano sempre foi decisivo nas eleições estaduais. à‰ como se fosse meio caminho andado na direção ao Palácio Iguaçu.

A movimentação de Fruet tem o aval do ministro Carlos Lupi (Trabalho), presidente nacional licenciado do PDT, e do ministro Paulo Bernardo (Comunicações) — o marido de Gleisi.

Quando ingressar no PDT, o ex-deputado terá liberdade para costurar alianças políticas heterogêneas. No entanto, Fruet não pretende incorporar o PT nos planos, isto é, no primeiro turno das eleições de 2012.

Amanhã, durante a coletiva de imprensa, Gustavo Fruet deverá ler uma carta de despedida do PSDB. Quem teve acesso ao texto garante que “a missiva é de encher os olhos de lágrimas”.

9 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Não entendo á política do nosso governador que convida a ex deputada Beti Pavin de Colombo a ingressar no PSDB, que todos já sabem de suas pessímas adminitrações , suas contas não devidamente exclarecidas para populaçãoe e de seus funcionários fantasmas >>>>>>>
    e por outro lado e deixa escapar um político promissor para o nosso estado como Gustavo Fruet.

    Parabéns governador !!!!!!

  2. SE ELE FOR PREFEITO NAO VAI FASER NADA E UM INCOMPETENTE ,ESSES PLEYBOY BETO E GUSTAVO SAO FILHINHOS DE PAPAI NUNCA TRABALHARAM,NAO SABEM FASER NADA SO POLITICA SO EMGANAR OS ELEITORES BOBOS ISSO ELES APRENDERAM COM OS PAIS COM SERTEZA.

  3. O gustavo sempre foi gente seria ele não poderia ter saido do Pmdb para entrar no ninho dos tucanos que é ninho de cobra e gavião comedor de ovo,já queimaram a ficha dele para senador,e nunca o Betinho aceitaria ele como prefeito de curitiba,lá na cadeira de prefeito só entra gente da laia deles,semvergonha e ladrão e o gustavo não é portanto entra no Pdt que tem só gente seria. o ninho certo para ele é o Pdt.

  4. É isso! O Gustavo vai ser o novo prefeito de Curitiba, e quebrar de vez esta situação de Requião x Lerner (ou vice versa), chega desse pessoal, Fruet construa uma nova equipe sem os vicios das últimas decadas e vai em frente o povo vai estar com você.

    Não se perca e não titubeie, a nossa capital necessita respirar novos ares.

  5. Uma eleição que parecia fácil para o PSDB, fica impossivel pois, o partido nem candidato terá. Se eleger o Gustavo é a base de apôio do PT. Se o Ducci também é a base de apôio do PT. Esse Diretório Nacional do PSDB está brincando de fazer política. Quem deve estar “pela boa” com esses idiotas é o Senador Alvaro Dias que foi, como o Gustavo, jogado para “escanteio”. E, olhem que o Gustavo e o Alvaro são as duas maiores expressões politicas desse Partido no Estado, em número de vótos e reprentatividade na mídia nacional. A máxima do PSDB no Estado do Paraná é bem ao contrário do procedimento inteligente ou seja. “Manda quem não tem voto”. Vejam só o caso do Rossoni. O cara esta querendo ser candidato ao Senado na vaga do Alvaro. Ora, é claro que esse procedimento joga o melhor Senador do Brasil na oposição ao PSDB. Olha que nos meus 40 anos de politica nunca ví nada tão cretino e idiota.

  6. O rompimento com o PSDB joga Gustavo nos braços da base aliada de Dilma, até mesmo o PT…Dou o mundo pra ver Tadeu Veneri + Rosinha et caterva no mesmo palanque de Guga. Vai ser muito gozado….

  7. Quem está se preparando, também, para campanha de prefeito é o Márcio Nunes do Instituto das Aguas do Parana.
    Ele será candidato em Campo Mourão.
    Ultimamente só tem andado em avioes e jatinhos dos empreiteiros que tem negócios no Aguas Parana.
    Isto mesmo, ele só vai a Campo Mourão de jatinhos e avioes particulares: dos empreiteiros que tem negócios com o Aguas Paraná.

    Cade o Ministério Público?

  8. Ingressando no Partido Democrático Trabalhista, Gustavo Fruet poderá organizar vigorosa aliança oposicionista e chapa de candidatos à Câmara Municipal, para realizar consagradora campanha propondo melhorias na capital paranaense e incorporando o clamor por alternância, que brota do sentimento popular. No PSDB não teria sequer a possibilidade de sugerir mudanças porque ali ““ no ninho tucano ““ a coisa está programada para seguir como nos últimos decênios, tudo como dantes.

  9. Vai incorporar o PT ja 1 turno. precisa do tempo, da militancia e do poder que o PT tem. Senão ele fica falando meio minuto por dia. Ele precisa de um dos 3 grandes partidos.senão nada feito.