Deputados do Paraná violam votação secreta para provar obediência ao governo

* Parlamentares fotografaram voto com o celular na cabine de votação

Na eleição que a Assembleia Legislativa do Paraná realizou hoje (5) para a escolha do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) a votação seria secreta, como antecipadamente anunciou a direção da Casa. Seria, mas na prática não foi.

Este blog teve a confirmação de que vários parlamentares fotografaram com seus celulares o voto na cabine para provar ao Palácio das Araucárias que foram submissos, ou seja, que votaram no procurador(censurador)-geral Ivan Bonilha, o Cesurinha, como haviam combinado.

Um desses deputados que fotografaram o próprio voto mostrava-o orgulhosamente para vários colegas em plenário da Assembleia. Alertado de que o inusitado gesto poderia dar M…! danada, segundo relatou ao blog um parlamentar, o digníssimo imediatamente recolheu o aparelho ao bolso da calça.

A votação ocorreu somente na tarde de hoje, mas ontem mesmo o resultado já era fartamente divulgado pelos blogs paranaenses. Publicou-se que Censurinha faria 35 votos. Fez 34 porque uma das excelências conseguiu errar o voto na cédula, anulando-o.

O primeiro que alertou para esse fato foi o advogado Tarso Cabral Violin, no Blog do Tarso, na noite desta terça. O advogado-blogueiro era um dos postulantes à  vaga no TCE, no entanto, competiu de forma desigual com Censurinha.

O deputado Augustinho Zucchi (PDT) também deve estar sentindo-se enganado pelo cabresto eletrônico. Competiu sem condições de igualdade, sem a possibilidade de conferir a promessa de votos que recebeu de seus pares. A mesma infelicidade não teve Censurinha.

Nas eleições de 2010, por exemplo, não era permitido o uso do celular na cabine de votação. Justamente para evitar o moderno cabresto.

A votação secreta foi violada na Assembleia. Isso é fato. Ficará por isso mesmo? Não teria que invalidar a votação e reiniciar um novo processo de escolha, sem cabrestagem?

Com a palavra os dezesseis candidatos derrotados, o Ministério Público e os renomados juristas.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to say I am just very new to weblog and absolutely enjoyed your blog site. Most likely I’m likely to bookmark your website . You certainly have wonderful articles and reviews. Regards for sharing with us your blog.

  2. Que vergonha!!!!

  3. Capachos. Sem moral.
    Ainda bem que não votei em nenhum desses vigaristas!

  4. Não acredito que o Romanelli agiu de forma repgnante. Ele apenas agiu da forma como sempre age, rastejou, afinal é para isso que serve, para ser pisado pelo governador. Como ele nao tem mais carater para vender deve estar negociando alguma coisa ainda menor, a sua vergonha na Cara…

  5. E venceu o “Censurilha”! Mas o que mais me causou asco nessa história toda é como agiu o sr.Romanelli. Repugnante!

  6. E a eleição do seu Mauriciinho não foi no cabresto? Que votasse contra, e não era secreto, tinha 4 anos der inferno, digo, governo Requião