PPS do Paraná defenestra 37 mandatários por infidelidade partidária

O presidente do PPS paranaense, deputado federal Rubens Bueno, anunciou o expurgo de 37 infiéis, que pularam a cerca eleitoral no ano passado.

A legenda avaliou 171 processos, envolvendo 04 filiados, 14 vice-prefeitos, 11 prefeitos e 142 vereadores. O Conselho de à‰tica sugeriu 49 arquivamentos, 06 adiamentos, 69 penas médias (advertência interna) e 47 penas graves (expulsão).

Após avaliação em plenário com exposição de defesa por parte dos réus, o diretório estadual do PPS decidiu pela expulsão de 37 filiados mandatários (02 prefeitos, 04 vice-prefeitos e 31 vereadores) e uma censura pública (prefeito).

Comentários encerrados.