Blog do Esmael Gleisi defende 30% de mulheres no comando de empresas públicas | Blog do Esmael Gleisi defende 30% de mulheres no comando de empresas públicas | Blog do Esmael

Gleisi defende 30% de mulheres no comando de empresas públicas

Gleisi leva reivindicações de empresárias ao presidente do Senado, José Sarney.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT) recebeu ontem (29), em Brasília, 52 representantes do Espaço Mulheres Executivas do Paraná, associação que reúne mulheres empenhadas no fortalecimento das relações empresariais.

Depois de um café da manhã no restaurante do Senado, o grupo se dirigiu ao gabinete da presidência para entregar ao presidente da Casa, senador José Sarney, documento com solicitações da área empresarial.

O documento aborda três questões referentes à  melhoria do ambiente para a atividade econômica no Brasil. Uma delas refere-se à  reforma tributária. O grupo pede a desoneração de tributos nas folhas de pagamento. Outra reivindicação é a criação de cursos profissionalizantes para beneficiários do Programa Bolsa Família.

Gleisi destacou os investimentos do Governo Federal no ensino técnico no Paraná e vai propor que quando os beneficiários do Bolsa Família forem cadastrados, também façam inscrição em curso de qualificação profissional.

A aplicação de um índice mínimo de 30% de mulheres nos conselhos federais e nas direções das empresas públicas é o terceiro tópico abordado no documento.Gleisi Hoffmann acredita que é possível atender à s reivindicações do grupo.

Estamos encaminhando os debates para atender todas as solicitações. à‰ claro que têm algumas questões que acabam levando mais tempo para serem analisadas, como é o caso da reforma tributária. Mas nós já temos o compromisso da presidente Dilma Rousseff de enviar ao Congresso, ainda este ano, algumas propostas para a desoneração de tributos como, por exemplo, a retirada do INSS patronal e do salário educação das folhas de pagamento. Isso vai ter um impacto significativo. Quanto à  participação das mulheres no comando das empresas, temos que fazer um pacto com a sociedade”, afirmou a senadora, acrescentando que a maior participação feminina nas bancadas do Senado e da Câmara será um tema da pauta da reforma política.

Comentários encerrados.