Crianças continuam sem leite nas escolas do Paraná, denuncia deputado Enio Verri

Deputado Enio Verri (PT).

O deputado estadual Enio Verri (PT), líder da Oposição na Assembleia Legislativa, denunciou nesta sexta-feira (25) que as crianças matriculadas nas escolas da rede pública do Paraná continuam sem receber o leite na merenda.

“Nem o leite ruim (industrializado em pó) nem o bom (in natura) chegou à s escolas”, denuncia o parlamentar, que há mais de um mês cobrou providências do governo do estado.

“Dinheiro para alugar aviões a jato tem, mas para comprar o leite para as crianças não tem”, indignou-se, ao referir-se à  recente locação de aeronaves pelo governo do estado pelo valor de R$ 2 milhões, sem licitação.

Verri voltou a dizer que “acabar com o leite das crianças é desumano”.

“O Colégio Vital Brasil, de Maringá, por exemplo, não recebeu nem o leite ruim prometido (industrializado em pó) nem o bom (leite in natura que era comprado junto aos pequenos produtores).

Segundo o líder oposicionista, a crise da merenda está levando escolas maringaenses a emprestar alimentos de escolas de municípios vizinhos.

Hoje, o jornal Gazeta de Maringá revelou que estudantes do Colégio Estadual Vital Brasil estão há três dias sem merenda. O estoque de merenda do colégio acabou na última segunda-feira (21) e até a manhã desta sexta-feira (25) o governo estadual não havia repassado os alimentos.

A solução para que os alunos tenham merenda nesta sexta foi pedir a refeição a um colégio de Astorga, que fica a aproximadamente 51 quilômetros de Maringá.

Comentários encerrados.